N. Sra. Apar de Cabo/N. Sra da Cabeça - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Família Sagrada > Denominações N.Sra. > Denominações
  1. N. Sra. Aparecida de Cabo Frio: No dia 24 de setembro de 1721, o pescador Domingos André Ribeiro, achou em uma gruta a imagem de Nossa Senhora da Conceição. Esta gruta ficava a beira mar. A Imagem Milagrosa está em uma capela da Igreja Matriz de N. Sra. da Assunção, no Rio de Janeiro, Brasil. Comemoração: 24 de setembro.

  2. N. Sra. Assunta ao Céu:

  3. N. Sra. Auxiliadora: Provavelmente essa invocação teve seu início no ano de 1571, quando o imperador dos turcos invade várias ilhas do Mediterrâneo em direção à Europa. Foi quando o Papa Pio V organiza uma grande esquadra para combater os invasores e para a proteção dos Cristãos invocou a proteção de Nossa Senhora. A vitória veio no dia 07 de outubro de 1571. Após a conquista o Papa acrescentou às ladainhas a invocação "Nossa Senhora Auxiliadora dos Cristãos. A festa para N. Sra. Auxiliadora dos Cristãos foi instituída pelo Papa Pio VII. Em 1862 Spoleto, Itália é marcada pela aparição de N. Sra. Auxiliadora. Comemoração: 24 de maio.

  4. N. Sra. Auxiliadora dos Cristãos: A mesma que "N. Sra. Auxiliadora".

  5. N. Sra. Balsamão

  6. N. Sra. Consolata: Esta é uma devoção muito antiga. Surgiu no século V, em Turim, na Itália. Conta a história e a Tradição que naquela época chegou a Turim, Itália, uma imagem da Virgem Mãe carregando Jesus ainda criança. Aquela imagem foi trazida pelo religioso Eusébio (Santo) da Palestina. O povo associou a ternura da Mãe consolando o Filho e passou a denominá-la de Consolata (consoladora). Comemoração: 20 de junho.

  7. N. Sra. da Abadia: Mesma denominação que Santa Maria do Bouro. Comemoração: 15/08.

  8. N. Sra. da África:

  9. N. Sra. da África do Sul:

  10. N. Sra. da Agonia: Provavelmente a devoção à Nossa Senhora com esta denominação teve início com o poema de Jacopone de Todi, no século XIII. Em Viena do Castelo, Portugal, está localizada o Santuário Nossa Sra. da Agonia. Comemoração: 20 de agosto.

  11. N. Sra. da Água: Setúbal, Portugal. Vide N. Sra. da Anunciação. Poderá ser também denominada de N. Sra. das Águas. Tida como a protetora dos rios, mares, lagos, lençóis freáticos etc. Comemoração: ?.

  12. N. Sra. da Ajuda: Esta denominação surge em Portugal. Foram os marinheiros portugueses e os jesuítas que trouxeram esta denominação para o Brasil. Foram os jesuítas que construíram a primeira Capela para N. Sra. da Ajuda, em Salvador, na Bahia, em 1549. Bahia, Brasil. Comemoração: 08 de julho ou 15 de agosto.

  13. N. Sra. da Alegria:

  14. N. Sra. da Ameijoeira: Surge no séc. 13, em Portugal. Comemoração: ?.

  15. N. Sra. da Almudena: Madri, Espanha. Comemoração: ?. A mesma que N. Sra. de Almudena.

  16. N. Sra da Altagrácia: A devoção surge na República Dominicana, na Vila de Salvaleón de Higuey. Naquele local foi erguida em 1539 um Santuário, o primeiro da América. Comemoração: 21 de janeiro.

  17. N. Sra. da Antigua:

  18. N. Sra. da Anunciação: É talvez a mais antiga das devoções à Nossa Senhora. Esta começou por volta do século VII. A Anunciação aconteceu pelo anjo Gabriel e depois por sua prima Isabel a confirmação. A mesma que N. Sra. da Água. Comemoração: 25 de março.

  19. N. Sra. da Anunciada: Vide N. Sra. Anunciada.

  20. N. Sra. da Apresentação: A devoção teve início nos princípios da Igreja Católica e se refere à Apresentação de Maria, ainda criança, ao Templo para ser consagrada a Deus. Comemoração: 21 de novembro.

