N. Sra. das Port/N. Sra. de Car - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Família Sagrada > Denominações N.Sra. > Denominações
  1. N. Sra. das Portas: Châteauneuf-du-Faou, França. Peregrinação: 15 de agosto e 08 de setembro.
  2. N. Sra. das Rosas: Bérgamo, Itália. Comemoração: 3º domingo depois de Pentecostes.
  3. N. Sra. das Santas Almas
  4. N. Sra. das Sete Alegrias: Esta devoção é associada à aquela surgida em Portugal como N. Sra. dos Prazeres. Consta que na França, em data não identificada por nós, surge a devoção à esta denominação em função das sete alegrias ou prazeres vividas por Nossa Senhora. Estas são: 1. A Anunciação pelo Anjo do Senhor; 2. A visita e saudação de Isabel; 3. O nascimento de Jesus; 4. A visita dos Reis Magos; 5. Quando encontraram o menino Jesus no templo; 6. A primeiro aparição após a ressurreição; 7. À assunção e a sua (de Nossa Senhora) Coroação no Céu. Comemoração: ?.
  5. N. Sra. das Sete Dores
  6. N. Sra. das Três Espigas
  7. N. Sra. das Três Mãos
  8. N. Sra. das Treze Pedras: Villefranche-de-Rouergue, França. Peregrinação: 16 de agosto.
  9. N. Sra. das Virtudes: Ainda não há informações.
  10. N. Sra. das Vitórias: França. Comemoração: ?.
  11. N. Sra. de Akita: Em Akita, Japão, no ano de 1973, uma ferida em forma de cruz apareceu na palma da mão da Irmã Ágnes. No dia 06 de julho, do mesmo ano, quando orava, a Irmã ouviu uma voz vinda da imagem da Virgem Maria que solicitava a conversão e a oração para que fosse evitado o castigo de Deus. Naquele mesmo dia começou a sair gotas de sangue da mão direita da imagem. No local surgiu uma ferida que permaneceu ali até o dia 29 de setembro, quando teve início outro mistério, a imagem começou a suar na testa e no pescoço. A segunda mensagem veio no dia 03 de agosto e a última no dia 13 de outubro. No dia 04 de janeiro de 1975 a imagem começou a chorar. Foram seis anos e oito meses de choro. É muito grande o número de testemunhas destes três mistérios, foram populares da cidade e de outras da região, Padres, Bispos, o próprio prefeito daquela cidade, que é budista. Fato presenciado por diversas irmãs. Em 1988 o Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, após intenso estudo canônico e científica proferiu o resultado do julgamento. Naquela data confirmado como confiáveis e dignos de Fé aqueles acontecimentos.
  12. N. Sra. de Almudena: Vide N. Sra. da Almudena.
  13. N. Sra. de Altagracia
  14. N. Sra. de Angelina: Surge no Brasil, em Angelina, Santa Catarina, quando da construção de uma Capela dedicada a Nossa Senhora. Em 1899 foi criado o Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora  de Angelina, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Imaculada Conceição.
  15. N. Sra. de Angüera: Angüerra é uma cidade no interior da Bahia que tem sido presenteada desde 1987 com diversas aparições de Nossa senhora. A Santa que apareceu a um humilde agricultor de nome Pedro Régis, solicitou que se fizesse muita oração, jejum, conversão, paz, justiça e amor entre os homens. Dizem que ela continua aparecendo ainda hoje pelo menos uma vez por semana.
  16. N. Sra. de Aracélis: A devoção surge na Vila Mértola, em Portugal. Comemoração: ?.
  17. N. Sra. de Arcachon: Vide N. Sra. do Bom Parto.
  18. N. Sra. de Atocha: Esta denominação surge quando os mulçumanos invadem a Espanha e a imagem de Maria Teotókos (Mãe de Deus) some e só é encontrada numa plantação de Atocha. Madri, Espanha. Comemoração: ?.
  19. N. Sra. de Azambuja: Em Brusque, no Bairro de Azambuja surge esta denominação no início do séc. XX. O Santuário de N. Sra. de Caravágio tem entronado as a Santa com as duas denominações.  Comemoração: terceiro domingo de agosto.
  20. N. Sra. de Bandel
  21. N. Sra. de Bandra: Esta denominação surgiu na cidade de Bandra, na Índia, no Santuário dedicado à N. Senhora. Comemoração: ?.
  22. N. Sra. de Banneux: No vilarejo de Banneux, na Bélgica, N. Senhora apareceu para a menina Mariete Beco, na data de 15 de janeiro de 1933. Filha de pai metalúrgico desempregado. A primeira aparição da Santa a menina estava em casa, mas não pode sair, pois sua mãe a impedira. A garota então orou para que a Santa vo0ltasse. Nossa Senhora apareceu novamente por mais seis vezes. Disse a jovem menina que orasse muito e que se chamava "Virgem dos Pobres". Comemoração: 15 de janeiro.
  23. N. Sra. de Beauraing: A mesma denominação de N. Sra. do Coração de Ouro.
  24. N. Sra. de Belém: Na cidade francesa de Belléan existe um Santuário em homenagem a Santa Mãe de Deus. Ploeren, França. Peregrinação: 15 de agosto e 08 de setembro.
