J - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Beatos & Santos > Santos > J

SANTOS

  1. • Jacinto (?, ? - séc. IV, Roma) - Mártir juntamente com São Proto* - 11/09 Nasceu em data e local não identificados por nós. As informações sobre este Santo são poucas e a maioria é baseada na tradição e nas informações descobertas por arqueólogos em seu túmulo. Em 1845 um grupo de arqueólogos descobrem o túmulo deste Santo e ao lado dele o de outro Santo, São Proto. No local foi encontrada uma lápide com as inscrições "sepulcrum Proti M.". Junto com os ossos foram encontrados alguns fios de ouro e restos de tecidos. Todos os ossos apresentavam sinais de queimadura, confirmando assim que Jacinto e Proto foram martirizados e queimados, não se sabe se vivos. Faleceram em Roma, martirizado, no séc. IV. Não se sabe com certeza, mas provavelmente os dois Santos fossem parentes, um dos motivos para esta conclusão foi a maneira como foram encontradas as ossadas.
  2. • Jacinto (?, ? - ?, ?) -  Mártir - 09/09
  3. • Jacinto Castaneda (?, ? - ?, ?) -  Mártir no Vietnã - 24/11
  4. • Jacinto da Polônia (ou Cracóvia) (1183/1192, Polônia - 1257, Polônia) - 17/08 Nasceu em Kramien - atual Cracóvia, na Polkônia, em 1183/1192. Foi Batizado com o nome Jaccke (João). Por volta do ano de 1218 ingressa na Ordem dos Padres Predicadores, anos depois Ordem Dominicana, pois foi fundada por São Domingos, em Roma, local onde foi ordenado por volta de 1221 e adotou o nome de Jacinto. O fundador e responsável pelo Convento era Domingos de Gusmão (Santo), que também orientou Jacinto e o reconduziu a sua terra natal. Fundou em Cracóvia, na Polônia, o Mosteiro da Ordem de São Domingos. Também organizou grupos de monges da Ordem para missões em outros países. Sua vida foi integralmente dedicada a pregação, não apenas na sua diocese, mas por toda a região. Faleceu no no seu Mosteiro, Cracóvia, na Polônia, no dia 15 de agosto de 1257. Foi Canonizado pelo Papa Clemente VII, no ano 1524.
  5. • Jacinto Proto (?, ? - ?, ?) -  Mártir juntamente com São Januário - 30/05
  6. • Jacob (?, ? - ?, ?) - Patriarca do Antigo Testamento - 24/12
  7. • Jáder (?, ? - ?, ?) - 10/09
  8. • Jaime Tchau-Tchuen-Sin (?, China - 1900, China) - Mártir - 06/07 Nasceu em Siyaochuen, na China, em data não identificada por nós. Seus pais eram Católicos e por esta razão teve uma excelente formação religiosa. Alguns anos depois sua família muda-se para Tayuan, China, na tentativa de conseguir um emprego melhor. Pouco tempo depois casou-se e foi pai de dois filhos. Era servente na Missão Franciscana. Quando a perseguição teve início procurou ajudar de todas as formas os irmãos e irmãs de Fé detidos. Comentou numa certa data que no dia seguinte não retornaria, pois os religiosas e leigos que trabalhavam na Missão seriam presos e condenados e ele estaria com seus companheiros de Fé. Quando começou a perseguição aos Cristãos foi preso e condenado. Faleceu na China, martirizado juntamente com seus irmãos de Fé, em 1900.
  9. • Jaime Yen-Ku-Tun (1870, China - 1900, China) - Mártir - 06/07 Nasceu na China, no ano 1870. Era agricultor e uma pessoa muito simples. Tinha como função o cultivo de hortaliças para os missionários, irmãos e irmãs, tanto do Seminário bem como do Orfanato. Anos depois passou a ajudar na cozinha deste locais. Quando começou a perseguição aos Cristãos foi preso e condenado. Faleceu na China, martirizado juntamente com seus irmãos de Fé, no ano 1900.
  10. • Janeiro (?, ? - 258, Itália) - Mártir - 07/08 Nasceu em local e data não identificada por nós. Era diácono e auxiliar do Papa Sixto II, eleito em 257. Nesta época Valeriano praticava uma violenta perseguição aos Católicos e por essa razão as Missas ocorriam as escondidas. Foi durante uma destas Missas, no cemitério da Via Ápia que ele e seus companheiros foram presos e ali mesmo martirizados. Faleceram em Roma, martirizados, no mês de setembro de 258. São eles os mortos: Agapito, Felicíssimo, Janeiro, Magno, Vicente e Estevãos, todos Santos, além do Papa Sisto II, que teve um pontificado de apenas um ano.
  11. • Januário (?, Espanha - 303/304?, Espanha) - Mártir juntamente com a Santa Engrácia e mais 17 companheiros, são eles: Fausto, Cassiano, Apodêmio, Félix, Luperco, Marcial, Urbano, Ciciliano, Evêncio, Primitivo, Maturino, Júlio, Quintiliano, Públio, Frontón, Obtato e Sucesso - 16/04 Nasceu na Espanha e em data não identificados por nós. Januário foi uma das vítimas da perseguição aos Cristãos por Diocleciano, quando acompanhava Engrácia (Santa), mais 17 cavaleiros, todos foram presos, torturados e condenados à morte. Em conjunto os seus companheiros seguem os passos de Engrácia e renegam os deuses pagãos de Diocleciano e confirmam a Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo. Faleceu em Saragossa, na Espanha, martirizado, em 303 ou 304.
  12. • Januário (?, ? - ?, ?) -  Mártir juntamente com São Jacinto Proto - 30/05
  13. • Januário (?, Itália - séc. II, Itália) Mártir juntamente com seus irmãos e mãe (todos Santos) - 10/07 Nasceu na Itália, em data não identificada por nós. Filho de Felicidade, Cristã e devota de Nosso Senhor Jesus Cristo. Roma passava por uma fase de perseguição violenta aos Cristãos, época que o governante era Marco Aurélio. Quando presa, já condenada à morte exortou ao martírio seus sete filhos e cada um aceitou ser martirizado ao lado da mãe. Faleceram em Roma, na Itália, martirizados por decapitação no séc. II.
  14. • Januário (?, ? - ?, ?) - Mártir juntamente com São Fausto e São Marçal - 13/10
  15. • Januário (Genaro) (séc. III, Roma - 305, Roma) - Bispo mártir juntamente com seus companheiros - 19/09 Nasceu em Nápolis, Itália, no séc. III. Não se tem informação sobre sua infância e juventude. No ano de 304, o imperador Diocleciano, apoiador dos deuses pagãos e da idolatria, promove uma perseguição, nunca vista na história da humanidade, contra os Cristãos. Nessa época vivia Januário ou se preferir Genaro, e como todo religioso Cristão pregava a paz e a vida dedicada a Deus Pai e Filho, quando foi preso ao lado de alguns irmãos de Fé. Todos foram julgados e condenados à morte. Todos foram conduzidos para uma arena e um espetáculo público tinha como meta proporcionar ao público uma demonstração de força, por parte do imperador, colocando todos na arena com muitos leões. Aconteceu que os leões não atacaram os Cristãos, fato que deixou o imperador sanguinário furioso, pois sua autoridade fora colocada em cheque. De imediato ordenou aos soldados que degolassem todos naquele mesmo momento, foi um mar de sangue. Faleceram em Roma, martirizados, no ano 305. No entanto a história que mais chama a atenção sobre Januário, ocorreu depois de seu martírio, quando uma pessoa recolheu em duas ampolas o sangue do mártir. No ano de 432 as relíquias do Santo foram exumadas e transferidas para Nápoles, quando uma senhora entrega ao bispo João as ampolas. O bispo a principio não sabe se poderia confiar que aquele sangue coagulado era verdadeiramente de Januário, mas milagrosamente o sangue se liquefaz na frente de muita gente. De imediato o bispo teve certeza de que aquele sangue era realmente do Santo. Todos os anos, em uma determinada data o sangue é exibido ao público, algumas vezes ele não se liquefaz, mas na maioria das vezes o público pode visualizar um milagre. Este fato nunca foi explicado por cientistas, mesmo quando um canal americano de televisão tenta desvendar com alquimia e explicar o fato, na verdade nem chega perto de uma solução. Foi Canonizado pelo Papa Sixto V, no ano 1586.
  16. • Januário Sanches Delgadillo (?, ? - ?, ?) - Mártir mexicano - 21/05
  17. • Jarlath (?, ? - ?, ?) - Bispo - 06/06
  18. • Jasão (?, ? - ?, ?) - 12/07
  19. • Jeremias (?, ? - ?, ?) - Mártir - 07/06
  20. • Jeremias (?, ? - ?, ?) - Profeta do Antigo Testamento - 01/05
  21. • Jeremias (?, ? - 309, Cilicia) - Mártir juntamente com Santo Elais, Santo Isaias, São Daniel*, São Samuel e companheiros - 16/02 Nasceu em local e data não identificado por nós. Daniel e seus quatro companheiros,  Santo Elais, São Jeremias, São Samuel, tinham por hábito visitar os  Cristãos condenados que trabalhavam nas minas de Cilicia, atual região da Turquia e Síria . Numa das visitas o grupo foi preso e acusado de ser Cristão. Levados ao governador foram condenados. Por ordem do governador foram torturados e em seguidas levados para a sentença final, a decapitação. Faleceu em Cilicia, atual região da Turquia e Síria, em 309.
  22. • Jerônimo (340/50, Dalmácia, hoje Croácia - 419/420, Palestina) - Doutor da Igreja - 30/09 Nasceu na Dalmácia, atual Croácia, entre 340 e 350. Seus pais eram muito ricos. Ainda jovem ficou órfão e herdou uma grande fortuna. Era desde criança uma pessoa extremamente estudiosa, por esta razão investiu a fortuna na sua formação. Estudou e se formou em filosofia, retórica, dialética, gramática, escrevia e falava o latim, hebraico, grego etc. É a ele atribuída a tradução do grego para o latim do Antigo e Novo Testamento. Foi Batizado pelo Papa Libério, aos 25 anos de idade. Em seguida foi para a França e se hospedou num Monastério. Naquele local decidiu viver pela Fé e para que pudesse alcançá-la precisava ter experiências espirituais. Por esta razão foi viver no deserto da Síria, onde permaneceu por muitos anos. Em 375, quando adoeceu e precisou procurar ajuda, decidiu aprofundar os seus conhecimento sobre a Bíblia. Em 379 foi ordenado sacerdote, pelo bispo de Antioquia. Assume o papel de monge. Pouco tempo depois retorna a Roma, era 382, chamado pelo Papa Dâmaso. Este Papa queria que ele fosse seu secretário particular, quando recebeu a missão de traduzir a Bíblia, que ao ser concluída recebeu o nome de "Vulgata". Retornou para Belém tão logo terminou a tradução da Bíblia. naquela cidade escreveu muitos livros. Faleceu na cidade de Belém, no dia 30 de setembro de 420, já com idade avançada.
  23. • Jerônimo de  Werten (1522, Holanda - 1572, Holanda) - Mártir - 02/07 Nasceu em 1522, em Werten, Holanda. Sua família era Católica e bem financeiramente. Ainda jovem ingressa na Ordem  dos Irmãos Menores Franciscana. Completando seus estudos foi ordenado sacerdote. Foi para a Palestina como missionário, quando visitou a Terra Santa, permanecendo alguns anos de sua vida naquela região. Quando foi aprisionado pelos mulçumanos. No cárcere foi violentamente agredido e torturado. Logo após é repatriado. Na Holanda é designado para dirigir o Convento de Gorgum, por Nicolau Pick (Santo), mas a sua saúde em função da violência quando encarcerado estava bastante abalada. Passa a pregar nas cidades e na zona rural, ouvindo confissões, fazendo conversões, incentivando os que tinham se afastado da Fé etc. No dia 09 de julho de 1572 é novamente aprisionado, mas agora em sua terra natal, junto com outros religiosos. Foram levados a diversos povoados e em cada um foram ridicularizados, humilhados e ofendidos, durante a transferência para a cidade de Brielle, Holanda, quando todos foram torturados, tiveram que ouvir ofensas ao Papa, a Nosso Senhor Jesus Cristo e a Santa Mãe de Deus. Faleceu Brielle, Holanda, no dia 09 de julho de 1572. Canonizado pelo Papa Pio IX, no dia 29 de junho de 1867.
  24. • Jerônimo Emiliano (1486, Itália - 1537 - Itália) - Fundador -  08/02 Nasceu em Veneza, Itália, em 1486. Não teve uma juventude dedicada a religião, muito ao contrário era dedicada a atos desregrados e à vida mundana. Ingressa aos 15 anos no exército quando detido por suas atitudes e condenado à prisão por vários anos. Na prisão o remorso pelos seus atos passam a atormentá-lo e ele arrependido se converte ao Cristianismo. Quando é posto em liberdade sua primeira atitude é desfazer-se de toda a sua riqueza. Depois passa a dedicar-se  à vida religiosa. Como projeto de vida religiosa passa a viver com pobres, desvalidos, órfãos e enfermos. Funda em 1531 um Instituto Religiosos em Somasca, Itália. Apesar de continuar sendo leigo continua dedicando-se a Deus e ao seu Instituto. Passa a atender não apenas aos pobres, doentes, mas também às prostitutas e consegue que muitas deixem a vida mundana e se convertam. Fundou várias casas assistenciais com destaque à educação gratuita às crianças abandonadas e órfãs. Para que seu projeto seguisse arrebatou muitos seguidores e muitos destes adotaram o seu estilo de vida. Faleceu na Itália, vítima da peste contraída ao cuidar de doentes durante uma epidemia, no dia 08 de fevereiro de 1537. O Papa Pio V (Santo) Oficializa a Ordem dos Religiosos de Somasca. Foi Canonizado pelo Papa Clemente XIII, no ano 1767.
  25. • Jerônimo Hermosilla (?, ? - ?, ?) - Mártir no Vietnã -  24/11
  26. • Jerônimo Lu Tigmei (?, ? - ?, ?) - Mártir chinês - 09/07
  27. • Jerônimo van Weert (?, ? - ?, ?) - Mártir em Gorcum, na Holanda - 09/07

  1. • Jesus Mendes Montoya (?, ? - ?, ?) - Mértir do México - 21/05
  2. • Joanício (?, ? - ?, ?) - 04/11
  3. • João (?, ? - ?, ?) - Mártir juntamente com Santo Antônio e Santo Eustácio - 14/04
  4. • João (?, ? - 1852, Espanha) - Mártir juntamente com seu irmão de Adolfo 27/09 Nasceu em local e data não identificados por nós. Sabe-se que seu pai era mouro e sua mãe cristã, o restante da família eram mouros. Quando ficaram órfãos sua mãe ingressou em uma comunidade cristã. O problema é que o restante da família não gostou e os denunciou. Foram presos e coagidos a negar sua fé e aderir à moura. Aconteceu que não aceitaram e ainda confirmaram sua fé cristã, foram condenados à morte. Faleceram, martirizados, em Sevilha, na Espanha, no ano 1852.
  5. • João (?, Palestina - séc. I/107, Palestina) - Apóstolo e Evangelista - 27/12 Nasceu na Palestina, em data não identificadas por nós. Irmão de Tiago, filho de Zebedeu e autor do último dos quatro Evangelhos, mais três Epístolas e o Apocalipse. Segundo a própria Bíblia João e seu irmão foram discípulos de João Batista. Pescador, nascido em Jerusalém, Palestina, em data não identificada por nós. Evangelizou na Samária. Foi muito perseguido e exilado para a Ilha de Patmos. Voltou a Efesso quando foi preso por ordem de Domiciano. Foi condenado à morte em uma caldeira com óleo fervente, mas por milagre ele saiu ileso, fato que aumentou a fúria dos sacerdotes pagãos e de todos perseguidores de Cristãos. Foi solto e pregou até o fim de sua vida. Faleceu na Palestina, segundo alguns relatos no séc. I, mas alguns outros apontam o ano 107. séc. II.
  6. João (1516, Máxico - 1527 - Máxico) - Crianças martirizadas por não renunciar a sua fé, juntamente com Cristovão (+1527) e
    Antônio
    (1529). ??/?? Local e data de nascimento não identificados por nós. Crianças que eram cristãs católicas foram atacadas pelo povo, que não era cristão, quando exigiram que renunciassem à fé. Como se recusaram foram brutalmente assassinados. Cristovão em 1527 e Antônio dois anos depois. Foram martirizados pelo povo, em Tlaxcala - México, no ano de 1529. Canonizado pelo Papa Francisco, no dia 15 de outubro de 2017.
  7. • João (?, ? - ?, ?) - Canonizado juntamente com São Ciro - 31/01
  8. • João (?, ?  - ?, Roma) - Aclamado ou Canonizado juntamente com São Paulo - 26/06 Nasceu em local e data não identificados por nós. Sabe-se muito pouco sobre este Santo e seu irmão Paulo. O pouco que pudemos apurar é que os irmãos João e Paulo foram presos e condenados à morte por serem Cristãos. Faleceu em Roma, em data não identificada por nós.
  9. • João I (séc. V, Itália - 526, Itália) - Mártir e Papa - 18/05 Nasceu em Toscana, Itália, no séc. V. Nenhuma informação foi conseguida sobre sua infância. Sabemos que ele sucedeu o Papa Hormisda, assumindo o pontificado no dia 15 de agosto de 523. Foi escritor e é lhe atribuído diversos documentos, como: "Epistola ad Senarium"; "A Fé Católica" etc. Sabe-se que este Papa foi martirizado, provavelmente em Constantinopla quando o imperador, por decreto ordenou o fechamento das igrejas arianas e proibiu que hereges ocupassem cargos civis ou militares. Faleceu na Itália, martirizado, no cárcere, no ano 526.
