R-S - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Beatos & Santos > Beatas > R-S

BEATAS - XIV

  1. • Rafaela Ibarra (1843, Espanha - 1900, Espanha) - Leiga e fundadora - 23/02 Nasceu em Bilbao, na Espanha. Seus pais eram donos de várias indústrias. Ainda jovem se casou e foi mãe. Mesmo com os afazeres domésticos dedicou-se aos pobres, seguindo os passos de Santa Teresa de Jesus. Quando fundou o Instituto dos Santos Anjos da Guarda seu trabalho passou a ser quase que integral. Esse Instituto atendia a meninas carentes e abandonadas, mães solteiras, mulheres abandonadas pelos seus maridos etc. Após o falecimento de seu marido pensou em professar sua fé consagrando-se, mas sua nora veio a falecer e ela teve que cuidar de seus netos, quando mais uma vez deu um grande exemplo do que é ser mãe e avó. Faleceu em Bilbao, na Espanha, no dia 23 de fevereiro de 1900. Foi Beatificada pelo Papa João Paulo II, no ano de 1984.
  2. • Raingarda (1075, França - 1135, França) - Mãe de família - 24/06 Nasceu na França, no ano 1075. Casou-se e foi mãe de oito filhos, são eles: Heráclio, foi arcebispo de Lion, na França; Pedro, o Venerável, foi abade de Cluny, na França; Pons, foi abade de Vezelay, na França; Jordão, abade de Chaise-Dieu, na França; Armando, abade de Manglieu, na França; Oton, morreu ainda pequeno; Hugo e Eustáquio não seguiram a vida religiosa, casaram e tiveram filhos. Quando o marido de Raingarda faleceu ingressou no Convento de Marcigni. Mais tarde, muito doente, só se dedicava à contemplação e a oração. Faleceu no Convento de Marcigni, na França, no dia 24 de junho de 1135.
  3. • Regina Prottman - 18/01.

  1. • Salomé da Cracóvia (1211, Polônia - 1268, Polônia) - 18/11 Nasceu em Cracóvia, polônia, no ano de 1211. Era filha do Leszek de Blondo, príncipe da Cracóvia. Quando tinha apenas três anos já estava sendo prometida, como era costume na época, seu futuro marido também era criança naquela época e se chamava Colomanno, com seis anos de idade. Três anos depois a cidade fora atacada e conquistada por Ruteno Mistislaw, um príncipe e os dois jovens foram presos. Foram vários anos de prisão, quando em certa data o rei Andre retoma o trono. Salomé já estava com dezesseis anos de idade e durante a prisão havia professado voto de castidade eterno. Era uma jovem muito bela e cobiçada, mas ela fazia de tudo para não chamar a atenção, vestia modestamente, não freqüentava a corte, muito menos as festas e atividades de diversão promovidas por ela, corte. O tempo que não desperdiçava era usado para as suas preces e penitência. Era também uma esposa responsável e dedicada a seu marido. Durante uma batalha contra os tártaros o seu marido foi morto. Por essa razão, um ano depois, Salomé decidiu ingressar na Ordem das Clarissas, em Sandomierz, na Polônia. Em 1245, com a ajuda de seu irmão, fundou a Igreja e o Convento Franciscano, em Zawichost, logo em seguida o hospital e o Mosteiro das Clarissas. Salomé passou a viver nesse Mosteiro. Em 1259 em razão da ameaça dos tártaros, foi com algumas irmãs para Skala, também na Polônia, onde fundou um novo Mosteiro. Nesse local passou a viver enclausurada orando, penitenciando e realizando diversas ações de caridade a aqueles que necessitavam. Tornou-se abadessa e era muito querida pelas suas irmãs de Fé. No dia 17 de novembro de 1268 teve a visão da Santa Maria com a companhia de Seu Santo Filho, Jesus. Faleceu algumas horas depois, naquele mesmo dia, no Mosteiro que fundara. Foi sepultada na Igreja dos Franciscanos onde permanece até os nossos dias. Foi Beatificada pelo Papa Clemente X, no dia 17 de maio de 1673.
  2. • Serafina Sforta (?1434, Itália - 1478, Itália) - 08/09 Nasceu em Urbino, Itália, aproximadamente em 1434. Fazia parte de uma família ilustre e rica, seus pais Guido Antonio e sua mãe Catalina Colonna. Era também sobrinha do Papa Martinho V. Quando tinha cinco anos de idade sua mãe faleceu e aos 10 anos de idade foi seu pai quem faleceu. Passou a ser cuidada por seu irmão mais velho, pois era a caçula da família, mas este acabou falecendo. Em 1446 deixou a cidade de Urbino e foi para Roma, quando viveu por um ano sob a guarda de seu tio Cardeal Próspero Colonna. Este foi que acertou seu casamento com Alexandre Sfora, nobre de Pésaro, realizado no dia 09 de janeiro de 1448. Poucos anos depois seu marido parte para a guerra na Lombardia. Esta época Serafina é caluniada e ofendida por pessoas inescrupulosas. Estas mesmas pessoas espalham boatos difamatórios contra ela. Seu marido também tentou separar-se dela por várias vezes chegando ao extremo de tentar estrangulá-la numa noite. A revolta de seus familiares era muito grande, mas seu marido, com a ajuda de um irmão duque em Milão, acaba conseguindo que a jovem, pois ele era quarentão, fosse internada no Convento de Corpus Christi, em Pésaro. Fez sua profissão de Fé em agosto de 1457, com a benção do Papa Calixto III, pois ela era uma senhora casada e abandonada pelo marido. Passou a se chamar Irmã Seráfica. No Convento passa a viver em extrema pobreza, muito humilde passa a dar assistência às enfermas do Convento. Em 1475, depois de muita dedicação e respeito a seus semelhantes é eleita por todos abadessa. Seu marido depois de muito tempo se converte e arrependido pede perdão por tudo que fez à Serafina. Ela viveu durante 21 anos naquele Convento. Faleceu em 08 de setembro de 1478, aos 44 anos de idade. Foi Beatificada pelo Papa Benedito XIV, em 17 de julho de 1754.

Voltar para o conteúdo