L-M-N-O-P - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Beatos & Santos > Datas Especiais


  1. Mãe da Divina Graça - ??/??
  2. • Martírio de São João Batista (?, ? - séc. I - ?29 d.C. - Palestina) - 29/08 Nesta data é comemorada o martírio daquele que anunciou a vinda do Senhor Jesus. O João das água, do batismo e da pregação. João um homem simples no agir, alimentar e no vestir. Tantas virtudes. Uma homenagem a um homem que teve a graça de ser santificado por Deus Pai ainda no ventre de sua mãe Isabel, quando da visita de Maria, também grávida. Foi ousado para sua época, pois suas pregações incomodavam aos judeus e aos romanos invasores. Mas quando condena em público o casamento de Herodes com a esposa de seu irmão, chamada Herodíades, provoca nela uma ira e idéia de vingança muito grande. Quando é preso por ordem de Herodes mãe e filha, tramam a sua morte. A jovem filha de Herodíades era objeto de desejo de Herodez, apesar de ser sua sobrinha, por esta razão, ela em acordo com a mãe, diz que dançaria para ele se ele desse o que ela pedisse. O rei Herodes concordou, a jovem dançou e ao final pediu a cabeça de João Batista. Herodes temia João, pois achava que ele era o profeta, mas diante da pressão das duas acaba concordando. João foi martirizado por decapitação.

  3. • Medalha de São Bento: Ainda não há informações.
  4. • Memória de São Francisco (Aniversário de sua Canonização) - 24/06 Nasceu rico e tornou-se pobre por sua vontade e Fé a Nosso Senhor Jesus Cristo. Dedicou sua vida aos pobres e viveu sempre pobre. Esta data é muito importante para todo Cristão Católico, pois é confirmada a Santidade, a humildade, a Fé e a força na pregação de um homem pequeno, mas cheio de luz e amor. Ele São Francisco e Santa  Clara transformaram o mundo e as pessoas que o cercavam. São Francisco foi Canonizado  e glorificado como um grande, mas humilde servo de Deus Pai e Filho, além de sua devoção a Nossa Senhora. Dedicou-se aos pobres e necessitados, doentes e moribundos, converteu ricos e construiu uma Ordem que permanece até os nossos dias. Sua ordem tem u7ma regra e é a principal de todas, além do voto de castidade é necessário o voto de pobreza.
  5. Medalha Milagrosa: Ainda não há informações.
  6. Menino Jesus de Praga: Ainda não há informações.

  1. • Nascimento de São João Batista (séc. I a.C., Palestina - séc. I, Palestina) - Também denominado Natividade de São João Batista - 24/06 — Nasceu provavelmente no final do século I a.C., na Palestina, atual Israel. Sua mãe Isabel era prima de Maria e tinham grande amizade. — Conta a tradição Católica que Maria soube que sua prima ficara grávida, quando ela própria também estava grávida do Espírito Santo. Isabel e Zacarias, pais de João, eram pessoas já com idade avançada e Isabel era estéril. Numa certa data quando Zacarias orava no templo é visitado pelo Anjo Gabriel quando anuncia a gravidez de Isabel e o informa que este filho deveria se chamar João, que significa "Deus é propício". Maria fica sabendo da gravidez da prima pouco tempo depois, foi quando decidiu visitar a prima Isabel, que já estava no sexto mês de gestação, e ao encontrá-la o bebe em seu ventre pula, pois reconhece a presença de Jesus, no ventre de sua mãe Maria. — João foi o responsável pela apresentação e preparação da população para a vinda do Messias. Por esta razão é o único Santo Católico, além de Nossa Senhora, que é comemorado a data de seu nascimento. — A importância de João é tão grande, pois é o último profeta anterior a Jesus e também o primeiro Apóstolo. — João Batista ainda criança é educado nos moldes tradicionais daquela região, sempre orientado para a sua missão conforme descrito pelo Anjo Gabriel. Retira-se para o deserto onde vive até o início de sua pregação. — Foi confundido e até considerado o Messias, mas ele fazia questão de dizer que ele apenas estava preparando a vinda do Senhor. João pregava e Batizava nas águas do Rio Jordão. — Mais tarde é quem faz o batismo do próprio Jesus, seu primo. Conta a tradição que João pregava no Rio Jordão quando sentiu a presença de Jesus, quando profere as seguintes palavras: "Eis o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo...", "Eu os batizo com água, ele os Batizará com o fogo". — João Batista é muito importante a ponto de ser elogiado por Nosso Senhor Jesus Cristo, quando disse: "Jamais surgiu entre os nascidos de mulher, alguém maior que João Batista. Contudo, o menor no Reino de Deus é maior do que ele".