  10. • João XXIII (1881, Itália - 1963, Vaticano) - Papa - 27/04 Nasceu em Sotto il Monte, Bergamo, na Itália, no dia 25 de novembro de 1881. Foi batizado no mesmo dia de seu nascimento. Seus pais eram agricultores e tinham diversos filhos, Ângelo Roncalli era o terceiro filho do casal. Seus pais foram exemplo de religiosidade e participação nas ações da paróquia. Jovem, Ângelo Roncalli ingressou no Seminário de Bergamo. Em 1897 professa sua fé e ingressa na Ordem Franciscana Secular. Muito dedicado aos estudos conseguiu destaque, condição que o levou a ganhar uma bolsa de estudo no Pontifício Seminário de Bergamo, na Itália. No dia 10 de agosto de 1904 é ordenado sacerdote, já com doutorado em teologia. D. Giacomo Radini-Tedeschi, bispo de Bergamo, na Itália, nomeia Roncalli como seu secretário, era 1905. Foi também professor do seminário de Bergamo. Com o estouro da Primeira Grande Guerra, é convocado e nomeado sargento do corpo médico e capelão. Em 1919, a guerra já havia terminado a dois anos, é nomeado diretor espiritual do seminário de Bergamo. Em 1925 é enviado para a Bulgária pelo então Papa Pio XI como Arcebispo Titular de Areópolis, na Bulgária. Naquele país trabalhou muito para a conversão e a união entre católicos e ortodoxos. Visitava um hospital católico e em 1928 a região é atingida por um grande terremoto, quando Roncalli passo a ajudar os ortodoxos com alimentação e até financeiramente. Durante seu trabalho diplomático pela Santa Igreja é enviado para Istambul, na Turquia e para a Grécia. Na Turquia, durante a Segunda Grande Guerra, pode salvar muitos judeus, ação favorecida porque aquele país era neutro. Em 1944 é enviado para Paris, França, como Núncio Apostólico. Terminada a guerra voluntariamente ajudou os prisioneiros de guerra, incluindo alemães. Em 1953 foi nomeado Cardeal pelo Papa Pio XII. No dia 28 de outubro de 1958 é eleito Papa. Trabalhou com parcimônia, tolerância e generosidade durante seu pontificado. Foram muitas ações e realizações. Idealizou e lutou pelo Concílio Vaticano II e este foi iniciado em 1962. Gravemente enfermo, o Papa João XXIII, não conseguiu ver sua obre concluída. O Concílio seguiu dirigido pelo Papa Paulo VI, seu sucessor. Faleceu no Vaticano, no dia 03 de junho de 1923. Foi Beatificado pelo Papa João Paulo II, no dia 03 de setembro de 2000. Foi Canonizado pelo Papa Francisco, no dia 27 de abril de 2014. Foi canonizado junto com o Papa João Paulo II.
  11. • João Abade (?, ? - ?, ?) - 27/04
  12. • João (ou Juan) Alcover (1694, Espanha - 1747, China) - Mártir juntamente com São Francisco Serrano, São Pedro Mártir Sanz, São Joaquim Royo e São Francisco Díaz - 28/10 Nasceu em Granada, na Espanha, em 1694. Sobre sua infância não nos foi possível obter informações. Ingressou na Ordem Dominicana. Em 1728 parte de Manila, nas Filipinas, em missão e para a China. Para ingressar naquele país tive que se disfarçar. Já na China, ingressou na missão fundada pelo Padre Gaspar da Cruz, no ano 1556, juntamente com os missionários Pedro Mártir Sanz, Joaquim Royo, João Alcover e Francisco Serrano (todos Santos). Viveram um período de tempo com certa tranquilidade, mas sempre sofrendo pela perseguição, no entanto no ano de 1746 tem início a verdadeira perseguição e a violência contra os religiosos. Naquele mesmo ano são presos, direcionados para carceragens diferentes, são então torturados, agredidos e humilhados. Faleceu na China, martirizado, no mês de maio de 1747. Foi Beatificado pelo Papa Leão XIII, no ano de 1893. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II.
  13. • João Almond (?, ? - ?, ?) - Mártir da Inglaterra - 05/12
  14. • João Batista (séc. I a.C., Palestina - séc. I, Israel) - Primo de Jesus e que O anunciou, mártir - 24/06 Nasceu na Palestina, no século I a.C. Filho de Isabel, prima de Maria, e seu pai Zacarias, Sacerdote do templo. Isabel já era bem idosa quando engravidou. Maria (Mãe de Jesus) ficou sabendo por meio do Anjo do Senhor que Isabel estava grávida a seis meses. Naquele mesmo monto o Anjo do Senhor informava Maria da sua gravidez pelo Espírito Santo. A jovem Maria, noiva de José, parte ao encontro da prima e permanece em sua casa até o nascimento de João. Já adulto, pois não há informações seguras sobre sua infância e juventude, João pregava preparando a população para a vinda do Salvador. Alimentava-se de gafanhoto e mel e pregava no deserto. Estes fatos começaram acontecer por volta do ano 27 d.C. João começou a Batizar na região do Rio Jordão e anunciar a chegada do Messias, na época Israel era dominada por Roma e seu governador Herodes. Afirmava que ele era muito pequeno diante do que viria e que Batizava com água. Já o Messias nos Batizaria com o Espírito Santo e com o fogo. Numa certa data João estava Batizando as pessoas que convertia quando se aproximou dele Jesus, seu primo, e que lhe solicita o Batismo. João afirma que ele é que deveria ser Batizado por Jesus, mas este insiste em ser Batizado por João. Sem mais discussão João o Batiza e Jesus se retira para o deserto. João critica Herodes por ter tirado a esposa de seu irmão e se casado com ela. Herodíades diz sentir-se ofendida e pede a Herodes que prenda João, mas este, que tinha medo de João, recusava. Herodes tinha uma admiração por sua enteada e sabendo disso Herodíades pede a filha que dance para o rei. Nessa mesma época Herodes havia ordenado a prisão de João por suas palavras contra a "esposa" e por chamá-los de adúlteros. Durante a dança ele promete dar a ela o que pedir e esta ao terminar a dança, sob orientação e influência da mãe, pede a cabeça de João numa bandeja. Herodes tenta evitar, mas como havia prometido, teve que cumprir a promessa. Faleceu martirizado por decapitação, em Israel, no século I. Obs. A festa para São João ocorre no dia 24 de junho, mas no dia 29 de agosto é realizada a festa de sua decapitação.
  15. • João Batista Chon Chang-u (?, ? - ?, ?) - Mártir da Coréia - 20/09
  16. • João Batista Com (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  17. • João Batista da Conceição (?, ? - ?, ?) - Religioso - 14/02
  18. • João Batista de La Salle (1651, França - 1719, França) - Sacerdote e fundador de Escolas Cristãs - 07/04 Nasceu em Reims, França, no dia 30 de abril de 1651. Pertenceu a uma família tradicional e nobre. Seus pais tiveram sete filhos e todos receberam educação Cristã, sendo que João era o mais velho dos irmãos. Uma de suas irmãs se tornou religiosa e mais tarde ele próprio decide se tornar sacerdote. Tornou-se coroinha e mais tarde foi nomeado cônego da catedral de Reims. Por seu uma pessoa muito culta recebeu o título de Mestre das Artes  Livres e ganhou o direito de cursar a Universidade de Sorbonne. Por esta razão passou a residir no Seminário de Santo Sulpício, em Paris. Além da dedicação aos estudos tornou-se catequista. Quando concluiu o Seminário teve que cuidar dos irmãos menores em função do falecimento de seus pais, só mais tarde pode assumir a batina, quando foi ordenado sacerdote. Fundou uma escola para a formação de leigos. Seguiu seus estudos em teologia até diplomar-se doutor em 1681. Em seguida fundou a Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs e em 1700 funda o Seminário. Neste foi professor de diversas disciplinas. Faleceu em Rouen, França, no dia 07 de abril de 1719, uma Sexta-feira Santa. Foi Canonizado pelo Papa Pio X, no ano 1900.
  19. • João Batista de Rossi (1698, Itália - 1764, Itália) - 23/05 Nasceu em Voltágio, província Gênova, Itália, em 22 de fevereiro de 1698. Aos 10 anos de idade foi trabalhar, porém quando completou os 13 anos de idade transferiu-se definitivamente para Roma e foi morar com um primo que era sacerdote. Foi estudar no Colégio Jesuíta. Mais tarde, naquela mesma escola faz doutorado em Filosofia. Logo em seguida faz o curso de teologias com Dominicanos de Minerva. Sempre foi uma pessoa que atendeu e prestou serviços assistenciais aos mais pobres e necessitados, também amparou jovens abandonados e carentes. Suas ações lhe tomavam grande parte de seu tempo que acabou deixando-o doente. Teve ataque epiléticos, uma grave enfermidade ocular. Mas nem todos estes transtornos o fizeram abandonar a sua vocação, suas orações, penitências e dar assistência aos desvalidos e desfavorecidos. Fundou em 1721 a Pia União de Sacerdotes Seculares e de onde foi o diretor por alguns anos. Também fundou a Casa de Santa Gala, para atender a jovens carentes e abandonados do sexo masculino e a Casa de São Luiz Gonzaga, para as moças nas mesmas condições. Faleceu em Roma, Itália, no dia 23 de maio de 1764. Foi Canonizado pelo Papa Leão XIII, no dia 08 de dezembro de 1881.
  20. • João Batista Dinh Van Than (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  21. • João Batista Luo Tingying (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  22. • João Batista Nam Chong-sam (?, ? - ?, ?) - Mártir da Coréia - 20/09
  23. • João Batista Rossi (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 23/05
  24. • João Batista Yi Kwang-nyon (?, ? - ?, ?) - Mártir da Coréia - 20/09
  25. • João Batista Zhao Mingxi (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  26. • João Batista Zhu Wurui (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07

  1. • João Berchmans (1599, Bélgica - 1621, Itália) - Religioso - 13/08 Nasceu em Diest, Bélgica, em 12 de março de 1599. Seu pai era um curtidor de peles e sapateiro , chamado Carlos Berchmans, e sua mãe, Isabel eram Católicos praticantes, que tiveram cinco filhos. Foi para a escola e se destacou nos estudos, mas durante a sua formação sua mãe é acometida por uma grave e incurável enfermidade. Para poder cuidar da esposa Carlos envia João e seus irmãos para um internato, neste internato João decide seguir carreira religiosa. Com muita dificuldade seu pai conseguiu que os filhos concluíssem os estudos. Passou a estudar retórica no Colégio dos Jesuítas, em 1615. Neste colégio dedicou-se com muito afinco aos estudos, quando ingressa na Congregação Mariana daquela instituição. Em 1619 vai para Roma para concluir seus estudos em filosofia e teologia. No ano de 1621 João é acometido por uma enfermidade não identificada que lhe causou grande febre e que apenas se agravou. Sua doença durou seis dias e o levou à morte. Faleceu em Roma, Itália, com febre muito alta, no dia 13 de agosto de 1621, aos 22 anos de idade.
  2. Foi Canonizado pelo Papa Leão XIII, no ano 1888.
  3. • João Bosco (1815, Itália - 1888, Itália) - Fundador - 31/01 Nasceu na região chamada de Castelnuovo d'Asti, próximo a Turim, na Itália, no dia 16 de agosto de 1815. O seu nome de nascimento era João Melquior Bosco e sua família de camponeses humildes e Católicos. Quando tinha dois anos seu pai falece e apesar dos problemas cresceu sob os carinhos e cuidados da mãe, Margarida e dos irmãos mais velhos. Sua educação foi muito boa nos aspectos humano e religioso, mas não conseguiu concluir o curso primário, pois era preciso ajudar nos afazeres do campo. Um sonho com Nossa Senhora lhe marcou para sempre a sua vida. No sonho Nossa Senhora o leva para junto de um grupo de rapazes que o menospreza e desdenhava. João, em sonho tentou reagir, mas a Mãe Celestial lhe disse: "Reaja, não com pancadas, mas com amor. Torna-te forte, humilde e robusto. À seu tempo tudo compreenderás". Em razão deste acontecimento resolveu dedicar a sua vida à Nossa Senhora e a Seu Filho Nosso Senhor Jesus Cristo, quando, com a ajuda de amigos e visinhos pode entrar no Seminário Salesiano de Chieri, daquela mesma Diocese. João trabalha em várias profissões para manter seus estudos, foi alfaiate, ferreiro, garçom, tipógrafo... Com muito trabalho, estudo e sacrifício formou-se e foi ordenado Sacerdote em 1841. Permaneceu em Turim para trabalhar com a educação de crianças e jovens carentes. Neste mesmo ano cria o Oratório de Dom Bosco, local utilizado para orientação, instrução e formação religiosa, porém como se tratavam de pessoas pobres ele ainda fornecia a alimentação e até mesmo o acompanhamento para a colocação em um emprego digno. Num outro momento resolveu criar um Internato e implantou em toda a Obra as escolas profissionalizantes. Implantou as oficinas de alfaiate, encadernação, marcenaria, tipografia e mecânica, todas profissões geradas pela Revolução Industrial. Os seus mestres receberam um título criado por ele: Coadjutor Salesiano. Em 1859, Funda a Congregação dos Salesianos e para trabalhar nela reúne um grupo de jovens educadores. Criou também: Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, mais sessenta Casas Salesianas, abriu missões na América Latina. Publicou textos de leitura fácil para pessoas carentes. Faleceu na Itália, no ano 1888. Foi Canonizado pelo Papa Pio XI, no ano de 1934.
  4. • João Boste (?, ? - ?, ?) - Mártir - 24/07
  5. • João Burali (1209, Itália - 1289, Itália) - Professor - 19/03 Nasceu em Parma, Itália, no ano 1209. Era professor de filosofia quando abandonou a carreira e ingressou na ordem de São Francisco. Em 1247 é nomeado Geral da Ordem. Viajou visitando todos os conventos da ordem na Itália. Era uma pessoa humilde, apesar da formação, despojado em suas vestimentas e suas viagens sempre foram a pé. Trabalhou em favor dos mais pobres, necessitados, doentes, abandonados e órfãos. No ano de 1257, pensando viver em um eremitério, renunciou ao cargo de Geral da Ordem Franciscana e indicou São Boaventura, quando passou a viver no eremitério de Gréccio, na região de Lácio, província de Rieti, na atual Itália. Faleceu no eremitério de Gréccio, na região de Lácio, província de Rieti, na atual Itália, no ano 1289.
  6. • João Calábria (?, ? - ?, ?) - Sacerdote fundador - 04/12
  7. • João Calibita (?, ? - ?, ?) - 15/01
  8. • João Câncio (ou João de Kety) (1390, Polônia - 1473, Cracóvia) - Nasceu em Kety, na Polônia, no ano de 1390. Estudou em Cracóvia, onde também foi ordenado sacerdote. Enfrentou grande oposição, mas com calma e paciência as venceu. Numa certa data foi a um banquete, do qual havia sido convidado, mas trajando roupas humildes. Imediatamente um funcionário fez com que saísse. Foi até sua casa e trocou-se quando pode entrar. Durante a festa foi derrubado sorvete em sua roupa, quando ele mostrou que a roupa não era importante. Formou-se em filosofia e teologia, mais tarde foi professor destas disciplinas. Seguidor fiel de São Francisco, mostrou-se caridoso, paciente e contemplativo. Tempos depois pode viajar para Roma, onde foi assaltado, no entanto sua Fé interferiu no coração dos bandidos que devolveram os bens resultantes do roubo a todos. pouco tempo depois retornou a seu país. Faleceu em Cracóvia, na Polônia, na noite de natal, no ano 1473. Foi canonizado pelo Papa Clemente VIII, no ano 1767. 12 ou 23/12
  9. • João Carlos Cornay (?, ? - ?, ?) - Mártir no Vietnã - 24/11
  10. • João Cassiano (360?, Romênia? - 435, Marselha?) - Abade - Sabe-se muito pouco sobre a vida deste Santo. Viveu no Egito junto a um grupo de monges onde estudou e pode aprender muito. Em Constantinopla foi ordenado diácono e por fim, em Roma, foi ordenado preasbítero. Seguiu então para marselha, local onde fundou dois Mosteiros, um masculino e um feminino. Foi um grande escritor e descreveu em uma das publicações a sua vida junto aos anacoretas do Egito e também descreveu comno vivuiam os monges do Egito. Faleceu em Marselha, na França, provavelmente no ano 435. 23/07
  11. • João Clímaco (séc. VI, Palestina - 605/649, Monte Sinai) - Abade - 30/03 Nasceu na Palestina, no século VI. Passou a viver no mosteiro localizado no Monte Sinai. O local era muito frequentado por fieis, motivo pelo qual faz João a mudar-se para um local mais afastado, do outro lado extremo do monte. Neste local viveu a solidão por 40 anos em oração, penitência e contemplação. É convidado a retornar ao Mosteiro para assumir o cargo de abade, função que assumiu com dedicação, mesmo tendo setenta e cinco anos. Sua fama corre o mundo e chega às portas do Vaticano, quando o Papa Gregório Magno (Santo) enviou-lhe uma carta solicitando orações e, para sua obra donativos. Acontece que João Clímaco havia fundado no local uma hospedaria para peregrinos que estavam em visita ao monte e que nada cobrava dos hóspedes. João ainda escreveu muito e destacou-se o livro "Escada do Paraíso". Faleceu no Monte Sinai, Palestina, no ano 605/649.