  25. N. Sra. de Belle Ville: Em fevereiro de 1993, Nossa senhora apareceu diversas vezes com cinco denominações diferentes. Ela pedia por jejum, leitura diária da Bíblia, conversão, reza diária do Rosário, penitência, confissão e comunhão frequente. Comemoração: ?.
  26. N. Sra. de Betharam: Betharam, França. Peregrinação: mês de setembro. Comemoração: 08 de setembro.
  27. N. Sra. de Bistrica: Vila na Croácia que no século XV uma imagem da Virgem Negra foi retirada da Igreja de Visinski para protegê-la de uma possível invasão dos otomanos. A imagem foi escondida nas paredes da igreja de Bistrica e esquecida. Apenas em 1684 foi reencontrada, aproximadamente um século depois. Este achado provocou uma grande peregrinação. No ano de 1880 um grande incêndio destruiu por completo a Igreja, mas milagrosamente a imagem é retirada dos escombros intácta. A partir da reconstrução o Santuário passou a ser denominado Mãe de Deus de Bistrica. A antiga denominação era Nossa Sra. das Neves. Comemoração: ?.
  28. N. Sra. de Bolonha: França. Conta-se que a imagem de Nossa Senhora ficou à deriva em um pequeno barco e que quando este encalhou em uma praia de Bolonha, por volta do ano 636. Levada para a Igreja de Nossa Senhora, em Bolonha. O problema é que muitos infiés a queriam destruída, infelizmente estes tiveram êxito no ano de 1783, hoje resta apenas uma das mãos. Comemoração: 15 de agosto.
  29. N. Sra. de Bonária: Esta devoção surge na Sardenha e Cágliari, na Itália. Conta a história que no ano de 1330 é construída cidade de Bonária um Convento. Quarenta anos depois, durante uma forte tempestade o comandante de um navio ordena que sejam jogadas ao mar as caixas que transportava. Uma das caixas é lançada e milagrosamente a tempestade passa. Esta caixa à deriva chega à praia em frente à igreja de Bonária. Quando foi encontrada en aberta provocou comoção, pois em seu interior estava a imagem de N. Sra. com o Menino Jesus. Comemoração: ?.
  30. N. Sra. de Bonate: No dia 13 de maio de 1944, um grupo de meninas colhiam flores, dentre elas Adelaide Roncali, com 10 anos na época. Num dado momento a menina passa a olhar fixamente para o céu, pois estava tendo a visão da Virgem Maria. N. Sra. pediu a jovem menina que fosse boazinha, que as pessoas fizessem oração diária e se convertessem durante as 13 aparições. Itália. Comemoração: 13 de maio.
  31. N. Sra. de Buglose: Conta-se que Joana d'Albret ordena a completa destruição da capela na cidade de Dax, localizada às margens do Rio Adour. Apenas a imagem de N. Sra. restou da destruição. A imagem foi perdida e depois de muitos anos a mesma foi encontrada por um boi. A denominação surgiu deste acontecimento, pois Buglose significa língua de boi. Quando as pessoas passaram a peregrinar e beber da água da fonte muitos milagres aconteceram. No local foi construído um grande Santuário. A cidade passou a ser denominada de Buglose-Pouy, França. Peregrinação: mês de maio e o período de 08 a 15 de setembro.
  32. N. Sra. de Caacupe: Conta a história que no século XVI um índio paraguaio ao ser atacado por outros índios fugiu. Correu muito até conseguir se esconder em uma árvore. Oculto passou a orar para a Virgem Maria. Algum tempo depois, quando o perigo já havia passado, o índio esculpiu em um dos galhos da árvore a imagem de N. Senhora. Em 1603, uma grande enchente arrastou a árvore para o Lago Tapaicuá. Quando as águas baixaram a imagem no galho estava intacta. No local logo foi construída uma pequena Capela. Hoje existe um grande Santuário no local, pois a procura pelo fiéis é muito grande. Também conhecida como "Virgem Azul do Paraguai". Comemoração: 08 de dezembro.
  33. N. Sra. de Candlemas:
  34. N. Sra. de (do) Caravaggio: Em Caravágio, na Itália, vivia Joaneta Vacchi. Ela era casada, mas seu casamento era marcado pela violência do marido, no entanto vivia de maneira simples e dedicada à sua Fé. No dia 26 de maio de 1432, como era seu hábito, partiu para buscar grama para alimentar os seus animais. Num determinado local teve a visão de Nossa Senhora. Esta lhe disse para não ter medo e se identificou. Solicitou ainda que Joaneta se ajoelhasse e começasse a orar. Após a oração a Virgem Mãe do Céu solicita que todas as pessoas passassem a jejuar todas as sextas-feiras a pão e água em honra a Jesus e em honra a Ela (Sta. Maria) que fosse celebrado no período da tarde do sábado o Terço. Ao retornar à cidade contou o que ocorrera e quando a população se dirigiu ao local havia um fonte de água correndo abundantemente. É preciso frisar que antes não existia nem sinal de água naquele local. Muitos devotos ao beber aquela água tem curado doenças e outros males. Itália. Comemoração: 26 de maio.


Voltar para o conteúdo