  2. •  Natal (Nascimento) de Nosso Senhor Jesus Cristo - 25/12 — Nasceu provavelmente no final do século I a.C., na Palestina, atual Israel. Sua mãe Isabel era prima de Maria e tinham grande amizade. — Conta a tradição Católica que Maria soube que sua prima ficara grávida, quando ela própria também estava grávida do Espírito Santo. Isabel e Zacarias, pais de João, eram pessoas já com idade avançada e Isabel era estéril. Numa certa data quando Zacarias orava no templo é visitado pelo Anjo Gabriel quando anuncia a gravidez de Isabel e o informa que este filho deveria se chamar João, que significa "Deus é propício". Maria fica sabendo da gravidez da prima pouco tempo depois, foi quando decidiu visitar a prima Isabel, que já estava no sexto mês de gestação, e ao encontrá-la o bebe em seu ventre pula, pois reconhece a presença de Jesus, no ventre de sua mãe Maria. — João foi o responsável pela apresentação e preparação da população para a vinda do Messias. Por esta razão é o único Santo Católico, além de Nossa Senhora, que é comemorado a data de seu nascimento. — A importância de João é tão grande, pois é o último profeta anterior a Jesus e também o primeiro Apóstolo. — João Batista ainda criança é educado nos moldes tradicionais daquela região, sempre orientado para a sua missão conforme descrito pelo Anjo Gabriel. Retira-se para o deserto onde vive até o início de sua pregação. — Foi confundido e até considerado o Messias, mas ele fazia questão de dizer que ele apenas estava preparando a vinda do Senhor. João pregava e Batizava nas águas do Rio Jordão. — Mais tarde é quem faz o batismo do próprio Jesus, seu primo. Conta a tradição que João pregava no Rio Jordão quando sentiu a presença de Jesus, quando profere as seguintes palavras: "Eis o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo...", "Eu os batizo com água, ele os Batizará com o fogo". — João Batista é muito importante a ponto de ser elogiado por Nosso Senhor Jesus Cristo, quando disse: "Jamais surgiu entre os nascidos de mulher, alguém maior que João Batista. Contudo, o menor no Reino de Deus é maior do que ele".
  3. • Natividade de Nossa Senhora - 08/09 — Nasceu em Belém, na Palestina, atual Israel, a data é considerada o ano zero, mas sabe-se que por um erro no calendário ele deve ter nascido alguns anos antes, período entre seis a 20 anos, conforme apuramos. — O Nascimento de Jesus está cheio de "mistério Divino", como a vinda do Espírito Santo através da mensagem do Anjo do Senhor ao aparecer diante de Maria, a Santíssima. No anúncio de sua Santa Gravidez, a jovem Maria não conseguia entender o que se passava, mas foi José, seu noivo quem mais sofreu com a notícia. Aconteceu que José era uma pessoa de grande coração e bondade, além de gostar muito de Maria, para que ela não fosse punida, pediu o divórcio. Foi para casa, inconformado, se sentido traído e muito desiludido. Durante a noite, quando dormia o Anjo do Senhor lha apareceu e o informou que Maria, sua noiva estava grávida do Espírito Santo e que ela nunca conhecera um homem. José sem nada entender, mas decidido a se reconciliar com Maria foi ao seu encontro, quando lhe pediu perdão, tão grande era a sua humildade. Informada sobre seu sonho os dois procuraram as autoridades e se casaram. — Jesus foi nascer em Belém, pois José e Maria moravam em Nazaré, quando do censo promovido pelo9s romanos, tiveram que retornar à Belém. Como a cidade estava muito movimentada o casal não conseguiu hospedagem, mesmo Maria grávida não sensibilizou os