  12. • João Crisóstomo (347/9, Síria - 407, Ásia Menor) - Bispo Dr. da Igreja - 13/09 Nasceu em Antioquia, na Síria, Ásia Menor, no ano de 347. Sua família era muito rica e renomada. Sua mãe, Antuza (Santa) uma Cristã fervorosa foi quem o educou na Fé e seu pai um comandante das tropos romanas no oriente. Ficou órfão de pai muito cedo, pois este morreu em batalha. Tinha o desejo de se tornar um eremita no deserto, mas sua mãe insistiu para que ele não partisse. Sua mãe completou sua formação e destacou seus dons especiais. Numa certa data ela faleceu e João parte para o deserto para viver sob orientação de um monge. Recebeu orientações importantes durante quatro anos, quando partiu para viver por dois anos em uma gruta sozinho. Depois deste período de purificação voltou para Antioquia, quando foi ordenado sacerdote. A população revoltada com o imperador Teodósio I o combatia destruindo suas estátuas e de seus familiares e ele, o imperador, respondia com uma violência sem precedentes. Durante esta agitação João serenamente pregava a Palavra de Deus Pai e Filho. Durante as pregações lhe foi atribuído diversos milagres, por esta razão a população o via como um Santificado. Quando o bispo de Constantinopla faleceu João foi eleito imediatamente seu sucessor. Como era uma pessoa que valorizava a pobreza de Cristo, a pregação acabou por arranjar diversos inimigos, inclusive dentro da própria Igreja, pois muitos eram os irmãos que se dedicavam às riquezas e a ganância. A imperatriz Eudoxia liderou um movimento para tirá-lo do cargo e exilá-lo, com a ajuda de um grupo de religiosos. Aconteceu que quando ele foi exilado a população se revoltou e exigiu a sua volta e seus perseguidores acabaram por permitir a sua volta e reassumir o cargo. No entanto a trama continuou e dois meses depois, mais uma vez é destituído do0 cargo e exilado. Como estava bastante enfraquecido e doente não resistiu. Faleceu na Ásia Menor, no exílio, no dia 14 de setembro de 407.
  13. • João da Cruz (1542?, Espanha - 1591, Espanha) - Doutor da Igreja - 14/12 Nasceu na Espanha, provavelmente em 1542. Seus pais eram muito pobres, mas mesmo assim lhe garantiram os estudos. Seu nome de Batismo era João Yapes. Aos 21 anos de idade ingressou no Mosteiro da ordem dos Carmelitas. naquela época a Ordem passava por uma fase de desorganização e abandono e João se colocou a frente para reorganizá-la. Sua maior força aconteceu quando conheceu Teresa de Jesus (Santa), que já havia reorganizado a Ordem das Carmelitas (feminino), ao ver aquele jovem frade com tanta vontade e dedicação. Adotou a partir daquele dia o nome de João da Cruz, tendo quase 22 anos de idade e se pos a trabalhar. Foram muitos os problemas, desde os materiais até a oposição de alguns irmãos de Fé. Tempos depois ele fundou o primeiro Convento dos Carmelitas Descalços, em Durvelo, Espanha. Mais uma vez foi difamado, humilhado, caluniado e ofendido. Em 1577 foi preso, em razão de uma destas calúnias, quando permaneceu encarcerado por oito meses, em Toledo. Solto retornou ao Convento de Ubeda. Faleceu no dia 14 de novembro de 1591. Foi Canonizado pelo Papa Pio XI, no ano 1726. Foi proclamado pelo Papa Pio XI, no ano 1926 o Título de Doutor da Igreja.
  14. • João da Dukla (?, ? - ?, ?) - Religioso - 20/09
  15. • João Damasceno (650, Síria - 749/753, Síria) - Doutor da Igreja - 03 ou 04/12 Nasceu na Síria, no ano 650. Foi prefeito de Damasco e muito conhecido. Era um dos homens de confiança do califa. Numa certa data vivendo a experiência da Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, abandonou tudo, distribuiu sua riqueza entra os pobres. Logo em seguida ingressou no Convento de São Sabas, nas proximidades de Jerusalém, onde foi ordenado sacerdote. Tempos depois retornou a seu país. Além de se dedicar às orações e as pregações, foi um forte combatente das heresias iconoclastas. Este grupo pregava a destruição das imagens de Santos e Santas. Por esta razão escreveu três livros e um tratado sobre a Fé. Faleceu na Síria, no ano 749/753. Foi proclamado pelo Papa Leão XIII, em data não nidentificada por nós, com o título de Doutor da Igreja.
  16. • João da Matha (?, ? - ?, ?) - Fundador - 17/12
  17. • João Dan Trinh Hoan (/, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  18. • João da (de) Nicomédia (?, ? - ?, ?) - 07/09
  19. • João da Ribeira (?, ? - ?, ?) - Arcebispo - 06/01
  20. • João da Síria (?, ? - ?, ?) - 21/07
  21. • João Dat (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  22. • João da Triora (?, ? - ?, ?) - Mártir na China - 09/07

  1. • João de Ávila (1499/1500, Espanha - 1569, Espanha) - 10/05 Nasceu em Almodóvar do Campo, Espanha, no dia 06 de janeiro de 1499. Ingressa na vida religiosa ainda jovem. Em 1526 João quis partir como missionário para a América, mas acabou sendo impedido. Vai para Sevilha e passa a pregar. Suas palavras eram duras e verdadeiras e sua reputação ganhava destaque entre a população. Foi por sinal esta condição que levou alguns padres a denunciá-lo à inquisição, em 1531. O argumento era forjado em interpretações maliciosas de suas palavras, mas tinham força contra a defesa de João. Culminou com a sua condenação e prisão, em 1532. Na prisão usava o tempo para meditar e orar, mas também aproveitou para escrever. Quando saiu publicou "Audi, filia", traduzido: "Escuta, filha". Faleceu provavelmente na Espanha, no ano 1569.
  2. • João de Bergamo (?, ? - ?, ?) - Bispo - 11/07
  3. • João de Beverly (?, ? - ?, ?) - 07/05 Nasceu em Harpham, em Yorkshire, na Inglaterra, no séc. VII. Ingressou no mosteiro de Kent, na Inglaterra, dirigido pelo abade Santo Adriano Cantorbery. Mais tarde ingressou na Abadia Whitby, na Inglaterra, dirigido por São Hildo. É nomeado bispo de Hexham, na Inglaterra. Tinha por hábito retirar-se para locais onde pudesse ficar em silêncio e em práticas contemplativas. Nomeado Bispo de Iorque, na Inglaterra, nessa mesma época fundou um Mosteiro em Beverley, na Inglaterra. Fraco e doente renunciou a cargo de bispo e passou a morar no Mosteiro de Beverly. Faleceu no Mosteiro de Beverly, no dia 07 de maio de 721. Seu historiador foi São Beda.
  4. • João de Brebéuf (1593, França - 1649, Canadá) - Mártir  no Canadá  e Estados Unidos juntamente com seus companheiros Santo Antônio Daniel, São Carlos Garnier, São Gabriel Lalemant,  Santo Isaac Jogues, São João de la Land, São Noel Chanabel e São Renato Goupil  - 19/10 Nasceu na França, em data não identificada por nós. Ingressou na Companhia de Jesus. Embarcando em 1625, para o Quebec, no Canadá, como companheiro de João de Brebeuf (Santo). Como os demais foi um grande catequizador, pregador e evangelizador. Seu trabalho naquele país foi duro, pois teve que enfrentar as mais diversas dificuldades de comunicação, violência, superstição, descrença, ganância e até o canibalismo. Foram responsáveis pela conversão de mais de sete mil índios. João de Brebeuf,  Antônio Daniel  e seus companheiros são capturados por nativos, os Iroquois, e levados para a Missão de Santo Inácio, no Canadá. Naquele local passaram a ser agredidos, mutilados, queimados e canibalizados. Faleceu na Missão de Santo Inácio, em Quebec, no Canadá, martirizado no fogo e canibalizado, no ano 1649. Foi Canonizado pelo Papa Pio XI, no ano de 1930.
  5. • João de Brigdligton (?, ? - ?, ?) - 10/10
  6. • João de Brito (1647, Portugal - 1693, Índia) - Mártir - 04/02 Nasceu em Portugal, no ano 1647. Seu pai foi governador geral do Brasil, nomeado pelo rei D. João IV. Mas sua vocação não era essa, mas sim a religiosa, por esta razão ingressa na Companhia de Jesus após ter lutado muito para vencer a resistência de seus pais. Anos mais tarde parte para a Índia. Na Índia seu trabalho de evangelização produz grandes resultados e prestígio, pois o número de conversões foi muito grande. Mas seu apostulado não foi tranqüilo, pois era perseguido até o momento de sua prisão. Na prisão foi violentamente torturado. Quando foi apresentado ao rei, muito ferido, defendeu-se com firmeza e amor a Deus pai e Filho. Esta firmeza garantiu a sua libertação, porém teve que retornar para a Europa. No seu retorno foi considerado mártir redivivo, ou se preferir, ressuscitado. João retoma as peregrinações e retorna a Índia, lá é novamente perseguido e preso, quando é de forma cruel e violentamente torturado. Sua morte é ainda mais terrível, pois o martírio foi provocado por ter decepados os seus pés e as mãos. Falece na Índia, no dia 04 de fevereiro de 1693. Sua morte foi terrível, pois teve decepados os pés e as mãos. Foi Canonizado pelo Papa Pio XII, no dia 22 de junho de 1947.
  7. • João de Capistrano (1386, Itália - 1456, Áustria) - Pregador - 23/10 Nasceu em Capistrano, Itália, no dia 24 de junho de 1386. Era filho de um conde alemão que vivia na Itália. Por esta razão pode freqüentar as melhores escolas. Mudou-se para Perúgia, Itália, já adulto onde se tornou respeitado e onde concluiu seus estudos em direito civil e canônico. Logo em seguida casou-se. Foi juiz de direito e mais tarde tornou-se governador daquela cidade. Houve uma revolta contra o rei de Nápoles, naquela mesma época, João se colocou como intermediador e partiu em viagem para negociar com o rei de Nápoles. No entanto sua proposta de paz não foi aceita e também preso. Na cadeia recebeu a notícia da morte de sua esposa, era 1425/6. Na prisão resolveu mudar completamente o seu modo de vida. Vendeu todo que possuía, pagou um grande importância para ser porto em liberdade e solicitou ingresso num Convento Franciscano. Foi aceito, mas encontrou por parte de seu superior uma forte desconfiança em sua pessoa e seus propósitos. Foi humilhado e submetido a situações difíceis por seu superior para que pudesse provar sua boa vontade e dedicação. João não reclamou de nada. Quando finalmente foi aprovado, não precisou mais de um ano para ser extremamente respeitado no Convento e fora dos seus muros. Durante mais de trinta anos dedicou-se a oração, penitência e jejuns extremamente rigorosos. Também trabalhou em favor da pregação. Viajou pela Itália, depois França, Alemanha, Hungria, Polônia e Rússia. Durante estas viagens não apenas conseguiu converter e reaproximar da Igreja muitos fieis, mas também conseguiu que muitos jovens ingressassem na Ordem de São Francisco de Assis. Numa certa data foi chamado para ser conselheiro do Papa, papel que aceitou. ocupou esta função durante mais três pontificados. Por volta de 1456, já com setenta anos foi incumbido pelo Papa Calisto III de organizar um exército para uma Cruzada contra os invasores que ameaçavam a Europa. Naquela época a Europa tinha sido invadida, mais de duzentas cidades já estavam sob o controle de tropas mulçumanas turcas. A frente de seu exército lutou contra um exército muito maior que o seu. Foram batalhas dificílimas, por esta razão seus soldados estavam extremamente abatidos e quase que derrotados. João se coloca a frente de seus soldados e dando-lhes novo ânimo e força através da Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo. Foram onze dias e onze noites de batalha. Esta atitude de João amedrontou aos guerreiros mulçumanos, pois não conseguiam entender onde aquele homem arranjava tanta força e energia. Foi esta atitude que levou suas tropas a vitória final. Retornando a Roma, pediu e foi atendido, quando se retirou para o Convento de Villach, na Austrália. Naquele local viveu seus últimos três meses. Faleceu na Áustria, no dia 23 de outubro de 1456. Foi Canonizado pelo Papa Bento XIII, no ano 1724.

  8. • João de Castilho (1526, Espanha - 1628, Brasil) - Mártir no Brasil - 17/11 Nasceu em Belmonte, Cuenca, Espanha, no ano 1526. Ainda jovem ingressou na Companhia de Jesus, em 1614. Concluídos seus estudos foi enviado em missão para São Nicolau de Piratini, situado no atual estado brasileiro do Rio Grande dos Sul. Conta a história que o feiticeiro da tribo indígena que catequizava ficou enciumado pela pregação de João e a perda de seguidores. Este ordenou que o índio Nezú que o matasse. Falece na São Nicolau de Piratini, situado no atual estado brasileiro do Rio Grande dos Sul, martirizado por despedaçamento, esmagamento do crânio, queimado na fogueira e os ossos queimados moídos, no ano 1628. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no ano 1988.
  9. • João de Chinon (?, ? - ?, ?) - 27/06
  10. • João de Deus (1495, Portugal - 1550, Espanha) - Fundador dos Irmãos Hospitalários - 08/03 Nasceu em Alentejo, Portugal, no dia 08 de março de 1495. Fugiu de casa aos oito anos de idade. Depois trabalhou como camponês, vaqueiro, pastoreando etc. Quando adulto alista-se no exército e participou de batalhas. Mais tarde tornou-se viajante e para sobreviver era vendedor ambulante. Percorreu boa parte da Europa e do norte da África. Na sua volta a Europa, dirigiu-se para a Espanha, mais precisamente para Granada, local onde se estabeleceu fundando uma livraria. Numa certa data João de Ávila realiza um sermão em sua cidade e João, muito emocionado decide abandonar tudo e dedicar-se a Deus. Doou todos os seus bens aos pobres. Adotou a vida andarilho e por onde passava confessava seus pecados e proclamava a frase: "Fazei o bem, meus irmãos, e assim a vós mesmos". Muita gente não entendia o que estava pretendendo, por esta razão foi considerado louco e levado para um hospício. João afirmava que não era louco, apenas estava proclamando a palavra de Deus através do bem. O tratamento dado aos internos era o pior possível e muito violento. Após um longo período internado João é liberado e ao sair funda um hospital e nele os doentes eram tratados com todo respeito e dignidade, não importava a enfermidade. Sem nenhum estudo de medicina, apenas as experiências terríveis de sua internação, o conduziu a uma nova proposta e método de tratamento. No seu hospital não se cuidava apenas do físico, mas também do espírito e, desta maneira conseguiu muitas curas. Os resultados obtidos são passados de boca-boca e o local passou a ser procurado por pacientes e também por voluntários que queriam ajudar. Estes colaboradores unidos a João criam a Fraternidade Irmãos dos Enfermos. Faleceu em Granada, na Espanha, no dia 08 de março de 1550. Foi Canonizado pelo Papa João XXIII, no ano 1960.
  11. • João de Gorze (?, ? - ?, ?) - Abade - 27/02
  12. • João de Köl (?, ? - ?, ?) - Mártir de Gorcum - 09/07
  13. • João de Lodi (?, ? - ?, ?) - Bispo - 07/09
  14. • João de la Land (?, França - 1646, Canadá) - Mártir  no Canadá e Estados Unidos juntamente com seus companheiros , São Carlos Garnier, São Gabriel Lalemant, Santo Isaac Jogues, São João de Brebéuf, Santo Antônio Daniel, São Noel Chanabel e São Renato Goupil  - 19/10 Nasceu na França, em data não identificada por nós. Ingressou na Companhia de Jesus. Embarcando em 1625, para o Quebec, no Canadá, como companheiro de João de Brebeuf (Santo). Como os demais foi um grande catequizador, pregador e evangelizador. Seu trabalho naquele país foi duro, pois teve que enfrentar as mais diversas dificuldades de comunicação, violência, superstição, descrença, ganância e até o canibalismo. Foram responsáveis pela conversão de mais de sete mil índios. João de La Land, João de Brebeuf,  Antônio Daniel  e seus companheiros são capturados por nativos, os Iroquois, e levados para a Missão de Santo Inácio, no Canadá. Naquele local passaram a ser agredidos, mutilados, queimados e canibalizados. Faleceu na Missão de Santo Inácio, em Quebec, no Canadá, martirizado no fogo e canibalizado, no ano 1649. Foi Canonizado pelo Papa Pio XI, no ano de 1930.
  15. • João Del Catillo (?, Espanha - 1628, Rio Grande do Sul, Br) - Mártir - 19/11 Nasceu na Espanha, em data não identificada por nós. João estava em missão na região do atual Rio Grande do Sul, na época parte da colônia espanhola, catequizando índios em companhia dos jesuítas Roque Gonzalez e Roque González, quando foram aprisionados pelos índios, por ordem do pajé. Roque e Afonso foram mortos pelos índios na redução de Caaró. Faleceu no Rio Grande do Sul, Brasil, alguns dias depois de seus companheiros, em 1628. Mas o mais interessante é que aproximadamente 53 três integrantes da expedição que presenciaram a morte dos dois primeiros religiosos, testemunharam um fato inexplicável. Segundo estas pessoas quando Roque foi morto teve seu coração arrancado pelos índios e desse órgão saiu uma voz, que dizia: "Mataste a quem tanto vos amava e queria. no entanto, apenas o meu corpo foi morto, pois minha alma está no Céu!". Os índios ouvindo aquela voz tiveram, assustados mas enfurecidos pelo clima criado pelo pajé, largaram o coração ao chão quando ele foi atravessado por uma flecha e em seguida lançado ao fogo, mas milagrosamente ele não se queimou, fato que mais uma vez assustou aos índios fazendo com que fugissem e assim pudessem recuperar o órgão intacto. O coração de Roque ainda hoje é venerado em Assunção, pois permanece intacto.