  21. N. Sra. da Apresentação de Quinche: A devoção teve início quando da conversão de índios ao Catolicismo. Estes receberam uma pequena imagem da Santa e a levaram para Quinche, no Equador. Comemoração: 11 de novembro.

  22. N. Sra. da Arábia: Denominação dada à Santa Maria pelos árabes. Comemoração: ?.

  23. N. Sra. da Argélia:

  24. N. Sra. da Árvore: Chanonat, França. Peregrinação: último domingo de setembro.

  25. N. Sra. da Assunção: Um dogma da Igreja Católica que se refere à passagem de Maria em corpo e alma para o Céu levada por seu Filho Jesus. Foi o Papa Pio XII quem proclamou esse dogma, em 01 de novembro de 1950. Igreja: Comemoração 15 de agosto.

  26. N. Sra. da Atocha:

  27. N. Sra. da  Aurora:

  28. N. Sra. da Azenha:

  29. N. Sra. da Batalha: A mesma que N. Sra. da Vitória. Lisboa, Portugal.

  30. N. Sra. da Batida na Porta: Trata-se de uma associação da batida na porta por Maria Santíssima para entrar em nossos corações. Comemoração: ?.

  31. N. Sra. D'Ablon: Ablon-sur-Seine, França. Comemoração: 15 de agosto.

  32. N. Sra. Bendita:

  33. N. Sra. da Benedita:

  34. N. Sra. da Boa Ajuda

  35. N. Sra. da Boa Morte: O Papa Pio XII proclama este dogma em 1950 em referência à morte da Santa, que foi elevada aos Céus em corpo e alma. No Brasil surge durante a escravidão a Irmandade de N. Sra. da Boa Morte formada por um grupo de mulheres negras. Comemoração: 14/08.

  36. N. Sra. da Boa Viagem: Devoção iniciada com as grandes expedições portuguesa pelos oceanos deste planeta. Os marinheiros levavam em suas viagens a imagem de Nossa Senhora e a ela pediam proteção. Rapidamente recebeu a denominação de N. Sra. da Boa Viagem. Comemoração: 08 de agosto.

  37. N. Sra. da Via Vista: Esta denominação surge em época ignorada, mas está associada às belas vistas proporcionadas pela natureza em Portugal. Comemoração: ?.

  38. N. Sra. da Bolonha: Vide N. Sra. de Bolonha.

  39. N. Sra. da Cabeça: A história nos mostra mais uma aparição de Nossa Senhora e essa ocorreu em 1227. Um soldado, Juan de Rivas, que não estava mais na ativa por ter perdido o braço em batalha. Naquela época Juan estava cuidando de um rebanho quando ouviu o som de uma campainha (sinetas) vindo de uma gruta. Ao se aproximar observou que de seu interior vinha uma intensa luz. Quando se aproximou, com muito cuidado, observou que havia no interior da gruta uma fogueira e ao lado dela Nossa Senhora. Primeiro a Santa solicitou a Juan que falasse com as autoridades religiosas para construir uma Igreja no local. Em seguida realizou um grande milagre, com toda certeza com a ajuda de Seu Filho, restituiu o braço perdido do soldado. Quando este chegou ao povoado com os dois braços provocou um grande tumulto e ao contar o ocorrido, de imediato, a população tomou o local em romaria, afinal esta era uma prova real e incontestável da aparição da Santa Mãe.   Espanha. Comemoração: 01 ou 12 de agosto.

  40. N. Sra. da Cabeça Inclinada: A devoção à Nossa Senhora da Cabeça Inclinada tem origem em 1610 quando é encontrado pelo Padre Domingos de Jesus Maria um quadro da Virgem Maria. O quadro foi colocado em local apropriado. Durante as orações do Padre a Virgem sorriu e em seguida inclina a sua cabeça agradecendo-o pelos cuidados com sua imagem. Algum tempo depois o quadro foi transferido para a Igreja dos Carmelitas, em Roma, Itália.  A mesma que Mãe da Graça. Comemoração: ?.

Voltar para o conteúdo