hoteleiros. Numa última tentativa, José preocupado com Maria e a Criança, pediu,l quase que implorando a um hospedeiro um quarto, o mais simples possível e lhe explicou que sua esposa estava para gerar uma Criança. O dono da hospedagem, não tendo aposento disponível lhes ofereceu uma manjedoura. José aceitou e de imediato levou Maria para o local. Improvisando uma cama, forrou a palha para a Santa deitar-se. Algumas horas depois Maria começa a sentir as dores do parto e José sem saber o que fazer procura por ajuda, mas mais uma vez não0 consegue, quando pedindo a Deus ouve o choro da Santa Criança, seu Filho Jesus. — A nossa lembrança sobre esta data, infelizmente, muitas vezes é lembrada pelo excesso de comida e os presentes. É preciso mudar esta relação de consumo com a de união familiar em torno do Pai e Filho Jesus. Jesus é nosso Pai e Filho Santíssimo de Deus. Jesus como Pai é vida e como Filho a libertação dos mortais terrenos. Jesus como pai é Amor e Jesus como Filho é a cura espiritual. Jesus como Pai e o exemplo de vida e Jesus como Filho é a vida. — Jesus Cristo, muito mais do que qualquer definição, é o deus Vivo e Presente. Feliz Natal com: — São José; Santa Maria (Nossa Sra.), Jesus Cristo e Deus Pai. — Todos irradiados pela poderosa Luz do Espírito Santo.
  4. • Nossa Senhora Aparecida - 12/10 — Em 1717, três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso, da cidade de Guaratinguetá/SP - Brasil, pescavam em uma canoa no rio Paraíba, porém nenhuma pesca era conseguida. Jogavam a rede e ela voltava vazia. Depois de muito tentarem, já quase desistindo, ao puxarem mais uma vez a rede, viram presa às suas malhas um pequeno corpo de uma Santa, mas sem a cabeça. — Guardaram no barco o corpo da Santa e novamente lançaram a rede e mas uma vez nenhum peixe, mas para a surpresa deste nela estava presa a cabeça da imagem da Santa. — Surpresos resolveram lançar a rede pela terceira vez e, de forma inexplicável a rede veio cheia de peixes. Tantos eram que o barco ficou cheio e quase afundando. — A imagem estava impregnada de barro e lodo, então os pescadores resolveram limpá-la e durante a limpeza puderam perceber que se tratava da imagem de Nossa Senhora da Conceição e ao contrário da imagem original esta tinha uma cor escura. — O primeiro local onde foi colocada a imagem era em um pequeno e humilde oratório de madeira, na casa do pescador. Muita gente sabendo do acontecido no rio procurava a casa do pescador para fazer seus pedidos e muitos milagres começaram a acontecer. Com o aumento da procura e a falta de espaço foi decidido a construção de uma Capela, onde a imagem ficaria mais protegida e mais facilmente era visitada. Em 1745 foi concluída a obra no chamado Morro dos Coqueiros. Na inauguração foi rezada uma Missa. — A freqüência dos devotos só aumentavam, e a imagem começou a ser chamada de Aparecida. Ao redor da capela começou a surgir uma pequena vila, que mais tarde daria origem a cidade de Aparecida (o nome correto não é Aparecida do Norte, este nome se popularizou mas está errado) em homenagem à Santa. A capela começou a ficar pequena em função do grande número de devotos e pela repercussão dos milagres que eram conseguidos e em 1888 construíram no local da antiga Capela uma maior. — A cidade de Aparecida já era conhecida nacionalmente e repercutia até mesmo em outros países as notícias dos milagres. — Apenas em 1904 a Igreja Católica realiza a coroação da Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e a Capela passou a ser um Santuário. O