  16. • João de Matera (?, ? - ?, ?) - Abade - 20/07
  17. • João de Meda (?, ? - ?, ?) - 26/09
  18. • João de Ortega (?, ? - ?, ?) - 02/06
  19. • João de Panaca (?, ? - ?, ?) - 19/03
  20. • João de Parma (?, ? - ?, ?) - Abade - 22/05
  21. • João de Perugia (ou Perusa) (?, Itália - 1231, Espanha) - Mártir juntamente com o São Pedro de Sassoferrato, ambos seguidores de São Francisco de Assis - 29/08 ou 01 ou 03/09 Nasceu na Itália, em data não identificada por nós. Seguidor de São Francisco de Assis que foi enviado por este para missão na Espanha juntamente com Pedro de Sassoferrato, em 1216. Na Espanha trabalhou em Tervel e depois em Valência. Quando da invasão dos mulçumanos foram presos e condenados à morte. Faleceu em Valência, na Espanha, martirizado, por decapitação, no ano 1231.
  22. • João de Ravena (?, Itália - 494, Itália) - 12/01 Nasceu na Itália, em data não identificada por nós. É sabido que ele foi um Bispo, em Ravena, Itália. Ficou conhecido por ter levado ao refúgio muitas pessoas por ocasião de uma invasão bárbara salvando muitas. Outra informação importante é que ele é considerado um dos fundadores da cidade de Veneza. faleceu na Itália, no ano 494.
  23. • João de Remoay (?, ? - ?, ?) - Abade - 28/01
  24. • João de Ribeira (1531/2, Espanha - 1611, Espanha) - Bispo - 06/01* ou 19/01 Nasceu em Sevilha, na Espanha, no ano 1531. Seus eram bem de vida e renomados na região onde viviam. Estudou na Universidade de Salamanca, Espanha. Concluído seus estudos e ordenado sacerdote em 1557 trabalhou muito pela Fé. Anos depois foi aclamado Bispo de Badajoz, Espanha, era 1565. Em 1572 foi nomeado Bispo de Valência, Espanha. Criou uma escola para jovens no seu palácio. Trabalho muita para que os sacerdotes ou estudantes tivessem uma excelente formação religiosa e espiritual. Foi também grande catequista nas dioceses que administrou. Faleceu em Valência, Espanha, de causas naturais, no dia 06 de janeiro de 1611. Foi Canonizado pelo Papa João XXIII, no ano 1959.
  25. • João de Roma (séc. IV, Itália - 362, Itália) - Mártir - 26/06 Nasceu na Itália, no séc. IV. Era irmão de Paulo, de uma família nobre e rica. Moravam no Monte Célio, na cidade de Roma. Ajudavam os pobres de sua cidade apesar de serem ocupantes de cargos importantes do império. Fator que veio a criar um certo transtorno quando da posse do imperador Juliano, pois este era um apóstata convicto e totalmente contrário ao Cristianismo, que os obrigou a abandonar o cargo público. Mas a perseguição não parou, era desejo do imperador que João e Paulo abandonassem a Fé Cristã em público. Foram tentativas de acordos, suborno, ameaças, constrangimentos etc. Os irmãos vendo as investidas do imperador sempre aumentando decidiram vender tudo que tinham e distribuíram todo dinheiro aos pobres. Quando Juliano soube ficou excessivamente irado. Imediatamente mandou que seus guardas prendessem os irmãos e em seguida os levassem a julgamento. Presos mais uma vez Juliano tenta convencê-los de abandonar a Fé em Cristo, para isso deu-lhes uma semana para decidirem. Passada aquela semana, como não os convenceu decidiu dar mais uma oportunidade, aumentou o prazo para dez dias a mais. Tanta insistência tinha um objetivo, com a renúncia dos irmãos ao Cristianismo, uma vez que eles eram muito respeitados entre os Cristãos, seria um exemplo e uma demonstração de que aqueles que eram Cristãos estavam errados, pois o deus pagão era mais forte. João e Paulo no entanto mais uma vez recusaram. Juliano apela para a força quando tenta fazê-los adorar uma estátua de Júpiter, mas os irmãos passaram a defender em voz alta sua Fé. Juliano irado e derrotado ordena a decapitação dos dois irmãos, na tentativa de demonstrar que ele era mais forte. Acontece que este fato fortaleceu ainda mais a Fé da população Cristã. Faleceram em Roma, martirizados, no dia 26 de junho de 362. Foram sepultados secretamente, segundo conta a tradição Católica, em sua casa no Monte Célio. No local foi erguido pelo Papa Damaso uma igreja em homenagem a João e Paulo, agora Santos.
  26. • João de Sahagun (1430, Espanha - 1479, Espanha) - 12/06 Nasceu em Sahagun, Espanha, no ano 1430. Seus estudos foram garantidos por monges Beneditinos da Abadia de São Facundo. É ordenado sacerdote em 1453.
  27. Trabalhou com o arcebispo de Burgos até ser nomeado capelão da diocese. Doou seus bem e apenas um imóvel foi preservado, local onde construiu a Capela de Santa Agnes, em Burgos. Foi grande devoto da Santíssima Eucaristia e a ela deixava a sua marca. Mais tarde passa a cursar teologia na faculdade de Salamanca. Naquela localidade deixa a sua marca, sabedoria e muitos admiradores de sua Fé e Santidade. Quando celebrava a Eucaristia destacava-se na descrição do Santo Sacrifício deixava muitos dos fieis emocionados e sempre saíam dali com um conhecimento a mais. Em 1463, sua saúde é fragilizada quando uma doença o deixou gravemente enfermo. Em razão da doença fez a promessa que entraria para uma Ordem caso se curasse. Quando curado, um ano depois, ingressou na Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho, em Salamanca. Passa a pregar em público, mais um fator de divulgação de seu nome. Em 1478 é eleito prior daquela Ordem. Faleceu na Espanha, assassinado, por envenenamento, por uma mulher, que para se vingar por ter convertido seu amante e, em consequência de sua conversão ele havia a abandonou e retornou a sua família. no dia 11 de junho de 1479. Foi Canonizado pelo Papa Alexandre VIIIU, no dia 12 de junho de 1690.
  28. • João Del Castilho  (?, Espanha - 1628, Rio Grande do Sul, Br) - Mártir no Brasil juntamente com São Roque Gonzáles * e Santo Afonso Rodrigues - 19/11 Nasceu na Espanha, em data não identificada por nós. João estava em missão na região do atual Rio Grande do Sul, na época parte da colônia espanhola, catequizando índios em companhia dos jesuítas Afonso Rodrigues e Roque Gonzáles *, quando foram aprisionados pelos índios, por ordem do pajé. Roque e Afonso foram mortos pelos índios na redução de Caaró. Alguns dias depois foi a vez de João ser morto em local próximo. Faleceu no Rio Grande do Sul, Brasil, no ano 1628. Mas o mais interessante é que aproximadamente 53 três integrantes da expedição que presenciaram a morte dos dois primeiros religiosos, testemunharam um fato inexplicável. Segundo estas pessoas quando Roque foi morto teve seu coração arrancado pelos índios e desse órgão saiu uma voz, que dizia: "Mataste a quem tanto vos amava e queria. no entanto, apenas o meu corpo foi morto, pois minha alma está no Céu!". Os índios ouvindo aquela voz tiveram, assustados mas enfurecidos pelo clima criado pelo pajé, largaram o coração ao chão quando ele foi atravessado por uma flecha e em seguida lançado ao fogo, mas milagrosamente ele não se queimou, fato que mais uma vez assustou aos índios fazendo com que fugissem e assim pudessem recuperar o órgão intacto. O coração de Roque ainda hoje é venerado em Assunção, pois permanece intacto.

  1. • João Diego Cuauhtlatoatzin (1474, México - 1548, México) - O mesmo que "São Juan Diego", vidente de Guadalupe - 09 ou 12/12 Nasceu em 1474, em Tlayacac, no México. Era índio da tribo Nahua. João estava em Tepeyac, região noroeste da cidade do México, no dia 09 de dezembro de 1531 a Virgem Mãe apareceu e se identificou como sendo "Mãe do Verdadeiro Deus". Em seguida a virgem lhe pediu que solicitasse ao Bispo que construísse uma igreja naquele local. Para comprovar sua aparição imprimiu no tecido, milagrosamente, sua própria imagem. Este tecido de baixa qualidade é conhecido no México como "tilma", um tecido feito de fibras de cactos e que normalmente se deteriora com muita facilidade, mas que resiste ao tempo e está intacto até os nossos dias. É venerada no Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe, como acabou ficando conhecida esta aparição, ou seja, N. Sra. de Guadalupe. Faleceu em Tenochtitlan, México, de causas naturais, no dia 30 de maio de 1548. Foi Beatificado pelo Papa João Paulo II, no ano 1990. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no dia 30 de julho de  2002.
  2. • João do Egito (?, ? - ?, ?) - 27/03
  3. • João do Monte Marano (?, ? - ?, ?) - Bispo - 14/04
  4. • João dos Godos (?, ? - ?, ?) - 26/06
  5. • João Eremita (?, ? - ?, ?) - 21/07
  6. • João Esmoler (550, Chipre - 619, Chipre) - 23/01 Nasceu na Ilha de Chipre, provavelmente em 550. Seu pai era o governador de Chipre. João casou-se e foi pai bem jovem, mas sua esposa e os dois filhos vieram a falecer. Esta tristeza o conduziu à vida religiosa e doou toda a sua riqueza aos pobres. João torna-se patriarca de Alexandria, em 606, e ordena que seja feito a contagem dos pobres. O resultado foi entregue nas suas mãos e constavam aproximadamente 7500 nomes. Sua Diocese passou a distribuir refeições todos os dias. Outra medida marcante foi a distribuição de 80.000 peças de ouro para hospitais e monastérios. Foi desta maneira que ele se enveredou pela política de Esmoler. Suas ações não eram apenas essas, João tinha o hábito de atender em sua Igreja aos pobres, ouvindo, sendo um mediador quando ocorriam disputas, aconselhando e buscando soluções para todos os problemas apresentados. Sem distinção todos eram atendidos e ouvidos. Faleceu em Chipre, em 619.
  7. • João Eudes (1601, França - 1680, França) - 19/08 Nasceu em Ri, França, no dia 14 de novembro de 1601. Estudou em um colégio religioso, pois sua família era Católica devota. Este o Colégio Real de Dumont era administrado pelos jesuítas, em Caen. Era grande devoto de Nossa Senhora e muitas vezes dedicava-se à oração. Vai para Paris para concluir seus estudos, em 1623, quando ingressou na Congregação9 do Oratório, local onde dois anos depois foi ordenado sacerdote. passou então a pregar entre o povo, por esta razão era comum viajar e visitar vilas, cidades, mas também instituições de assistência popular. Quando passava pela Normandia, em 1627, uma grave epidemia estava matando muita gente, por esta razão João decide visitar todas as vilas e cidades com o problema, principalmente os vilarejos mais afastados. Sua assistência era espiritual e física, tanto para os doentes bem como para os familiares. Preocupado com a possibilidade de transmitir a doença a outras pessoas, pois ele estivera ao lado de muitos doentes ele evitava entrar nas casas e dormia em local isolado. Fundou em 1643, junto com um grupo de amigos sacerdotes de Caen, a Congregação Jesus e Maria. Mais tarde fundou a Congregação Nossa Senhora da Caridade do Refúgio, esta tinha a missão de atender aos jovens e crianças abandonadas ou com algum desvio de conduta. Foi ele o responsável pela criação do culto ao Sagrado Coração de Maria, em 1648, e em 1672 do Sagrado Coração de Jesus. Faleceu em Caen, França, no dia 19 de agosto de 1680. Foi Canonizado pelo Papa Pio XII, no ano 1925.
  8. • João Evangelista (?, ? - ?, ?) - ??/??
  9. • João Fisher (1469, Inglaterra - 1535, Inglaterra) - Bispo mártir - 22/06 Nasceu em Beverly, na Inglaterra, no ano 1469. Era bispo de Londres e integrante do parlamento inglês, durante o Reinado de Henrique VIII. Em 1530 o rei desejoso por outra mulher tenta arranjar um meio para se separar de sua esposa, a rainha Catarina de Aragão. Sua pretendente era a jovem Ana Bolena. Tanto fez que acabou se casando com Ana, mesmo contrariando as Leis de Deus e da Igreja, mas para seu intento desse certo exige do parlamento a aprovação de uma lei que o coloca como responsável por toda a Igreja Católica na Inglaterra. Todo aquele que se opôs a esta atitude ilegal e de total desrespeito às leis de Deus foi perseguido e depois morto. Ordena a prisão de Tomás e do bispo João Fisher. Faleceu na Inglaterra, martirizado, por decapitação, no dia 22 de junho de 1535. Duas semanas depois Tomás foi martirizado pela decapitação. É Canonizado pelo Papa Pio XI, no ano 1935.
  10. • João Francisco Régis (1597, França - 1640, ) - 16/06 Nasceu em Languedoc, Fontcouverte, na França, no dia 01 de janeiro de 1597. Ingressou na Companhia de Jesus, em Toulouse, na França, em 08 de novembro de 1616. Viveu na região montanhosa e rural de Velay, Vivarais, França, a maior parte da vida. Fazia um grande trabalho junto aos pobres, com doações de roupas, alimento, além é claro da ajuda espiritual e da Fé. Evangelizar em Vivarais, na França, era a sua grande missão, quando também se destacou como confessor. Faleceu em Viverais, Lalouvese, na França, devido a uma pneumonia, no dia 12 de dezembro de 1640. Foi Beatificado pelo Papa Clemente XI, no ano 1716. Foi Canonizado pelo Papa Clemente XII, no ano 1737
  11. • João Gabriel Perboyre (1802, França - 1840, China) - Mártir Juntamente com o Beato Boaventura de Barcelona - 11/09* ou 07/03 Nasceu em Mongesty, na França, no dia 05 de janeiro de 1802. Seus pais eram pequenos agricultores e tiveram muitos filhos, oito. Cristãos eles sempre educaram os filhos para a Fé. João era o primogênito e foi educado pelo pai para trabalhar a terra. Seu tio Jacques Perboyre era sacerdote e este fato influenciou a João e dois irmãos, pois quando este tinha 14 anos de idade, ele e os dois irmãos ingressaram na Congregação de São Vicente de Paulo. Algum tempo de pois duas de suas irmãs também ingressaram para a vida religiosa na Congregação das filhas de Caridade, mas uma delas, já na Congregação adoeceu e veio a falecer. Em 1826 João é ordenado sacerdote, quando foi para Paris. Naquela cidade trabalhou em Seminários Vicentinos como professor e até diretor. Na época muitos sacerdotes partiam para missões  e João tinha o sonho de evangelizar no distante Oriente. Porém seu irmão, Padre Luiz seguiu primeiro, mas uma tragédia com a embarcação o matou. João solicitou a seus superiores autorização para substituir seu irmão. Três anos depois, mais precisamente em 1835 chegava à cidade de Macau. Naquele país teve que pregar disfarçado, pois era grande a perseguição a estrangeiro e religiosas. Neste período aproveitou para estudar a língua local e conhecer seus costumes. Algum tempo depois partiu para Ho-Nan e ainda Hou-Pé, na China. Naquelas localidades pregou por aproximadamente quatro anos, quando foi denunciado e preso. Na prisão, sofreu durante um ano, severas torturas. Faleceu na China, martirizado amarrado numa cruz e estrangulado, no dia 11 de setembro de 1840. Foi Beatificado pelo Papa Leão XIII, no ano 1889. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no ano 1996.
  12. • João Grabriel Taurin Drufesse (?, ? - ?, ?) - Mártir na China - 09/07
  13. • João Grande (ou João Pecador) (1546, Espanha - 1600, Espanha) - 03/06 Nasceu em Carmona, Sevilha, Espanha, no dia 06 de março de 1546. Seus pais eram extremamente devotos e praticantes. Foi educado na Igreja de São Pedro. Ingressou na vida religiosa e adotou o nome de João Pecador. Em Jerez de La Frontera, na Espanha, passou a realizar um trabalho que objetivava atender os mais necessitados, como: presos, pobres, desvalidos, incapazes, doentes, neste caso dava grande atenção a aqueles que eram doentes incuráveis, mães viúvas ou abandonadas etc. Esse trabalho lhe exigia outro, o de ser um grande esmoler, com a qual fundou o Hospital N. Sra. de Candlemas. Em 1574 ingressou na ordem fundada por João de Deus (Santo), em Granada, Espanha. Era um grande seguidor de Nossa Senhora e por esse razão se via no dever de trabalhar pelos mais necessitados. No seu hospital adotou então os Estatutos de João de Deus. Fundou também outros hospitais. Jeres de La Frontera é atacada por uma grande epidemia, fato que exigiu de João mais trabalho, oração, penitências, caridades e socorro.  Faleceu em Jerez de La Frontera, na Espanha, devido a epidemia, no ano de 1600. Após seu falecimento ganhou o título de Grande e passou a ser conhecido como João Grande, tudo por seu trabalho e amor aos pobres e necessitados. Foi Beatificado pelo Papa Pio IX, no ano 1853. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no dia 02 de junho de 1996.
