Paulo01a - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Apóstolos > Apóstolos-II

São Paulo

• Nasceu em Tarso, Cilícia, atual Turquia, no ano 10, séc. I. Essa cidade era um importante porto. Seu nome de nascimento era Saulo.
• Seu pai provavelmente era romano ou tinha algum familiar direto que o era, por essa razão Paulo era considerado cidadão romano, mas é preciso destacar que ele possuía ascendência judaica. Paulo era fariseu e filho de um.
• Era um grande perseguidor dos judeus cristãos, uma pessoa violenta e com muito ódio, fato que nunca se perdoou. A violência era tanta a ponto de Paulo invadir  residências e arrastar para fora também mulheres e crianças. No entanto a gr4ande perseguição aos cristãos fez apenas aumentar o número de fieis.
• Paulo parte para Damasco com o objetivo de acabem com os devotos de Jesus. Portava documento que o autorizava prender e transferir para Jerusalém todo acusado de ser cristão, fosse homem, mulher ou criança. Durante a caminhada, quase em Damasco, ouviu uma voz que o questionava:
— Eu sou Jesus, a quem tu persegues.

•Assustado Paulo cai ao chão e atônito continua ouvindo aquela voz:
— Levanta-te e entra na cidade, onde te dirão o que deve te convier fazer"

• Paulo passa a não enxergar e precisa ser conduzido por um auxiliar. Foram três dias sem nada enxergar e também não comer ou beber. Na cidade foi orientado a procurar uma tal Ananias, um discípulo de Jesus em Damasco. Em oração Ananias faz a conversão de Paulo e foi quando um novo milagre aconteceu, Paulo voltou a enxergar.
• Foi também naquela cidade que Paulo passou a testemunhar a sua Fé. Passou a pregar que Jesus era verdadeiramente o Filho de Deus. Teve grande dificuldade de se desfazer da imagem de perseguidor dos cristãos, pois as pessoas não confiavam nele. A desconfiança era tão grande a ponto de alguns acharem que era uma armadilha.
• A suspeita não era apenas dos fieis e discípulos, mas ele passou a ser odiado pelos perseguidores de Jesus. Parte de Damasco para a Arábia e depois de algum tempo retorna a Damasco, pois acreditava que lá poderia levar a palavra de Jesus. Aconteceu que as pessoas não haviam se esquecido de quem ele fora um dia. Houve até ameaça a sua integridade física e a própria vida.
• Retorna a Jerusalém, mas sua imagem era a mesma do povo que vivia em Damasco, desconfiança por parte dos cristãos e ódio por parte de seus ex-companheiros. Essa perseguição faz com que Paulo sinta na pele o que praticava e então foge de Jerusalém. Na fuga decidiu se afastar do convívio com a sociedade e passou a meditar, escondido, sobre a vida de Cristo, oportunidade que lhe permitiu o amadurecimento de suas convicções cristãs e religiosas.
• Passaram alguns anos quando Paulo é procurado por Barnabé, em Tarso. Barnabé já o conhecia desde Jerusalém.
• Foram juntos a Antioquia para prestar assistência a Cristãos que passavam fome. Juntos fizeram um grande trabalho de apoio e Fé. Acabada a missão retornaram, mas agora acompanhados de um sobrinho de Barnabé chamado de João.
• Vendo seu trabalho junto aos famintos a Igreja de Antioquia resolveu enviá-los para uma missão. Partem em viagem, quando embarcaram em um navio. Durante a viagem a embarcação fez uma parada em Salamina, na Ilha de Chipre, local onde nasceu Barnabé. O comando da missão era de Barnabé, Paulo era o segundo e João um auxiliar.
• Acompanhou por longo tempo Barnabé e com ele aprendeu e experienciou pregações e conversões.
• Paulo passou a assessorar os convertidos para que não se desorganizassem. Percorre todo o caminho feito em conjunto com Barnabé para fortalecer os laços da Igreja.
• Novamente juntos Paulo e Barnabé, agora sem a presença de João que abandonara o grupo, retornam a Jerusalém. Logo após retornaram para Antioquia e foi naquela localidade que Paulo, Pedro e barnabé se desentendem. Desse fato ocorreu a separação de Paulo e Barnabé. Paulo então escolheu Silas como auxiliar. Em Listra Paulo encontrou um substituto para João, era um jovem chamado Timóteo.
• Paulo viajou pelo Oriente, passando por diversos povos e nações. Na Europa passou por Atenas e Corinto.
• Três anos depois retorna para Antioquia para garantir a obediência às palavras de Jesus. Passou por Éfeso, Derbe, Listra, Icônio... Para não perder o contato com os povos convertidos e as congregações criadas por ele, Barnabé e Pedro, escrevia cartas se informando e orientando-os. Paulo realizou muitos milagres em nome de Deus Pai e do Deus Filho, Jesus. Conforme aumentava o número de seguidores, também aumentavam o número de descontentes e perseguidores, em sua maioria adoradores de ídolos e deuses pagãos.
• Quando retornou a Jerusalém foi preso e falsamente acusado. No cárcere confidenciou ao tribuno que era um cidadão romano. Imediatamente este o soltou e o conduziu ao Sinédrio para ser inquirido. Durante o interrogatório Paulo consegue convencer o Sinédrio da ameaça a sua vida, por essa razão foi conduzido às escondidas para Cesaréia, mais precisamente para o palácio de Herodes, onde permaneceu preso por dois anos.
• Com a chegada de seus acusadores Paulo mais uma vez usou dos privilégios de ser um cidadão romano. Então seu caso foi levado a César. Foi então embarcado para Roma como prisioneiro, mas cidadão romano. Aconteceu que durante a viagem o navio sofre avalias sérias e é obrigado a aportar na Ilha de Malta. Lá permaneceram durante três meses até que outra embarcação os levassem para Roma. Junto com Paulo haviam outros presos.
• A chegada em Roma foi surpreendente, pois os cristãos daquela cidade vieram para desejar boas vindas a Paulo. Paulo então é colocado em prisão domiciliar, direito de todo cidadão romano que não tivesse cometido um grave crime. Paulo alugou uma casa enquanto aguardava o momento de ser ouvido por César.
• Não se sabe qual o resultado desse encontro. Para alguns estudiosos Paulo fora liberto e continuou a sua pregação, mas outros indicam segundos outros documentos datados do século III indicam que ele fora decapitado em Roma.

• ORAÇÂO •

• São Paulo, incansável Apóstolo dos gentios, em Éfeso destruístes livros que prejudicavam o povo. Olhai agora para todos nós. Estais vendo que uma imprensa escrita, falada e televisada vai arrancando a fé e minando os bons costumes do nosso povo.
• Santo Apóstolo, iluminai os jornalistas e escritores que trabalham na comunicação: que espalhem somente mensagens construtivas. Daí a todos coragem, para que evitem tudo quanto se opõe à libertação e promoção das pessoas, famílias, comunidades e nações.
• Alcançai-nos a graça de sermos cristãos ativos. Que aprendamos a discernir, com senso crítico, as mensagens que recebemos diariamente das leituras, do rádio, da televisão e do cinema, dos audiovisuais em geral. E possamos divulgar, de acordo com nossa capacidade e possibilidade, uma imprensa que orienta para Deus, promove o conhecimento da verdade e ajuda o bem estar temporal e eterno de todos.

Rezar uma Ave Maria e Três Pai Nosso.

Voltar para o conteúdo