Papa em 1908 eleva o Santuário ao título de Basílica. — Nossa Senhora da Conceição Aparecida e proclamada pelo Papa Pio XI, em 1930, a padroeira do Brasil. — Mais uma vez a Basílica se tornou pequena e a nova Basílica foi construída no morro ao lado da primeira e esta chega a receber no dia 12 de Outubro cerca de 300.000 fiéis. — Em 1967 o então Papa Paulo VI ofereceu a Rosa de Ouro à Basílica, esta é dedicada apenas à Mãe de Deus, aqui denominada de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. — O Papa João Paulo II, em sua primeira visita ao Brasil, consagra a Basílica à Santa de sua devoção Nossa Senhora, no dia 04 de julho de 1980. — Nossa Senhora da Conceição Aparecida é muito procurada em Aparecida, interior de São Paulo, mais precisamente no Vale do Parnaíba. As pessoas passam ao lado da imagem milagrosa com carinho, respeito e devoção, mas principalmente humildade diante da Mãe Santíssima. Ninguém venera a imagem, mas sim a Mãe Santíssima. A imagem, como a própria Mãe Aparecida preferiu, é o elo de ligação entre Ela e seus filhos terrenos. São muitas as pessoas que freqüentam o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, na realidade por volta de 70 a 90 mil pessoas por semana comum. Quando das festas passa de um milhão de visitantes. — Este grande número de pessoas mostra-nos a importância da Mãe, da Mãe Aparecida, a Mão dos Pobres, de Fátima, de Lourdes, de Guadalupe, das Dores, do Sagrado Coração, entre tantas outras denominações de uma Mulher muito especial e cheia de luz.
  5. • Nossa Senhora Auxiliadora - 24/05 — No ano de 1571 os Cristão vencem uma batalha em Lepanto, comandada pelo príncipe austríaco, Dom João. Na época o Papa Pio V enviou ao príncipe uma bandeira bordada com a imagem de Nosso Senhor Jesus Cristo crucificado. — Todas as suas forças foram preparadas não com exercícios militares, mas com orações, jejum e procissões. Estas tinham como objetivo pedir a Jesus a sua intervenção no resultado final da luta. Antes da partida todos os soldados recebem a Eucaristia. No dia 07 de outubro de 1571, invocando no nome da Santíssima Maria, imploram a sua intervenção sobre a dura batalha. Quando esta aconteceu sobre as águas de Lepanto a força de Maria levou a vitória aos Cristão. Por este auxílio surgiu o termo Auxílio dos Cristãos, ou Nossa Senhora Auxiliadora. — Sua festa foi homologada em 1816, pelo Papa Pio VII, para agradecer à grande vitória do amor e da Fé. — Foi São João Bosco que divulgou para o mundo mais esta grande denominação dada a Mãe Santíssima.
  6. • Nossa Senhora da Assunção - 15/08 — Nossa Senhora é festejada nessa data, 15 de agosto, por sua passagem para o mundo do Pai e de Seu Filho Jesus. — É umas das festas mais antigas dedicada à Santíssima Maria. Segundo alguns pesquisadores e estudiosos essa festa teve início por volta do ano 600. — Maria ao falecer foi transportada para o seu por seu filho, Jesus, que levou não apenas a sua alma, mas também seu corpo. A Mãe de Jesus nos deixou grandes exemplos, grandes atitudes, sofreu e amargurou a perseguição a Seu Filho. — A Glória de Maria é incalculável, vinda do Pai e do Filho. A Rainha do Céu intercede por todos nós, seus filhos. — Em 1950, o Papa Pio XII, declara Dogma da Assunção Gloriosa de Nossa Senhora. Festa que deve ser lembrada por todos e é uma forma de agradecer a ess Mulher que sempre está presente, seja em Fátima, Portugal; Aparecida, São Paulo, Br; Lourdes, França.
  7. • Nossa Senhora da Oração - 12/07.
  8. • Nossa Senhora da Rosa Mística - 13/07.