  14. • João Gualberto (995/1001, Itália - 1073, Itália) - Abade - 12/07 Nasceu em Florença, na Itália, entre os anos de 995 e 1001. Seus pais eram nobres, ricos e Cristãos, por esta razão sua mãe conduziu a formação Cristã em um de seus castelos e, seu pai, o preparou para a vida, o fez cavaleiro, bom em armas e ainda o preparou para administras os bens da família. Numa certa data seu irmão mais velho é assassinado, quando João parte para a vingança. Convoca seus homens, pega as armas e sai a caça dos responsáveis pela morte de seu irmão. A busca não estendeu-se por muito tempo, pois numa Sexta-feira Santa, vagando por uma estrada, desarmado o assassino é encurralado e preso. João com a espada na mão, em seu cavalo cerca homem. O assassino ajoelha e abre os braços implorando pela vida, pediu perdão e pede clemência em nome de Jesus Cristo. Ao ouvir aquele homem pedir perdão em nome de Jesus Cristo, João joga sua arma ao chão, salta de seu cavalo e abraça o assassino. Imediatamente João abandona aquele local e vai para a Igreja de São Miniato, dirigiu-se ao altar, ajoelhou-se diante do Senhor Crucificado e a Crus Santificada se inclina sobre seu corpo mortal em aprovação a sua atitude. naquele momento ele ouve uma voz que lhe diz: "Vem e siga-me". Eram muitas as pessoas que ali estavam quando aconteceu este milagre e todos ficaram sem palavras. João ingressa no Mosteiro Beneditino daquela cidade. Local onde foi ordenado sacerdote. Como monge daquele Mosteiro foi fiel seguidor das Regras de São Benedito (ou São Bento), foi quando realmente aprendeu a ler e escrever. Foi agraciado a partir daquele momento com o Dom da profecia e dos milagres. Em 1035 o abade do Mosteiro faleceu e João é eleito o substituto, porém ao descobrir que o tesoureiro havia subornado o Bispo de Florença e, por essa razão foi eleito abade, renunciou sem pensar. Não pensou também em deixar impune aqueles monges, quando, com a ajuda de alguns irmãos de Fé, passou a denunciá-los. Esta atitude motivou uma resposta e esta veio no tom de ameaça. Por esta razão ele deixa o Mosteiro, em companhia dos amigos. Dirigem-se para a Floresta dos Montes Apeninos e se instalam numa pequena casa, na Montanha Vallombrosa. mas a solidão daqueles religiosos durou pouco tempo. Não precisou muito para a sua fama se espalhar e aquele local ser freqüentado por muitas pessoas, em sua maioria jovens em busca de orientação espiritual. A procura foi tanta que João decide fundar um novo Mosteiro e este seguidor das Regras Beneditinas. Logo aprovado pelo Papa, quando passou a chamar Ordem dos Monges Beneditinos de Vallombrosa. No local João Gualberto desenvolveu um grande Centro de estudos. A fama e importância daquele local era tanta que o Papa enviava padres, bispos e outros religiosos para que pudessem receber novas informações, orientações e aprofundar seus conhecimentos. Foi responsável por fundar outros Mosteiros. Faleceu no na Úmbria, na Itália, no dia 12 de julho de 1073. Foi Canonizado pelo Papa Celestino III, no ano 1193.
  15. • João Jones (1559, Inglaterra - 1598, Inglaterra) - Mártir - 12/07 Nasceu na Inglaterra, no ano 1559. Sua família era Católica. João pertencia a uma família Católica. Ingressou na Ordem dos Irmãos Menores de São Francisco. Algum tempo de pois é enviado a Roma para concluir seus estudos, e seu destino é o Convento de Araceli. Era uma época conturbada e de perseguição na Inglaterra, pois a igreja inglesa havia se separado da de Roma e os governantes locais reivindicavam o controle sobre ela. Os sacerdotes que não concordavam com esta medida eram presos e condenados à morte. Foi o caso de Joaõ Wall (Santo), João Fischer (Santo) e Tomás Moro (Santo), todos assassinados. João que vivia tranquilamente na Itália pediu para voltar a sua pátria para ajudar aqueles que lutavam contra o domínio do estado sobre a Igreja. Seu novo destino é Londres, o chamado centro da revolta anglicana. Usando o nome João Buckley para realizar seu trabalho de evangelização e ação missionária. Mas este trabalho não durou muito tempo, em certa data foi preso pelos perseguidores de Católicos e levado a prisão. No cárcere foi torturado violentamente na tentativa de reconhecer a liderança do rei e não a do Papa, mas João ficou firme em seu propósito. Foram dois anos de sofrimento e maus tratos na prisão. Em junho de 1598 foi levado a julgamento. A acusação era a de ter-se ordenado padre de forma ilegal fora do país e retornado, também ilegalmente, e tentado induzir o povo contra a autoridade do rei sobre a igreja anglicana. Faleceu na Inglaterra, martirizado enforcado, no ano 1598. Pouco antes do enforcamento disse ao povo: "Oro pelo povo e seu retorno à Igreja de Cristo". Foi Canonizado pelo Papa Paulo VI, no dia 28 de outubro de 1970.
  16. • João José da Cruz (?, ? - ?, ?) - ??/??
  17. • João Kisaka e Kinoia (?, Japão - 1596, Japão) - Mártir - 28/01 Nasceu no Japão, em data não identificada por nós. Viveu sua infância observando e admirando o trabalho de assistência ao físico e espiritual praticado pelos Franciscanos. Casou-se e teve um filho. Mais tarde pede para fazer parte da Ordem Terceira e é aceito. Pediu para ser enfermeiro e assim prestar todo tipo de assistência aos doentes que eram acolhidos nos hospitais pelos Franciscanos. Era um enfermeiro dedicado, atencioso e solícito, não apenas na cura dos males físicos, mas também dos espirituais. Aos enfermos que não tinham mais esperança e também aos  terminais sempre teve uma palavra para restaurar a esperança e de conforto. Consegue convencer seu filho a se converter. Quando o governo inicia a perseguição aos Franciscanos e determina a prisão de todos, também é preso por ser um colaborador e como todos têm a sua orelha esquerda amputada, é colocado em cortejo aberto até a chegada a Nagasaki. Faleceram em Nagasaki, Japão, crucificados, no dia 08 de dezembro de 1596. Seu corpo foi transpassado por duas lanças para garantir a morte. Foi Canonizado pelo Papa Pio IX, no dia 08 de junho de 1862.
  18. • João Leonardo (1541, Itália - 1609, Itália) - Sacerdote - 09/10 Nasceu em Diecimo, Itália, no ano de 1541. Era integrante de uma família com muitos filhos, ele era o sétimo, mas não caçula. Foi ainda jovem para Luca, cidade mais próxima e próspera de Diecimo, para estudar e aprender o ofício de farmacêutico. Naquela cidade o jovem, que tinha muito dinheiro, construiu uma associação juvenil e entregou a direção ao padre Dominicano Bernardini. Esta casa era assistencial para o físico e também o espiritual. Quando tinha vinte e seis anos resolveu deixar o curso de farmácia e ingressar na vida religiosa. Teve como orientador o padre Bernardini. Em 1571 formou-se e foi ordenado padre, rezando logo em seguida a sua primeira Missa. Foi designado para a Igreja de São João de Magione e naquele local fundou uma escola que ensinaria a Doutrina Cristã. Mais tarde criou em companhia do padre espanhol Vives a Congregação de Sacerdotes para a Propaganda Cristã junto aos infiéis. Logo em seguida foi para Roma. Faleceu em Roma, na Itália, no dia 08 de outubro de 1609. Foi Beatificados pelo Papa Pio IX, no ano de 1861. Foi Canonizado pelo Papa Pio XI, no ano de 1938.
  19. • João Licci (?, ? - ?, ?) - 15/11
  20. • João Lloyd (?, ? - ?, ?) - Mártir da Inglaterra - 22/07
  21. • João Maria (?, ? - 1885/6, Uganda) - Mártir - 03/06 Nasceu em data e local não identificados por nós. Numa região pertencente a atual Uganda, governada pelo rei Mwanga, os Cristãos passaram a enfrentar severa perseguição, após se seis anos de sua chegada à aquela região. Numa manhã o rei convocou a corte e logo em seguida perguntou a um grupo de Cristãos se eles pretendiam continuar rezando, caso optassem por continuar deveriam se posicionar ao lado de um muro. Carlos foi o primeiro a se posicionar a frente do muro e logo seguido por outros. A cada um perguntou se queriam continuar a acreditar no Cristianismo, mas a resposta de todos era de que sim. O rei ordena então que todos fossem mortos, mas para cada um foi aplicada uma sentença diferente. Faleceu em Uganda, martirizado, quando foi amordaçado e foi jogado em um pântano, no ano 1885/6. A cada condenado cumpriu uma sentença, foram 22 assassinados. Foram Beatificados pelo Papa Bento XV, no ano 1920. Foram Canonizados pelo Papa Paulo VI, no dia 18 de outubro de 1964.
  22. • João Maria Batista Vianney (1786, França - 1859 - França) - 04/08 Nasceu na Dardilly, localidade próxima a Lion, na França, no ano 1786. Durante sua infância vivenciou a Revolução Francesa e a perseguição aos Cristãos, por esta razão recebeu em 1799, de forma clandestina a Primeira Comunhão, pois o culto foi realizado às escondidas em uma casa de família. Teve sérias dificuldades para desenvolver seus conhecimentos e seguir estudo, tanto no que se refere ao acadêmico bem como o religioso. Ingressou no Seminário e em 13 de agosto de 1815 foi ordenado sacerdote, mas por suas limitações mentais não lhe foi autorizado a receber Confissões. Como haviam poucos sacerdotes em razão da revolução, João Maria é indicado para a paróquia de Ars, uma localidade bem pequena e bastante afastada, foi quando as autoridades religiosas lhe ordenaram plenamente para o sacerdócio. Chegou a aquela localidade viajando a pé, vestido de toda humildade de um verdadeiro Franciscano. Iniciou seu trabalho recebendo confissões e realizando conversões ou reaproximações. Sua fama e Santidade começou a se espalhar e muita gente passou a freqüentar aquela pequena e distante localidade. Diante da Virgem Maria fazia as suas orações por horas e horas. Sua alimentação era aquela suficiente para mantê-lo vivo e com saúde. Quanto ao sono dormia muito pouco durante a noite. O ato de orar diante da imagem da Santa começou a chamar a atenção do povo, muitos incrédulos, que ao verem João ajoelhado orando também o faziam envolvidos por sua efervescência na Fé. A fama da localidade por causa de João Maria foi tão intensa que vinham pessoas em peregrinação de toda a Europa. E muitos dos que ali chegavam saiam em paz ou até mesmo recebiam graças. Faleceu em Ars, na França, no dia 04 de agosto de 1859. Seu corpo encontra-se incorrupto na igreja de Ars até os nossos dias. Foi Canonizado pelo Papa Pio XI, no dia 31 de maio de 1925.
  23. • João Messias (ou Macias, ou ainda, Massias) (1585, Espanha - 1643/1645, Peru) - Religioso - 16/09 Nasceu em Ribera Del Fresno, Badajoz, na Espanha, no ano 1585. Ficou órfão de pai e mãe por volta dos quatro anos de idade. Para manter-se trabalhou como pastor. Já adulto mudou-se para Sevilha, Espanha, onde passou a trabalhar com um comerciante. Naquele mesmo ano o comerciante mudou-se para o Peru e João foi levado junto. No meio da viagem João é abandonado, por não saber ler e escrever, em Cartagena das Índias, na Colômbia. Sem ter o que fazer parte em viagem a pé para Lima, no Peru. Em Lima procurou trabalho, mas descobriu o Convento Dominicano de Santa Maria Madalena, era 1622. Pouco tempo depois passou a ser o porteiro do0 Convento. Como porteiro ajudava as pessoas que o procuravam, tanto física como espiritualmente. Sua obra de beneficência com esmolas, conselhos e as orações, como o Rosário. Foram vinte e dois anos de trabalho na mesma função. Dormia muito pouco e sempre de bruços, com a cabeça dirigida para uma imagem da Virgem Mãe. Ali fazia as suas orações, o restante do tempo, a maior parte era para dedicar-se aos pobres na portaria do Convento. Era tido pelo povo como Santo. Foram muitos os milagres relatados ainda em vida e também muitas calúnias e injúrias. Foi amigo de Martinho de Lima (Santo) e conheceu bem Rosa de Lima (Santa). Faleceu no Convento Dominicano de Santa Maria Madalena, em Lima, Peru, de infecção intestinal, no ano 1645. Foi Beatificado pelo Papa Pio VII, no ano 1813. Foi Canonizado pelo Papa Paulo VI, no dia 08 de setembro de 1975.
  24. • João Nepomuceno (1330, Boêmia - 1383, Praga*) - Mártir - *Atual República Checa - 16/05 Nasceu em Nepomuk ou Pomuk, na Boêmia (os dois primeiros nomes aparecem em várias fontes de pesquisa, na República Checa), no ano 1330. João nasceu pela graça da Virgem Santíssima, pois seus pais já eram idosos quando ele nasceu. Apesar de pertencer a uma família pobre e humilde seus estudos foram bons, pode mais tarde forma-se em teologia e direito canônico, pela Universidade de Praga. Pouco tempo depois é ordenado sacerdote e foi quando ele inicia verdadeiramente a sua vocação sacerdotal, sendo um grande pregador e evangelizador. Seu destaque foi tanto que ele foi convidado e depois nomeado confessor da corte. O grande problema era a falta de caráter do rei Venceslau IV, uma pessoa difícil e de temperamento bastante alterado. Ao contrário de sua esposa, a rainha Joana da Baviera que era uma pessoa bondosa, piedosa e além de tudo, caridosa. João passou a ser o confessor e diretor espiritual da imperatriz Joana. O rei temperamental também era extremamente ciumento e em certa data começou a pressionar João para revelar-lhe as confissões da rainha. João como um bom sacerdote não apenas se recusou, mas também o repreendeu. Não nos foi possível confirmar com certeza que foram estes os fatos que deram início ao seu martírio, pois nos vários textos pesquisados existem muitas dúvidas e até contradições. Outro agravante envolvia o rei, que desejoso de controlar a Igreja Católica não ficou satisfeito quando soube que a pedido da própria rainha Roma mandaria um novo bispo. O rei voltou a insistir com João sobre os segredos guardados por ele em relação às confissões da rainha, com o religioso não cedeu foi preso e torturado, em seguida martirizado. Faleceu em Praga, Checoslováquia, martirizado, no dia 16 de maio de 1383. Seu corpo ocultado e depois jogado nas águas do Rio Moldóvia, mas vale lembrar que alguns relatos apontam para o afogamento, quando lançado nas águas do rio amordaçado. No dia seguinte, pessoas que estavam próximas ao rio perceberam um corpo boiando, porém algo diferente chamava a atenção, o corpo estava circundado por cinco estrelas que emanavam um brilho intenso. Quando retiraram o corpo do rio todos levaram um susto, pois se tratava do bem querido capelão João. Seu corpo é levado em procissão e enterrado na Igreja de Santa Cruz, local de seu descanso eterno. Algum tempo depois o povo fica sabendo que fora o rei quem o matara, fato que cobriu a todos pela indignação e insatisfação. Foi Canonizado pelo Papa Bento XIII, no ano 1729.
  25. • João Nepomuceno Neuman (ou apenas João Neuman) (1811, ? - 1860, ?) - Bispo - 05/01 Nasceu em na Bavária, Alemanha, no ano 1811. Ainda na Alemanha concluiu seus estudos religiosos e a pedido de seu pai foi trabalhar nos Estados Unidos da América. Em pouco tempo chegou a Nova York, quando foi ordenado Sacerdote no dia 25 de junho de 1836. Trabalhou com as comunidades alemãs, imigrantes, que residiam próximo ao Niágara, EUA. Ingressa na Ordem Redentorista em 1840. No dia 28 de março de 1852 é nomeado Bispo da Filadélfia, EUA, quando já era uma pessoa bastante renomada. Construiu diversas igrejas, entre 50 e cem. Também trabalhou intensamente para a educação católica. Fundou ainda o Convento das Irmãs da Terceira Ordem de São Francisco. Faleceu na Rua Vine, na Filadélfia, EUA, no dia 05 de janeiro de 1860. Foi Beatificado pelo Papa Paulo VI, no ano 1963. Foi Canonizado pelo Papa Paulo VI, no ano 1977.
  26. • João, o Anão (?, ? - IV, Egito) - Monge - 15/09 Não identificamos o local e data do nascimento. Sabe-se que viveu no desertto, no Egito, era penitente, seguidor da fé cristã, obediente às regras, sempre em oração. Calmo e de uma brandura peculiar, era atencioso. Faleceu no Egito, no séc. IV.
  27. • João, o Bom (?, ? - ?, ?) - Bispo - 02/01
  28. • João, o Curto (?, ? - ?, ?) - 17/10
  29. • João Ogilvie (?, Escócia - 1615, Escócia) - Mártir - 14/10 ou 10/03 Nasceu em Drum, na Escócia, em data não identificada por nós. Sua educação foi toda baseada no calvinismo, trata-se da reforma protestante realizada por Calvino. Aconteceu que este grupo era grande perseguidor dos Cristãos Católicos. Durante uma viajem para Louvain, na Bélgica, João conheceu o padre Cornélio a Lapide, reconhecido como grande interpretador dos testos Bíblicos. O padre Cornélio trouxe João para a Companhia de Jesus, da qual fazia parte, quando este é convertido. Fez seus estudos como um verdadeiro jesuíta, foi ordenado sacerdote naquele mesmo local. Solicitou uma autorização de seus superiores para retornar a sua terra natal, de imediato foi autorizado. Teve como missão prestar assistência aos católicos marginalizados, perseguidos e considerados fora da lei. Prestou um serviço relevante para a Igreja Católica mundial e a da Escócia, foram 18 anos de intenso trabalho, pois os calvinistas eram violentos contra os Cristãos Católicos. Numa certa data foi traído por um companheiro que o denunciou ao arcebispo protestante de Glasgow, que de imediato ordenou sua prisão. Na prisão foi severamente torturado, agredido e não podia dormir, pois era espetado e perfurado seguidamente por estiletes e agulhas. Foram oito dias de pura perseguição religiosa. Foi então julgado, de forma injusta e escandalosa, sendo a sua condenação a forca. Foi então levado para o local de seu martírio no dia marcado do ano de 1615, mas antes de ser enforcado soube dialogar com o arcebispo protestante e num inteligente jogo de palavras conseguiu que este, o arcebispo protestante, revelasse o verdadeiro motivo de seu assassinato, que ele estava sendo morto por ser Católico. Faleceu em Glásgou, na Escócia, martirizado, na forca, no ano 1615.
  30. • João, o Silencioso (?, ? - ?, ?) - 13/05

  1. • João Pak Hu-jae (?, ? - ?, ?) - Mártir da Coréia -20/09
  2. • João Paulo II (1920, Polônia - 2005, Vaticano) - Papa - 22/10 Nasceu em Vadowice, Polônia, no dia 18 de maio de 1920. Seu nome de batismo era Karol Jozef Wojtyla. Era o terceiro filho, caçula, de uma família composta pelo pai Karol Vojtyla, mãe Emilia Kaczorowska e o irmão Edmund. A irmã Olga já havia morrido quando ele nasceu. Perde sua mãe Emilia no dia 13 de abril de 1929, quando Karol tinha apenas oito anos de idade. Mais tarde seu irmão, médico, contrai escarlatina quando trabalhava no hospital e vem a falecer, na época Karol tinha catorze anos de idade. Gostava muito de esportes, principalmente de futebol, seu irmão quando ainda vivo o incentivava para a prática. Em 1938 a família, pai e filho, se mudam para Cracóvia. Naquela localidade Karol ingressa na Universidade Jaguelônica. Um estudante dedicado. Fez parte de um grupo de teatro e foi auxiliar na biblioteca da universidade. Nessa época aprendeu a fala línguas estrangeiras, num total de doze. No ano de 1939, com a invasão alemã, a universidade é fechada e os judeus poloneses são perseguidos, presos e enviados aos campos de concentração. Nessa época Karol ajudou a muitas famílias de judeus a fugirem da Polônia. Trabalho até 1944 como mensageiro e numa mina de calcário. Em 1941 Karol perde sua última ligação familiar, seu pai faleceu de um ataque cardíaco. Em outubro de 1942 ingressa no Palácio Arcebispal de Cracóvia. As aulas eram clandestinas, pois os alemães a proibiram. O seu professor foi o arcebispo de Cracóvia Dom Adam Stefan Sapieha. Em 1944 é Karol é atropelado e socorrido por um oficial alemão. No dia 17 de janeiro de 1945 os alemães fugiram da Polônia. Em 01 de novembro de 1946 é nomeado sacerdote. Então vai para Roma, Itália, estudar na Pontifício Universidade São Tomás de Aquino. Em 1948, concluídos os estudos, retorna a seu país. Foi professor de duas Universidades Católicas. Em 1954 obtem seu segundo doutorado em filosofia. No dia 04 de julho de 1958 é nomeado pelo Papa Pio XII como bispo-auxiliar de Cracóvia, na Polônia. No dia 28 de setembro de 1958 é nomeado bispo de Ombi, na Polônia. No dia 13 de janeiro é elevado arcebispo de Cracóvia pelo Papa Paulo VI e em 26 de janeiro de 1967 é elevado à condição de cardeal. Durante os anos de 1970 o Cardeal Wojtyla, sem nenhuma arma ou violência lutou contra o socialismo mantido pelos russos. Como cardeal, no mês de agosto de 1978 participa da Conclave que elegeu o Papa João Paulo I, sucessor do Papa Paulo VI. Com a morte precoce do Papa João Paulo II, no dia 14 de outubro de 1978 ocorreu o Conclave para a eleição de um novo sucessor de São Pedro. Nesse Conclave é eleito Papa e adota o nome de João Paulo II. Nessa época tinha apenas 58 anos de idade. Venceu os comunistas poloneses quando realizou a visita a seu país. É tido como um libertador do comunismo na Polônia, foi muito perseguido por eles. Viajou por muitos países do mundo levando a palavra de Deus, mas também sendo diplomata e realizou muitas ações voltadas ao ecumenismo. Visita Cuba em 1998. Tinha bom relacionamento com a Igreja Anglicana. Outra Igreja que tinha bom relacionamento era a judaica. Na sua juventude, quando da ocupação alemã, socorreu diversos judeus e na infância jogava futebol com eles. Foi considerado o Papa da juventude e criou a JNJ, Jornada Mundial da Juventude. Agiu como consiliador em conflitos no mundo, como no conflito entre Argentina e Chile. Visitou o Brasil por três vezes oficialmente, mas fez uma escala quando se dirigia à Argentina. Grande devoto de Nossa Senhora de Fátima, visitou Portugal e foi até Fátima. No dia 13 de maio de 1981 é baleado por Mehmet Ali Agca. Foi internado e passou por diversas cirurgias. Quando se recuperou retornou a Fátima, Portugal para levar a bala que o atingiu. O dia do atentado foi o da comemoração do aparecimento de Nossa Senhora em Fátima para os pastorzinhos Lúcia, Jacinta e Francisco. Realizou diversas beatificações e canonizações. Faleceu no Vaticano, no dia 02 de abril de 2005. Foi Beatificado pelo Papa Bento XVI, no dia 01 de maio de 2011. Foi Canonizado pelo Papa Francisco, no dia 27 de abril de 2014. Foi canonizado junto com o Papa João XXIII.
  3. • João Payne (?, ? - ?, ?) - Mártir da Inglaterra - 02/04
  4. • João Pelssington (?, ? - ?, ?) - Mártir - 19/07
  5. • João Rigby (?, ? - ?, ?) - Mártir - 21/06
  6. • João Roberts (1576, Inglaterra - 1606, Inglaterra) - Mártir da Inglaterra - 10/12 Nasceu em Meineth, na Inglaterra, no ano 1576. Frequentou boas escolas, por esta razão conseguiu estudar em Oxford, Inglaterra, em 1593. Quando concluiu o curso foi para Londres, em 1598, para estudar direito. No mesmo ano viajou para Paris, na França, onde conheceu um inglês, este era Católico e o converteu, quando foi recebido por um cônego de Notre-Dame. Seguiu para a Espanha, quando foi admitido no colégio Valladolid, mas foi atraído para vida religiosa pelos monges do convento Beneditino de São Martinho de Compostela. Em 1600 foi ordenado sacerdote. Naquele mesmo ano reuniu um grupo de ingleses organizou um projeto de evangelização na Inglaterra. Naquele mesmo ano foi autorizado pelo Papa. Na Inglaterra, em 1603, com a perseguição de Henrique VII, foi denunciado e detido, mas logo libertado. No ano seguinte, durante o mês de fevereiro, os padres beneditinos foram expulsos, por ordem do rei. Porém quando Roberts estava embarcando foi detido. Foi condenado e ficou preso até o ano de 1606, era início do ano, quando partiu para a Espanha.
  7. No mês de novembro daquele ano, retornou a seu país e no dia 05, foi concedido pelo bispo anglicano uma autorização para o exercício do sacerdócio, autorização que feria a lei inglesa. Foi novamente detido e condenado, resultado anunciado no dia 08 de dezembro. No seu curto período de permanência na prisão, ainda teve tempo de converter alguns presos condenados à morte. Faleceu na Inglaterra, martirizado, junto com um grupo de ladrões, no dia 10 de dezembro de 1606. Antes de morrer abençoou a todos e pediu a Deus Pai e Filho o perdão para aquelas almas.
  8. • João Sarcander (?, ? - ?, ?) - Mártir - 17/03
  9. • João Stone (?, ? - ?, ?) - Mártir da Inglaterra - 23/12
  10. • João Teófanes (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  11. • João Wall (1620, Inglaterra - 1679, Inglaterra) - Mártir - É também conhecido como Frei Joaquim de Santa Anna (Sant' Anna) - 11/07 ou 22/08 Nasceu em Chingle Hall, na Inglaterra, no ano 1620. Em 1641, aos 21 anos ingressa no Colégio Sacerdotal de Donai, naquele local foi ordenado padre em 1645. Logo após a sua ordenação seguiu em peregrinação pela Inglaterra, mas depois de algum tempo retorna para Donai e ingressa na Ordem dos Irmãos Menores de São Francisco, no Convento de São Boaventura. Ali recebe o nome religioso de Frei Joaquim de Santa Anna. Foi para Worcester e ali permaneceu por 22 anos. Era muito admirado e respeitado pela população e autoridades. Em dezembro de 1678, foi preso em função da conspiração contra o Papa praticada por Titus Oates. Foi coagido a prestar juramento em favor da supremacia, admitindo a superioridade daqueles rebeldes, mas João se recusa e por esta razão é determinada a sua prisão. Então é conduzido à prisão de Worcester, local distante de seus seguidores e oculto, sendo torturado e humilhado durante cinco meses. No dia 25 de abril de 1678 é levado a julgamento e o juiz Atkins o condena à morte por traição. Foi então levado a Londres para ser julgado por um tribunal especial, foi absolvido de conspiração, mas foi mantida a condenação por ser um sacerdote Católico e dedicado ao Papa em Roma. Faleceu em Worcester, na Inglaterra, martirizado, decapitado, no dia 22 de agosto de 1679. Foi Canonizado pelo Papa Paulo VI, no dia 25 de outubro de 1970.
  12. • João Wang Kuixin (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  13. • João Wang Rui (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  14. • João Wu Wenyin (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  15. • João Yi Mun-u (?, ? - ?, ?) - Mártir da Coréia - 20/09
  16. • João Yi Yun-il (?, ? - ?, ?) - Mártir da Coréia - 20/09
  17. • João Zedaznell (?, ? - ?, ?) - Canonizados juntamente com seus Companheiros - 04/11
  18. • João Zhang Huan (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  19. • João Zhang Jingguang (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  20. • João Zhang Tianshen (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07

  1. • Joaquim (séc. I a.C., Palestina - séc. I d.C., Palestina) - Pai de Maria - Data comemorativa também para Sant' Anna - 26/07 Nasceu na Palestina, no século I a.C. Joaquim e Anna são os pais de Maria, futura mãe de Jesus e viveram no séc. I. Joaquim nasceu em Nazaré e era dono de grande propriedade e rebanho. Casou-se com Anna ainda jovem, mas não conseguiam ter filhos. O casal desejava um filho e para conseguir seu objetivo Joaquim parte para uma peregrinação no deserto, onde passou em jejum e orando por 40 dias. Então apareceu um Anjo do Senhor e o orienta a retornar. Por sua vez, Anna também orava muito até que num certo dia, quando descansava sob uma árvore apareceu-lhe um Anjo do Senhor. Este tinha a função de avisar Anna de que ela ficaria grávida e seria mãe. Esta filha seria muito louvada, adorada e respeitada em por todo mundo. Ele ainda a orienta para que fosse ao encontro de seu marido que já estava retornando de seu jejum. Joaquim e Anna se encontram no Portão de Ouro e festejam quando cada um conta o que aconteceu consigo. Aos 40 anos de idade, Anna dá a luz a Maria e os dois se dedicam, com muito cuidado a garantir a educação da filha, por isso, aos três anos ela é levada a um Templo e apresentada a Deus. Joaquim e Anna conheceram o Filho de Maria, o Neto Jesus. Faleceu na Palestina, no século I d.C. Em 1582, a Santa Sé proclama a festa dedicada à Sta. Anna para toda Igreja. A data comemorativa é o dia 26 de julho para ambos. O nome do Bairro de Santana, em São Paulo - SP, Brasil veio da fusão das duas palavras, Santa e Anna.
  2. • Joaquim Ho (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  3. • Joaquim Royo (1691, Espanha - 1747, China) - Mártir juntamente com São Francisco Serrano, São Pedro Mártir Sanz, São João Alcover e São Francisco Díaz - 28/10 Nasceu em Hinojosa, Teruel, na Espanha, em 1691. Sobre sua infância não nos foi possível obter informações. Ingressou na Ordem Dominicana. Em 1712 parte para as Américas, logo depois parte para Manila, nas Filipinas, em missão e pouco tempo depois viaja para a China. Para ingressar naquele país tive que se disfarçar. Já na China, ingressou na missão fundada pelo Padre Gaspar da Cruz, no ano 1556, juntamente com os missionários Pedro Mártir Sanz, Joaquim Royo, João Alcover e Francisco Serrano (todos Santos). Viveram um período de tempo com certa tranquilidade, mas sempre sofrendo pela perseguição, no entanto no ano de 1746 tem início a verdadeira perseguição e a violência contra os religiosos. Naquele mesmo ano são presos, direcionados para carceragens diferentes, são então torturados, agredidos e humilhados. Faleceu na China, martirizado, no mês de maio de 1747. Foi Beatificado pelo Papa Leão XIII, no ano de 1893. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II.
  4. • Joaquim Sakakibara (?, Japão - 1597, Japão) - Mártir - 18/02 Nasceu em Osaka, no Japão, em data não identificada por nós. Era um colaborador dos Franciscanos tanto na evangelização bem como na construção de hospitais, conventos e igrejas. Joaquim exercia a função de ecônomo, ou seja, era o responsável pela administração dos bens daquelas obras construídas pelos Franciscanos. Quando foi preso, como os demais teve a sua orelha esquerda decepada e conduzido em cortejo para Nagasaki. Faleceram em Nagasaki, Japão, martirizados, por crucificação, no dia 05 de fevereiro de 1597. Foi Canonizado pelo Papa Pio IX, no dia 05 de junho de 1597.
  5. • Joel (?, ? - ?, ?) - 13/07
  6. • Joel (?, ? - ?, ?) - Profeta do Antigo Testamento - 19/10
  7. • Jonas (?, ? - 327, Pérsia, atual região do Irã) - Mártir juntamente com São Baraquísio - 29/03 Nasceu em data e local não identificado por nós. Durante a perseguição promovida por Sapor II, rei da Pérsia, aos cristãos, Jonas e Baraquísio são presos e submetidos a grande tortura. No julgamento, como não renunciaram a Deus Jesus, foram condenados à morte. Faleceram martirizados na Pérsia, Mesopotâmia, atual Irã, provavelmente no ano 327/8.
  8. • Jonas (?, ? - ?, ?) - Profeta do Antigo Testamento - 21/09
  9. • Jordão (Séc. XIV, França - 1237, Mar Mediterrâneo) - Religioso - 13/02 Nasceu na Saxônia, na Alemanha, no século XIV. Teve a oportunidade de realizar estudos em boas instituições de ensino de sua época. Ingressou na Universidade de Paris onde teve a oportunidade de conhecer São Domingos. Logo após ingressou na vida religiosa e estudou muito. Aprofundou seus estudos nas Regras da Ordem dos Dominicanos, fator que o levou a lidera-la por aproximadamente quinze anos. Foi responsável pela fundação de diversas casas religiosas. Era uma pessoa que sabia ouvir e aconselhar, também envolvido com os mais necessitados. Seu maior sonho era viajar para a Palestina. Faleceu no Mar Mediterrâneo a caminho da Palestina, em um naufrágio, no dia 13 de fevereiro de 1237. Seu corpo foi resgatado em uma praia por monges dominicanos e conduzido para a sua cidade onde foi enterrado na Igreja local.
  10. • Jordão de Santo Estevão (?, ? - ?, ?) - Mártir no Japão - 28/09
  11. • Jorge (?, Turquia - 280/303, Palestina) - Mártir - 23/04 Nasceu na Capadócia, atual Turquia, em data não identificados por nós. Existe na tradição Católica muita lenda sobre este Santo e em dados momentos da História sua existência foi até mesmo colocada em dúvida. É um Santo que aparece até mesmo nos meios umbandistas e do candomblé. Existem até os nossos dias registros oficiais que confirmam a sua existência e seu túmulo está na cidade de Lida, próximo a Tel Aviv, em Israel. Não se sabe porque ele é representado em imagens lutando contra um dragão, pois alguns estudiosos dizem que esta representação está mais ligada ao folclore que ronda a vida deste Santo, porém outros afirmam que o dragão não está ligada às tradições orais ligadas ao Catolicismo, mas sim o dragão é o demônio. Para entender melhor é importante destacar que Jorge era um soldado e que participava de uma Cruzada contra os pagãos e hereges. Estas pessoas na época eram consideradas guiadas pelo demônio e portanto a Guerra Santa se justificava pelo combate ao mal maior e ao rei do do inferno. Nesta época o imperador Diocleciano comandava uma violenta perseguição aos Católicos e muitos soldados o seguiam nesta posição. Foi por esta razão que um colega do soldado Jorge o denuncia como Cristão e imediatamente ele é preso, julgado e condenado à morte. Antes de seu martírio Jorge é violentamente torturado, mas conta a tradição que ele não sentia dor. Seus carcereiros inconformados o enterram vivo, porém mais uma vez sobrevive sem sofrimento. Como novo castigo é obrigado caminhar descalço sobre a brasa incandescente, mas como seus pés não se queimaram ele é arrastado sobre elas quase que nu. Quando os seus algozes o levantam descobrem que seu corpo nada sofrera. Por fim decidem pela decapitação. Faleceu na Palestina, martirizado, por decapitação, no ano 303.