  9. • Nossa Senhora da Visitação - 31/05
    — Não é esquecido pela Santa Igreja Católica Apostólica Romana a data em que Maria, grávida vai visitar a sua prima Isabel (Santa), também grávida e da qual nasceria João Batista (Santo). — Esta data é muito importante por revelar aos homens a força de Deus em duas concepções amparadas pelo Espírito Santo. Isabel já tinha idade avançada e não tinha filho quando em certa data um Anjo do Senhor lhes informa sobre a gravidez e que dela nasceria um filho homem que deveria se chamar João. O outro ato do Espírito Santo, também comunicado por um Anjo do Senhor, foi a Maria, mas ela era virgem e não era casada, apenas noiva, quando é anunciada a gravidez e a concepção de Nosso Senhor Jesus Cristo. — Duas primas, ou irmãs, como era comumente identificados primos naquela época, que souberam atender à solicitação do Pai quanto ao modo de criação e educação de seus filhos, João e Jesus. Vale destacar que as duas, Isabel e Maria, perderam seus filhos pela intransigência dos governantes e sacerdotes daquela época que temiam perder o poder e o controle sobre a população, consequentemente as suas riquezas.

  10. • Nossa Senhora das Dores - 15/09 — A imagem que se perpetuou de Nossa Senhora das Dores é aquele que ele segura em seu colo o Filho morto, logo após ter sido retirado da cruz. — Surge para nos mostrar que mesmo com o coração ferido pela dor da morte, Nossa Senhora não deixou de ser Mãe, não deixou de respeitar o Pai celestial, não abandonou aqueles que a cercavam e principalmente, apesar de não haver referencia na Bíblia, cuidar dos prováveis filhos de São José, pois segundo estudos o pai de Jesus era viúvo quando se casou com Maria. — Maria passou sofreu por nós em vários momentos a começar o momento que São José a recusa, para depois aceitá-la; quando da fuga para o Egito; quando Jesus é Preso, crucificado,  ao ser retirado da cruz e, por fim, quando é sepultado. — Uma homenagem mais do que justa para esta Santa que acompanha o ser humano em aparições como a de Fátima, Lurdes, Guadalupe, Aparecida etc.
  11. • Nossa Senhora das Graças - 08/07
  12. • Nossa Senhora de Chiquinquirá - 09/07

  13. • Nossa Senhora de Fátima (comemoração da data de aparição de Nossa Senhora em Fátima, Portugal - em 1917). 13/05
    — A 1º Grande Guerra estava arrasando a Europa, não apenas pela violência e mortes provocadas pelas batalhas, mas a fome, doenças, a pobreza extrema, falta de saneamento, assistência médica, estupros, também contribuíam para o caos. Naquela época o Sumo Pontífice era o Papa Bento XV que via impotente o ser humano sendo destruído foi quando decidiu convocar os Católicos para uma grande cruzada, sem armas, mas de orações pedindo a Deus Pai e Filho e, ainda, a Santa Mãe Maria pela paz. — O clamor foi ouvido pela Santíssima Mãe Maria que apenas oito dias depois, para a surpresa do mundo, foi precedida por três aparições de um Anjo do Senhor, em datas diferentes, aparecendo aos três pastorinhos, na aldeia de Leria, Região de Fátima, em Portugal. Estas crianças eram Lúcia, 10 anos de idade, Francisco, 9 anos de idade e Jacinta, 7 anos de idade e foram preparadas pelo Anjo do Senhor para a vinda de Nossa Senhora. O Anjo informa às crianças que deveriam retornar a aquele local no dia 13 de maio. Na data as três crianças, quando estavam pastoreando numa colina, viram uma luz intensa surgir sobre uma pequena azinheira. Logo em seguida, um grande relâmpago e surgir uma Senhora da qual emanava uma luz pura e intensa. A senhora pede aos pequenos que rezem todos os dias o Terço e marca um encontro todos os dias 13 de cada mês para encontrá-los na Cova da Iria. Lúcia pede aos menores que não contem nada em casa, mas Jacinto não conseguiu manter o segredo. A partir daquela data nenhum outro encontro foi privilégio dos três, pois uma multidão os acompanhavam. — A Virgem Santíssima