  12. Jorge (?, ? - 852, Ibéria) - Mártir juntamente com Santa Natália* (ou Sabagota), Santo Aurélio, Santa Liliana e São Felix - 27/07 Nasceu em local e data não identificado por nós. Todos se converteram ao cristianismo e quando da invasão dos musulmenos à península foram presos. Jorge era um monge que foi preso e martirizado junto com os demais. Era muito religioso e por essa razão confirmou sua fé diante da morte eminente. Presos pelos musulmanos que não aceitavam o cristianismo, foram condenados à morte. Faleceram em Córdova, na Espanha, no ano 852.
  13. • Jorge (?, ? - ?, ?) - Bisco canonizado juntamente com São Frontão (Bispo) - 25/10
  14. • Jorge de Amástrides (?, ? - ?, ?) - Bispo mártir - 21/02
  15. Jorge Napper (?, ? - ?, ?) - 09/11
  16. • Jorge Mtasmindeli (?, ? - ?, ?) - Abade - 27/07
  17. • Jorge, o Moço (?, ? - ?, ?) - Bispo - 07/04
  18. • Jorge Preca (?, ? - ?, ?) - 26/07
  19. • Josafá (?, ? - ?, ?) - Canonizado juntamente com São Barlaão - 27/11
  20. • Josafá Kuncewycz (?1579/80, Rússia - 1623, Rússia) - Bispo mártir - 12/11 Nasceu na Rússia, em 1579 ou 1580, provavelmente. Era 1595, durante uma missão, quando diversos integrantes da religião cismática russa foram convertidos ao Cristianismo. Josafá era um destes e se dedicou com Fé e muito amor, por esta razão, tempo depois, foi indicado como bispo de Polotsk. Apoiava o Papado romano e a unificação da Igreja. No entanto era perseguido pelos cismáticos que o consideravam traidor e mau patriota. Quando tinha 43 anos de idade foi atacado por opositores, ferido violentamente e mortalmente, mas ainda vivo foi atirado nas águas de um rio. Faleceu na Rússia, martirizado, ferido e afogado, no ano 1623.

  1. • José (Operário) (?, Palestina - séc. I, Palestina) - Patrono da Santa Igreja, Esposo de Maria, Pai Adotivo de Jesus. A denominação São José Operário é comemorada no dia 01/05, dia do Trabalho - 19/03 Nasceu na Palestina, em data não identificada por nós. José tinha como ascendência o Rei David, como é citado em Mt 1,1-16 e em Lc 3,23-38. Tornou-se noivo de Maria, mas muito pouco se sabe sobre seu nascimento e principalmente sobre a sua morte. São Mateus e São Lucas descrevem de forma diferenciada a vida de José, Maria e Cristo. Sua história começa quando é informado por Maria que ela estava grávida e iria ter um Filho de Deus. José, um carpinteiro, transtornado não acreditava, pois muitas dúvidas passavam por sua cabeça e pensou em abandoná-la para que ela não fosse apedrejada como adúltera. Mas, quando dormia, um Anjo do Senhor lhe fez a revelação e confirmação da gravidez de Maria. José então se casou com Maria e cuidou do Filho de Deus. Mais uma vez, quando dormia, foi avisado por um Anjo do Senhor que Herodes queria matá-lo, então José tomou Maria e Jesus e se dirigiu para o Egito. Depois de algum tempo no Egito e após a morte de Herodes, novamente um Anjo do Senhor o orienta para que volte a Israel, mais precisamente a Nazaré. José sempre considerou Jesus como sendo seu filho e sempre o defendeu, bem como a Maria. Quando Jesus já tinha doze anos, José e Maria o levaram a um Templo para orar. Pensando que Jesus estava acompanhando outros familiares e já retornando notaram a sua falta. Então retornaram e após muita procura o encontraram no Templo discutindo com Sábios. Esta é a última vez que é citado o nome de José na Bíblia e por esta razão, muitos estudiosos e cientistas acreditam que José já tinha idade e que faleceu provavelmente pouco tempo depois, mas nada foi comprovado. Faleceu na Palestina, durante o século I. Foi São Francisco e Santa Tereza D’avila que deram verdadeiramente importância e passaram valorizar a devoção a São José. A devoção a São José Operário foi instituída pelo Papa Pio XII em 1955.
  2. • José (?, ? -?, ?) - Patriarca do Antigo Testamento - 04/09
  3. • José (o Hinógrafo) (810, Sicília - 883/6, Grécia) - Monge - 03/04 - Nasceu em Sicília, atual Itália, no ano 810. Sua família é obrigada a fugir para Tessalônica por causa da invasão dos sarracenos. Ingressou no mosteiro de Latona, na Grécia. Um de seus professores foi São Gregório, o Decapolita. Foi ordenado por volta de 840. Foi também um grande fundador de mosteiros, igrejas, escolas etc. Faleceu em Tessalônica, Grécia, no ano de 883/6.
  4. • José Barsabas (?, ? - ?, ?) - 20/07
  5. • José Benedito (Bento) Cottolengo (1786, Itália - 1842, Itália) - Sacerdote fundador - 30/04 Nasceu em Bra, na Itália, em 1786. Desde pequeno era uma criança piedosa e caridosa. Quando jovem ingressa na vida religiosa e quando foi ordenado passou a se dedicar aos necessitados, desprotegidos e desvalidos. Assume como sacerdote a diocese de Turim, Itália. Numa certa data morreu em seus braços uma senhora grávida, o motivo da morte foi a completa falta de assistência. Esse fato fez o Padre José Benedito meditar e orar, quando é agraciado com a idéia de construir uma abrigo. O abrigo enfrentou muitas dificuldades, mas nem isso o impediu de abrir outras unidades. O atendimento era bem amplo, desde pobres, doentes mentais, miseráveis, deficientes físicos ou mentais... No local as pessoas recebiam assistência física e espiritual. Denominou suas casa de "Pequena Casa da Divina Providência", contando então com a ajuda de outros irmãos de Fé, religiosos e até mesmo seguidores e assistidos. Faleceu na Itália, no ano 1842, aos 56 anos de idade.
  6. • José Bilczesski (?, ? - ?, ?) - Arcebispo - 20/03
  7. • José Cafasso (1811, Itália - 1860, Itália) - Sacerdote - 23/06 Nasceu em Castelnuovo d'Asti, na Itália, no ano 1811. Ingressou no Seminário de Turim, onde se formou em teologia e foi ordenado padre aos 22 anos de idade. Foi professor de João Bosco (Santo) e deu total apoio a este quando abriu as portas da escola para os pobres e desvalidos. Quando João Bosco (Santo) abre sua própria escola Tomás é um grande incentivador e para que ela fosse possível lhe ajuda financeiramente. Era um dedicado sacerdote para ouvir as confissões, sejam das pessoas pobres, ricas e dos encarcerados, por esta razão se dirigia às prisões para ouvir daqueles condenados que desejosos pela confissão de seus crimes e pedir perdão a Deus. Também os ouvia e os orientava, consolava e pregava. Faleceu na Itália, no dia 23 de junho de 1860. Doou todas as suas posses a João Bosco para que pudesse manter sua escola para jovens carentes. Foi Canonizado pelo Papa Pio XII, no ano 1947.
  8. • José Canh (?, ? - ?, ?) - Mártir no Vietnã - 05/09
  9. • José Chang Chu-gi (?, ? - ?, ?) - Mártir coreano - 20/09
  10. • José Chang Song-jib (?, ? - ?, ?) - Mártir coreano - 20/09
  11. • José Cho Yun-o (?, ? - ?, ?) - Mártir coreano - 20/09
  12. • José Cottolengo (1786, Itália - 1842, Itália) - 30/04 Nasceu no Vietnã, em data não identificada por nós. Formado em medicina, exercia sua profissão com dedicação e simultaneamente era um Dominicano Terciário. Foi preso pelas forças japonesas que estavam no Vietnã por ser Cristão. Foi levado às autoridades que exigiam sua retratação e negação ao Cristianismo, mas José se recusou. Então foi condenado à morte. Faleceu no Vietnã, martirizado, por decapitação, no ano 1838. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no ano 1988.
  13. • José da Cruz (1625, Itália - 1737, Itália) - 05/03 Nasceu na cidade de Isquia, na região de Nápoles, na Itália, no ano 1625. Batizado com o nome de Caitano. Ainda jovem ingressou no Seminário da Ordem Franciscana, pois era grande admirador de São Francisco de Assis. Foi ordenado sacerdote com a marca de ser um religioso perspicaz, moderado e contemplativo nas suas sábias decisões e julgamentos, austero e intransigente consigo mesmo e grande defensor do modo de vida do Santo de Assis. Dedicou especial atenção aos menos privilegiados, pobres e doentes, sempre os atendendo com calma, serenidade, ternura e amor. Sua dedicação à igreja e a Ordem Franciscana lhe proporcionou um prêmio, por essa razão fora enviado para Piemonte com a função de fundar o primeiro Convento da Ordem naquela região. Neste convento passou a atuar como mestre dos noviços, sendo mais tarde nomeado provincial, mas como sempre deixava a sua marca e dedicação foi mais tarde nomeado geral da Ordem Franciscana. Mesmo tendo ganhado cargos nunca dispensou o uso de seu hábito, confeccionado com tecido rústico, que usou durante 65 anos. Faleceu na Itália, em 1737, aos 84 anos de idade. Foi Canonizado pelo Papa Gregório XVI, em data não identificada por nós.
  14. • José da Palestina (?, Palestina - 356, Palestina) - Mártir - 22/07 Nasceu na Palestina, em data não identificada por nós. Sabe-se muito pouco sobre este Santo, que foi perseguido por se tornar Cristão. Na época do imperador Constantino e a perseguição proclamada por este à Igreja Cristã, na Galiléia. Foi preso e como condenação foi jogado ao rio amarrado para morrer afogado. Faleceu na Palestina, martirizado, no ano 356.
  15. • José Dang Dinh (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  16. • José de Anchieta (1534, Ilhas de Tenerife, Canárias - 1597, Espírito Santo, Br) - 09/06 Nasceu nas Ilhas de Tenerife, nas Canárias, no dia 19 de março de 1534. Em 1551 ingressou na Companhia de Jesus, onde é ordenado sacerdote. No ano de 1553 é enviado para o Brasil, chegando naquele mesmo ano. Junto com uma expedição partindo de São Vicente, litoral paulista, para o alto da serra, e chega a um planalto conhecido como Piratininga, entre os Rios Tamanduateí e o Rio Anhangabaú. No dia 25 de janeiro de 1554, realizam a primeira Missa naquele local. Mais tarde fundam um colégio, o local ficou conhecido nos nossos dias como Pátio do Colégio. Anchieta era um fervoroso defensor da paz entre brancos e índios, por esta razão em muitos momentos intercedeu a fovor dos nativos, que na maioria das vezes eram explorados e escravizados pelos portugueses. Em 1565 os franceses invadem a cidade do Rio de Janeiro, foi quando Anchieta faz parte da expedição de Estácio de Sá para expulsarem os invasores. Foi então eleito superior dos jesuítas de São Vicente e mais tarde de São Paulo. No ano de 1577 até 1587 foi diretor da província da Companhia de Jesus no Brasil. Era incansável nas missões apostólicas, evangelização e conversão. Foi catequista, professor, gramático, poeta, conselheiro e interprete tradutor, pois estudou a língua dos índios. Mais tarde escreveu uma gramática e um dicionário da língua tupi-guarani. Em Reritiba, atual cidade Anchieta, escreveu nas areias da praia o "Poema à Virgem". Faleceu no dia 09 de junho de 1597. Foi Beatificado pelo Papa João Paulo II, em 1980. Foi Canonizado pelo Papa Francisco, no dia 03 de abril de 2014. Canonização por decreto, dispensou-se a comprovação de um milagre, pois a obra de sua vida foi o amor, a fé e a caridade.
  17. • José de Antióquia (?, Antioquia - ?, Antioquia) - Mártir - 15/02 Nasceu em Antioquia, região da atual Turquia, em data não identificada por nós. José era Cristão e pregava com sete companheiros. Este era Diácono, quando foram presos, obrigados a renunciar ao Cristianismo, mas recusaram, por esse motivo foram condenados à morte. Faleceu em Antioquia, martirizado, em data não identificada por nós.
  18. • José de Arimatéia (séc. I a.C., Israel - séc. I d.C., ?) - 17/03 Nasceu em Israel, no século I a.C. Estava ligado aos sacerdotes judeus, mas que era um homem virtuoso e justo. Foi ele que pediu o Corpo de Jesus, após a sua morte na cruz, para providenciar um enterro adequado. Sabe-se que secretamente era um discípulo de Jesus Cristo. Estudiosos e historiadores afirmam que provavelmente foi ele que providenciou o manto para a cobertura do Corpo de Jesus, o Santo Sudário. Também afirmam que o Santo Graal foi por ele guardado secretamente e que para que não fosse descoberto o levou para a Europa. Faleceu em local não identificado por nós, no século I d.C.
  19. • José de Calazanz (Calasanctiuns) (1557, Espanha - 1648, Itália) - Pode-se encontrar seu nome como José Calazanz - 25/08 Nasceu na Espanha, no ano de 1557. Não pudemos obter informações sobre sua infância e juventude. Quando tinha 28 anos foi ordenado sacerdote na Espanha. Algum tempo depois resolve ir para Roma, na Itália e lá inicia o trabalho de educar crianças, jovens e adultos carentes, abandonados e órfãos. Seu trabalho produzia grandes resultados a ponto de fundar uma escola, em 1597. Em 1621 a escola viraria uma irmandade, a Congregação dos Clérigos Pobres da Mãe de Deus. Os resultados foram além do esperado, foram abertas diversas escolas pela Europa. Mas nem tudo corria bem, pois alguns irmãos de Fé invejosos e na tentativa de controlar a Congregação começaram a difamar e a dizer que José era incapaz de administrar toda a irmandade. As calúnias e mentiras foram tantas que o Papa ordenou a intervenção e enviou um visitador para assumir a direção. Acontece que eles sim eram incapazes a ponto de praticamente aniquilarem a irmandade. Quando José conseguiu provar que eram calúnias e mentiras sua irmandade estava em ruínas. Teve então que começar quase que do zero, mas com muita força reestruturou e revitalizou a Congregação e as escolas. Faleceu de causas naturais, em Roma, Itália, no ano 1648. Não conseguiu ver a aprovação de seu trabalho pelo Papa, pois ele só foi reconhecido em 1656, pelo Papa Alexandre VI. Foi Canonizado pelo Papa Bento XIV, no ano 1957.
  20. • José de Copertino (Cupernico?) (1603, Itália - 1663, Itália) - 18/09 Nasceu na aldeia Copernico, Itália, no dia 17 de junho de 1603. Sua família era muito pobre, seu pai um carpinteiro, tinha grandes dificuldades de sustentar  a família. Nasceu num estábulo e lá viveu parte de sua infância. Não pode estudar, mas fazia parte de uma família extremante Cristã. Ingressou na Ordem dos Capuchinhos, mas como ele tinha grande disfunção cerebral foi solicitado que ele entregasse o hábito. Tentou voltar para casa, mas sua mãe também não aceitou a sua volta. Vendo o sofrimento do rapaz, que na época tinha por volta de 17 ou 18 anos de idade, os frades Menores do Convento de Grotella, o aceitam e dão uma tarefa para ele, cuidar de uma mula. Tinha grandes dificuldades nos estudos dentro do Convento, mas era uma pessoa esforçada. Quando de uma avaliação, para se tornar sacerdote, surpreendeu a todos. Foi nessa época que os irmãos de Fé começaram a perceber nele dons inexplicáveis. A cura de doentes, de maneira inexplicável começou a levar seu nome a regiões mais distantes, pois para o povo ele era Santificado. Era comum também seus irmãos de Fé testemunharem ele levitando quando caminhava pelo interior da Igreja do Convento, onde foi ordenado sacerdote. Apesar de pouco estudo, mais uma vez sem explicação tinha grande qualidade as suas considerações, a ponto de estudiosos e teólogos sempre estarem buscando sua opinião. Foi convocado pelo Papa Urbano VIII, pois sua fama nessa época extrapolava o território italiano. Foi recebido com todas as honras e respeito. José não se continha na emoção alegria. Faleceu no Convento de Osimo, na Itália, no dia 18 de setembro de 1663. Foi Beatificado pelo Papa Benedito XIV, no dia 17 de junho de 1703. Foi Canonizado pelo Papa Clemente XIII, no dia 16 de julho de 1767.
  21. • José de Leonisa (ou Leonissa) (1556, Itália - 1612, Itália) - Religioso - 04/02 Nasceu em Leonisa, na Itália, no dia 08 de janeiro de 1556. Quando completou dezesseis anos ingressou na Ordem dos Frades Capuchinhos e seu novissado foi cumprido numa localidade próxima a Assis chamada Cárceri, onde foi ordenado Padre em 1581. Para evangelizar em 1587 foi enviado acompanhado de outros irmãos para Constantinopla e lá fundar uma Missão. Naquele país lutou muito pela libertação dos Cristãos escravizados por um ex-bispo. Por sua pregação foi preso por ordem do sultão Muhad III. Sua sentença, ser pendurado por um gancho sobre um fogo baixo. A sentença foi cumprida e José passou três dias pendurado. Quando solto por não ter morrido, as feridas em seu corpo curaram-se milagrosamente. O sultão fica espantado com o fato e muda a sentença o banindo perpetuamente de Constantinopla. Quando retorna para a Itália retomou as pregações e a evangelizações de seu próprio povo obtendo muitas conversões. Foi responsável pela promoção por diversos atos e obras sociais, como hospitais, abrigos etc. Faleceu na Itália, em função de um câncer, no dia 04 de fevereiro de 1612, aos 56 anos. Foi Canonizada pelo Papa Benedito XIV, no dia 29 de junho de 1746.