revela às pequenas crianças profecias. Estas apontavam para acontecimentos terríveis caso o povo não se convertesse e passasse a rezar o Terço todos os dias. Uma dessas profecias deveria permanecer em sigilo até 2001 e ela revelaria o atentado sofrido pelo Papa João Paulo II. O próprio Papa João Paulo II foi quem revelou esta última profecia. — No dia 13 de outubro aconteceu a última aparição, quando mais de 70 mil pessoas estavam presentes e puderam testemunhar os fatos que sucederiam a aparição. É importante destacar que até esta data, mesmo a própria Igreja não acreditava nas aparições e Nossa Senhora para provar que ali estava provoca uma série de acontecimentos extraordinários que muito impressionaram os que ali estavam. Estes acontecimentos envolvia o sol. — Numa de suas aparições Nossa Senhora profecia que as duas crianças menores iriam logo ao encontro do Pai, fato que aconteceu como descrito quando Jacinta e Francisco vieram a falecer. — Lúcia ingressa num convento e passa a viver reclusa e de lá saindo raras vezes. Neste período foram poucas as entrevistas dadas por ela sobre os acontecimentos em Fátima, mas sabe-se que durante a sua vida religiosa ela Lúcia teve novas visões. Foi visitada pelo Papa João Paulo II em várias oportunidades, outro religioso agraciado pela aparição da Grande mãe Celestial. — No local das aparições foi construído um grande Santuário; em 13 de maio de 1967, quando se comemorava os cinqüenta anos das aparições, durante a Missa celebrada pelo Papa Paulo VI, mais de um milhão de fieis estavam presentes. — Nossa Senhora de Fátima passou a ser homenageada e amada por muitos, por esta razão, logo após o final da 2ª Grande Guerra ela é coroada, era 1946. Hoje em dia Fátima, em Portugal, é talvez a localidade religiosa Católica mais procurada do mundo, perdendo apenas para a Terra Santa.

  14. • Nossa Senhora de Garabandal - 02/07
  15. • Nossa Senhora de Guadalupe - Padroeira da América Latina - 12/12
    — Nossa Senhora de Guadalupe apareceu para um índio mexicano em 1531 chamado Juan Diego (Beato). Naquele dia Nossa Senhora não deixou dúvida sobre sua presença, pois milagrosamente estampou na roupa do índio a sua imagem. — O manto está em exposição no Santuário de Nossa Senhora do Guadalupe. Nossa Senhora com mais esta aparição demonstrou sua preocupação com aqueles menos favorecidos e com a situação dos terráqueos. — Foi declarada padroeira da América Latina, em 1945, pelo Papa Pio XII e e, 1979, o Santuário foi Consagrado pelo Papa João Paulo II.

  16. • Nossa Senhora de Lourdes (aparecimento, 1858 - Lourdes, França) - 11/02 — Nossa Senhora apareceu em diversos lugares deste planeta sempre trazendo uma mensagem de Paz e Amor. Foi o que aconteceu em Lourdes, na França. — A menina Bernadete Soubirous (Santa), então com catorze anos de idade, como toda criança da época, era ingênua, mas ela tinha algo especial, a humildade. Era analfabeta, pois sua família era muito pobre e Bernadete era ainda uma menina doente. — No dia 11 de fevereiro de 1858, quando juntamente com sua irmã e algumas vizinhas, saem em busca de lenha nas proximidades da Gruta de Massabielle. Quando chegaram ao local sua irmã e vizinhas atravessaram o riacho e Bernadete, asmática, preferiu seguir outro caminho para não molhar os pés e a roupa. Esta volta obrigou a jovem passar defronte a Gruta de Massabielle, quando Bernadete tem sua atenção voltada para o interior da gruta. Ela avista uma luz resplandecente circundando uma bela Senhora vestida de branco e com uma faixa azul na cintura, nas mãos da Senhora um Terço. Juntas rezam o terço. — Bernadete após a visão conta a sua irmã e amigas, mas pede segredo. Sua irmã não cumpre o prometido e revela a seus pais o ocorrido. Sua mãe proibi Bernadete de voltar ao local. Impossibilitada de retornar na data marcada, Bernadete implora e chora muito. Sua mãe acaba cedendo.
  17. — A data do retorno fora marcada pela Senhora foi o dia 18 de fevereiro, quando as duas novamente rezaram o Terço. Os boatos e conversas ao pé da orelha começava a aumentar e incomodar algumas pessoas. — No dia 25 de fevereiro, numa nova aparição, a Senhora pede a Bernadete que raspasse uma determinada rocha e que deveria beber da água que dela brotasse. Quando Bernadete raspa a rocha surge uma fonte. Muitos não acreditavam e achavam que a menina mentia, mas também o local passou a ser um ponto de Romaria e Oração, porém ninguém sabia quem era aquela Senhora que só a menina via e conversava. O governo local ordena a interdição do local e a proibição das visitações. Nesta mesma época o filho do Imperador Napoleão III ficou muito doente e a beira da morte. Uma serva conta o que ouvira sobre a água da Gruta, em Lourdes à Imperatriz e que ela era milagrosa. A imperatriz ordena que a serva vá buscar daquela água. Foi o que fez, mas quando chega ao local é impedida pelas autoridades locais de colher um pouco da água. Ela então se identifica e diz que está obedecendo ordens da Imperatriz. As autoridades locais temerosas acabam autorizando a coleta da água. Quando a serva retorna e faz com que o menino beba daquela água um fato inexplicável ocorre, a doença que o acometia desaparece. A Imperatriz comovida e sabedora da decisão das autoridades locais de Lourdes fala com seu marido e pede que ele ordene a abertura do local. O Imperador autoriza expressamente que o local seja reaberto, o que não agradou a muita gente e autoridades de Lourdes, mas tiveram que cumprir a determinação real. — A Senhora volta a aparecer no dia 02 de março e solicita a Bernadete que falasse com as autoridades locais para que fosse construída uma Capela naquele local em Sua Homenagem. Bernadete procura as autoridades e o vigário local, este último, como os demais ainda incrédulo sobre as aparições ordena a menina que pergunte o nome da Senhora. Bernadete num novo encontro com aquela Senhora, atendendo ao pedido do vigário, faz a pergunta e a Senhora se revelando responde: — "Sou a Imaculada Conceição". — Bernadete retorna e quando diz ao vigário a resposta da Senhora este leva um grande susto, pois a palavra Imaculada Conceição não era comumente usada perto de crianças e poucas entendiam o seu sentido. Apesar disso Bernadete continuava sendo perseguida pelas autoridades. O vigário procura seus superiores diante do pedido da Virgem Maria. — As aparições continuaram e era muito grande o número de peregrinos que procuravam a Gruta e que queriam pelo menos tocar a Água Santa. Muitas graças, curas e milagres estavam ocorrendo. Em todas as oportunidades Nossa Senhora pedia a paz entre os Cristãos, a necessidade de mais oração pedindo a salvação dos pecadores, maior número de penitências e caridades. Numa destas aparições, no total dezoito, Nossa Senhora informa a Bernadete o nome como ela gostaria de ser lembrada em razão das aparições. — No dia 16 de julho de 1858, sua últimas aparição, pede a Bernadete para que se entregue ao Pai e o sirva, na castidade. A menina resolve então ingressar no convento, local que permaneceu até a seu falecimento. — O local tornou-se um Santuário Mariano e que passou a ser visitado por pessoas do mundo inteiro. Muitos milagres ocorrem no local até os nossos dias. — O dia 11 de fevereiro é um dia dedicado exclusivamente à Nossa Senhora de Lourdes. Bernadete foi Canonizada pelo Papa Pio XI, em 1933.
  18. • Nossa Senhora de Madhu - 01/07
  19. • Nossa Senhora do Bom Conselho - 26/04
    — Nossa Senhora, Mãe Santíssima, Virgem Imaculada, Mãe de deus, estas são algumas das denominações que Maria vem recebendo durante os séculos por sua intervenção e até mesmo aparecimento em várias regiões do mundo. — Ela é cultuada com esta denominação desde aproximadamente da Idade Média, não se tem uma data precisa. A devoção surge quando uma pintura no Santuário, em Scutari, na Albânia, é considerada milagrosa. Esta pintura era um afresco e era muito procurado pelos fieis a procura de uma ajuda celestial. — No ano de 1467, quando os turcos maometanos invadem e conquistam a Albânia, conta-se que um grupo de Anjos enviados por Deus Pai despregam a pintura da parede e a transportam até a cidade de Genazzario, situada nas proximidades de Roma. Local onde permanece até os nossos dias aos cuidados daquela população.

  20. • Nossa Senhora do Carmo (também conhecida como Nossa Senhora do Monte Carmelo) - 16/07 — O profeta Elias, na Sagrada Escritura, relata a beleza do Monte Carmelo, local onde defendeu a Fé em um único Deus e o verdadeiro. Naquela época, bem antes do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, Elias teria visualizado em uma profecia a chegada da Virgem Mãe Santíssima, simbolizado por uma pequena nuvem, esta brotou da terra e foi em direção do Monte Carmelo. — Por esta razão surgiu a Ordem das Carmelitas e a identificação de Nossa Senhora do Carmo ou, se preferir, Nossa Senhora do Monte Carmelo.
  21. • N. Sra. do Desterro: Esta devoção é uma das mais antigas dedicadas à Nossa Senhora, pois ela está associada à fuga da Família Sagrada para o Egito. A fuga ocorreu após o anjo do Senhor avisar José em sonho sobre a intenção de Herodes matar Jesus. (Mt 2,13-22). No Brasil a devoção chega com os portugueses e rapidamente se espalha. É a padroeira dos imigrantes, emigrantes e de todos que por algum motivo tiveram que abandonar sua terra natal para viver em outra região ou país. Comemoração: 17 de fevereiro.
  22. • Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Comemoração 27/06

  23. • Nossa Senhora do Rosário - 07/10
    — Esta data homenageia a Mãe de Deus por ela ter pedido em aparições, como as de Fátima, Portugal e Lurdes, na França, entre outras aparições, quando pediu que a população rezasse uma vez por dia o Rosário, ou se preferir, o Terço. Nas aparições Ela sempre está carregando nas mãos um Rosário. — Mais uma vez uma homenagem justíssima a esta Santa Mulher, Mãe e Filha de Deus, Mãe que não abandona seus filhos, Mãe presente nas horas difíceis, Mãe que perde o sono pelos seus filhos terrenos. — Nossa Senhora deve ser lembrada todos os dias, toda hora, todo momento.

  24. • Nossa Senhora Rainha - 22/08 — Nesta data, instituída pelo Papa Pio XII, em 1955, para homenagear a Santíssima Maria, Mãe de Jesus, Nosso Senhor, Rainha do Céu e da Terra. Nossa Senhora é a Santa que mais merece homenagem, não apenas por ser Mãe de Deus Filho, mas por todas as suas virtudes, sua dedicação como mulher, Mãe e esposa. — A Santíssima deve ser lembrada a todo momento, todo instante, pois está sempre preocupada com o ser humano e em várias oportunidades aparece em um ponto da Terra. Esta atenção dada ao ser humano deve ser agradecido a todo momento. — Maria, a Santa Mãe perece todos os tipos de homenagem e veneração da nossa parte.



  1. • Primeiros Mártires da Igreja de Roma (de 64 até 67) - ou Protomártires da Igreja de Roma - 30/07 — Quando Nero ordenou que botassem fogo em Roma e acusou os Cristãos de tal ato. Esta atitude daquele imperador que sempre foi considerado uma pessoa sem caráter, desonesta, gananciosa e principalmente louca, fez com que a população romana se voltasse furiosa contra os Cristãos, ou seja, contra aqueles que na realidade eram vítimas como eles romanos do imperador. — Os Cristãos por ordem de Nero foram violentamente massacrados, sempre acompanhado de um sadismo insano e inconcebível. Muitos foram surrados até a morte, outros decapitados, embebidos em piche e depois incendiados, mulheres e crianças eram agredidas e mortas, muitas crianças foram lançadas em circos para serem devoradas por animais ferozes e famintos. — Os assassinados milhares de Cristãos entre 64 e 67, mas o sentimento de revolta foi mudando e o sentimento de piedade e inconformismo com aquela brutalidade acabou por tomar conta do povo romano. Das inúmeras vítimas é preciso destacar Pedro e Paulo.
  2. • Protomártires da Igreja de Roma - Vide "Primeiros Mártires da Igreja de Roma".

Voltar para o conteúdo