  22. • José Do Quang Hien (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  23. • José Fernandez (?, ? - ?, ?) - Mártir no Vietnã - 24/11
  24. • José Freidenademetz (1852, Áustria - 1908, China) - Missionário - 29/01 Nasceu em Oies, Áustria, no ano 1852. Ingressou no seminário quando jovem e aos 23 anos de idade é ordenado Sacerdote. Em 1877 ingressa na Ordem Divina. É enviado para a China, como Missionário, e naquele país trabalhou pregando de forma incansável e de pouco descanso (sono). Enfraquecido, quando tinha por volta de 56 anos de idade, seu corpo não mais responde às suas vontades, pois já estava debilitado pelo excesso de trabalho. Faleceu na China, no ano 1908. Foi Beatificado pelo Papa Paulo VI, no ano 1975. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no dia 05 de novembro de 2003.
  25. José Gabriel do Rosário Brochero (1840 - Argentina - 1914, Coreia)
    - Sacerdote - 20/09  Nasceu em Cordova, Argentina, no ano 1840. Sacerdote diocesano era conhecido como “El cura Brochero”, como era denominado pelas comunidades rurais. Atuou na Argentina, Uruguai e no sul do Brasil, sempre viajava em sua mula, sua missão era evangelizar. Devoto do Santo Inácio de Loyola, levando a Palavra de Deus, conseguiu muitas conversões e retorno à fé. Durante sua pregação foi contagiado pela doença de hanseníase, mesmo assim, doente continuou seu trabalho, mas com cuidado para não contagiar a mais ninguém. Faleceu, por causa da hanseníase, em local não identificado por nós, no ano 1914. Foi Beatificado pelo Papa Francisco , no ano 2013. Foi Canonizado pelo Papa Francisco, no dia 16 de outubro de 2016.
  26. • José Hoang Luong Canh (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  27. • José Chi-baek (?, ? - ?, ?) - Mártir da Coréia - 20/09
  28. • José Jae-kwon (?, ? - ?, ?) - Mártir da Coréia - 20/09
  29. • José Le Dang Thi (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  30. • José Ma Taishun (?, ? - ?, ?) - Mártir da China - 09/07
  31. • José Manyanet (?, ? - ?, ?) - Sacerdote fundador - 17/12
  32. • José Marchand (?, ? - ?, ?) - Mártir no Vietnã - 24/11
  33. • José Marelo (?, ? - ?, ?) - Bispo fundador - 30/05
  34. • José Maria de Yermo e Parres (?, ? - ?, ?) - Sacerdote - 20/09
  35. • José Maria Diaz Sanjurjo (?, ? - ?, ?) - Mártir no Vietnã - 24/11
  36. • José Maria Escrivá de Balaguer (1902, Espanha - 1975, Itália) - Sacerdote fundador da Opus Dei - 26/06 Nasceu em Barbastro, Espanha, no dia 09 de janeiro de 1902. Ingressou na vida religiosa e na data de 28 de março de 1925 é ordenado Sacerdote. Fundou a Opus Dei, em Madri, Espanha, no dia 02 de outubro de 1928. Depois fundou a Sociedade Sacerdotal da Santa cruz, para o apostolado feminino, no dia 14 de fevereiro de 1943. Esta Sociedade mantém todas as regras da Opus Dei e a ela está associada. Em 1950 a Santa Igreja reconheceu a Opus Dei. Faleceu em Roma, Itália, no dia 26 de junho de 1975. Foi Beatificado pelo Papa João Paulo II, no dia 17 de maio de 1992. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no dia 06 de outubro de 2002.
  37. • José Maria Gambaro (?, ? - ?, ?) - Mártir na China - 09/07
  38. • José Maria Hobles Hurtado (?, ? - ?, ?) - Mártir do México - 21/05
  39. • José Maria Rúbio (1864, Espanha - 1929, Espanha) - Sacerdote fundador - 04/05 Nasceu em Dalias, Alméria, Espanha, no dia 22 de julho de 1864. Ingressou ainda bem jovem, pois ainda tinha onze anos de idade, em Madri,  na vida religiosa. Seus pais eram pequenos agricultores e muitos humildes. Como era muito dedicado e interessado passou a auxiliar um de seus professores. Em 1887, foi ordenado padre, aos 23 anos de idade. Tinha como sonho ser um jesuíta, mas nunca havia tido oportunidade. Em 1906 ingressa na Companhia dos Jesuítas, em Granada, Espanha, e fez os votos em 12 de outubro de 1908. Trabalhou em Sevilha e Manresa, ambas cidades na Espanha. Mais tarde é transferido para Madri, quando trabalhou em diversas pastorais e sendo respeitado e admirado em todas. As pessoas o procuravam pela sua grande capacidade e desenvoltura quanto às orientações espirituais e pregações, mas também por ser um excelente confessor. Era também perseguido e difamado com intrigas sobre seu trabalho apostolador. Faleceu em Madri, Espanha, no dia 02 de maio de 1929. Foi Beatificado pelo Papa João Paulo II, no ano de 1985. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no dia 04 de maio de 2003, em Madri, na Espanha.
  40. • José Maria Tömmasi (?, ? - ?, ?) - Cardeal - 01/01
  41. • José Mkasa (?, ? - 1885/6, Uganda) - Mártir juntamente São Carlos Lwanga* e seus 20 companheiros - 03/06 Nasceu em data e local não identificados por nós. Numa região pertencente a atual Uganda, governada pelo rei Mwanga, os Cristãos passaram a enfrentar severa perseguição, após se seis anos de sua chegada à aquela região. Numa manhã o rei convocou a corte e logo em seguida perguntou a um grupo de Cristãos se eles pretendiam continuar rezando, caso optassem por continuar deveriam se posicionar ao lado de um muro. Carlos foi o primeiro a se posicionar a frente do muro e logo seguido por outros. A cada um perguntou se queriam continuar a acreditar no Cristianismo, mas a resposta de todos era de que sim. O rei ordena então que todos fossem mortos, mas para cada um foi aplicada uma sentença diferente. Faleceu em Uganda, em 1885/6. Carlos foi levado ao local do seu martírio e foi queimado lentamente, começaram primeiro pelo seus pés para gerar muito sofrimento e ser exemplo da "força" do rei assassino. A cada condenado cumpriu-se uma sentença, foram 22 assassinados. Foi Beatificado pelo Papa Bento XV no ano 1920. Foi Canonizado pelo Papa Paulo VI, no dia 18 de outubro de 1964.
  42. • José Moscati (1880, Itália - 1927, Itália) - Médico - 25/10, ou ainda, em 12/04 ou 16/11 Nasceu Nápoles, Itália, no ano 1880. Formou-se médico que colocou seu trabalho realmente a favor dos necessitados, uma prática comparada a um sacerdócio. Além de exercer usa profissão, fazia pesquisa, atendia doentes, pobres, necessitados, abandonados etc. Também um grande seguidor de Jesus Cristo que tinha muita Fé. Enfrentou com seriedade primeiro o socorro às vítimas do Vulcão Vesúvio, em 1906, poucos anos depois, mais precisamente em 1911, a peste de cólera que assolou a Itália, por fim o socorro às vítimas diretas e indiretas da Primeira Grande Guerra Mundial (1914/1918). Faleceu em Nápoles, Itália, no ano 1927. Foi Beatificado pelo Papa Paulo VI, no ano 1975. Foi Canonizado pelo Papa João Paulo II, no ano 1987.
  43. • José Nguyen Dinh Nghi (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  44. • José Nguyen Dinh Upen (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  45. • José Nguyen Duy Khang (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  46. • José Nguyen Van (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  47. • José Oriol (1650, Espanha - 1727, Espanha) - Sacerdote - 23/03* ou 24/03 Nasceu em Barcelona, Espanha, em data não identificada por nós. Após consagrar-se e ser ordenado passou a viver de pão e água por vinte e seis anos de sua vida. Além de Padre era também um Doutor em Teologia. Era uma pessoa dedicada à leitura. Atendia os pobres, necessitados, era um grande confessor, fato que lhe trouxe muita fama, e segundo seguidores, realizava, por intercessão, vários milagres. Faleceu em Barcelona, Espanha, no dia 24 de março de 1727.
  48. • José Pignatelli (1737, Espanha - 1811, Itália) - Sacerdote - 11 ou 15 ou 29/11 Nasceu em Saragossa, Espanha. Nasceu no ceio de uma família nobre e renomada. Foi educado pelos Jesuítas, na sua cidade natal. Essa formação o fez ingressar na Companhia de Jesus, pois tinha certeza que desejava seguir Jesus. Após se formar e ser ordenado Sacerdote, em 1762, foi professor de gramática e de Catecismo. Foi também capelão em uma prisão. Naquele local ouvia a confissão dos presos e preparava a alma daqueles que estavam condenados à morte. Em 03 de abril de 1767, Carlos III, decreta a expulsão de todos Jesuítas da Espanha. Muitos foram recebidos em Portugal, pela França e a Itália, para onde José se mudou. Viveu em Bolonha, Roma, entre outras, todas na Itália. Naquele país pregou, converteu, ouviu confissões, preparou os doentes para a Fé e o Amor a Jesus Cristo e sua Santa Mãe. Faleceu em Roma, Itália, no dia 15 de novembro de 1711. Foi Canonizado pelo Papa Pio XII, no ano 1954.
  49. José Sanchez do Río (1913, México -1928, México) - Leigo e mártir - ??/?? Nasceu em Michoacan, no México, no ano 1913. Época de perseguição com a denominada guerra "cristera", a violência imperava contra todo cristão católico. Foi o que aconteceu com José, preso com apenas catorze anos de idade. Tentaram de tudo para que renegasse a sua fé, sempre usando muita violência. Levado ao cemitério da cidade, onde foi martirizado José pode proferir suas últimas palavras, são elas: -
    “Viva Cristo Rei! Viva Nossa Senhora de Guadalupe!”. Faleceu martirizado em Michoacan, no México, no ano 1928. Foi canonizado pelo Papa Francisco, no dia 16 de outubro de 2016.
  50. • José Sebastião Pelczar (?, ? - ?, ?) - Bispo fundador - 28/03
  51. • José Tuac (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  52. • José Tuan (?, ? - ?, ?) - Mártir do Vietnã - 24/11
  53. • José Wang Kuiju (?, ? -?, ?) - Mártir da China - 09/07
  54. • José Wang Yumei (?, ? -?, ?) - Mártir da China - 09/07
  55. • José Yuan (?, ? -?, ?) - Mártir da China - 09/07
  56. • José Yuang Gengyin (?, ? -?, ?) - Mártir da China - 09/07
  57. • José Zhang Danpeng (?, ? -?, ?) - Mártir da China - 12/03
  58. • José Zhang Wenlan (?, ? -?, ?) - Mártir da China - 09/07
  59. • José Zhang-Dapeng (?, ? -?, ?) - Mártir da China - 09/07

  1. • Josué (?, ? - ?, ?) - Patrierca do Antigo Testamento - 01/09
  2. • Joviniano (?, ? - ?, ?) - 05/05
  3. • Juan Diego Cuauhtlatoatzin (?, ? - ?, ?) -  ??/??
  4. • Judas Tadeu (?, Palestina - ?70, Palestina) - Apóstolo mártir juntamente com São Simeão - 28/10 Nasceu em Caná, na Galiléia,  na Palestina, em data não identificada por nós. Durante algum tempo este Apóstolo foi confundido com o outro Judas (o Iscariotes), mas tão logo foi confirmado que se tratava de outra pessoa passou a ser venerado e respeitado. Autor da Epístola que leva o seu nome era irmão de Tiago Menor, Apóstolo e Santo, filho de Cleófas (ou Alfeu) e Maria, sua mãe era prima de Maria a mãe de Jesus. É considerado o Santo dos aflitos, desesperados e das causas sem solução. Foi um dos escolhidos pessoalmente por Jesus. Testemunhou várias realizações de Jesus, como milagres, curas, expulsão de demônios etc. Faleceu na Palestina, segundo a tradição assassinado por pagãos no ano 70.
  5. • Judoco (?, ? - ?, ?) - 13/12
  6. • Juliano (1128, Espanha - 1208, Espanha) - Bispo - 28/01 Nasceu em Burgos, na Espanha, no ano 1128. Os estudos básicos foram feitos numa escola de Palência, Espanha. Esta escola anos mais tarde se tornaria uma Universidade. Isola-se em uma aldeia, junto com seu criado, para estudar, próximo a Burgos. Naquele local se entregou à oração e aos estudos religiosos e laicos. Em 1166 foi ordenado Sacerdote, passou a viajar pelo sul da Espanha. Viajou durante 24 anos, pregando, ouvindo confissões, celebrando Missas etc. Chega a Toledo, Espanha, em 1190, e logo após é nomeado Bispo de Cuenca, Espanha, em 1196. Permaneceu como Bispo até a sua morte naquela região. Faleceu em Cuenca, Espanha, no ano 1208. Foi Canonizado pelo Papa Clemente VIII, no ano 1595.
  7. • Juliano (642, Espanha - 690, Espanha) - Arcebispo - 08/03 Nasceu em Toledo, na Espanha, no ano 642. Ingressou na vida religiosa em Toledo, Espanha, no Convento local. Pouco tempo depois de ser ordenado foi nomeado Bispo da cidade, em 680. Presidiu diversos Concílios e como escritor deixou várias obras. Faleceu em Toledo, Espanha, no ano 690.
  8. • Juliano (?, ? - séc.VIII, Constantinopla) - Mártir juntamente com São Mariano e Oito Companheiros - 09/08 Nasceu em local e data não identificado por nós. Sabe-se que estes Santos foram perseguidos por grupos de hereges iconoclastas iniciada por Leão Isáurico, ou ainda, Leão II. Foram presos e severamente torturados. Durante a tortura os hereges exigiam que eles renegassem o uso de imagens nas Igrejas, mas sabedores que estas tinham um papel importantíssimo para a conversão e divulgação das passagens da Bíblia e da vida de Santos e Santas, pois a maioria da população, mesmo as mais abastadas eram analfabetos. Como não conseguiram persuadi-los com a violência física da tortura, os condenaram á morte. Faleceram em Constantinopla, martirizados mortos por uma espada, provavelmente decapitados, no século VIII.
  9. • Juliano (?, ? - ?, ?) - Mártir juntamente com São Cesário - 01/11
  10. • Juliano Alfredo (?, ? - ?, ?) - Mártir da Espanha - 09/10
  11. • Juliano de Antioquia (?, ? - ?, ?) - Mártir - 16/03
  12. • Juliano de Sabas (?, ? - ?, ?) - 17/01
  13. • Julião (?, ? - ?, ?) - Mártir juntamente com Santa Basilissa e Companheiros - 09/01
  14. • Julião (?, ? - ?, ?) - 27/01
  15. • Julião (?, ? - ?, ?) - Mártir juntamente com São Teódulo * - 17/02
  16. • Julião (?, ? - ?, ?) - Mártir juntamente com São Cronião e São Besas - 27/02
  17. • Julião de Anazarbus (?, ? - séc. IV, ?Ásia Menor) - 16/03 Nasceu em local e data não identificados por nós. Era filho de um Senador. Sabe-se muito pouco sobre a vida deste Santo, pois poucos registros foram encontrados. Diocleciano reinava e comandou uma grande perseguição aos Cristãos e a partir desta ordem Julião, com 18 anos de idade foi preso acusado de ser fiel a Cristo, Nosso Senhor e enviado ao cárcere. Foi violentamente torturado e a cada tortura era exigido dele a conversão para uma religião pagã e, portanto renegar a Cristo. Em nenhum momento Julião renegou a sua Fé. Como os torturadores não obtiveram resultados decidiram amenizar a tortura e deixá-lo em melhor estado para que fosse de outra forma humilhado. Como resultado desta medida foi conduzido e uma cela em cortejo para ser humilhado pelos pagãos e simpatizantes do governo. Mais uma vez a medida não surte efeito. Como não conseguiram nenhum resultado decidiram por uma pena cruel, lançaram-no ao mar dentro de um saco junto com cobras venenosas e escorpiões. Faleceu provavelmente na Ásia Menor, no século IV.
  18. • Julião de Brioude (?, ? - ?, ?) - Mártir - 28/08
  19. • Julião de la Mans (?, ? - ?, ?) - 27/01
  20. • Julião de Toledo (?, ? - 690, Espanha) - Arcebispo - 08/03 Nasceu em local e data não identificados por nós. Quando já arcebispo de Toledo, na Espanha e muito conhecido por seus trabalhos teológicos e como escritor. Escreveu uma quantidade bem grande de obras. Faleceu em Toledo, na Espanha, no ano 690.
  21. • Julião Hospitaleiro (?, ? - Séc. IV, ?) - Mártir juntamente com Santa Bassilissa - 12/02 Nasceu em data e local não identificado por nós. São vários Santos com este nome e em alguns casos há uma certa confusão biográfica. Julião nasceu em uma família nobre. Segundo a tradição católica seu pai e sua mão, na noite que antecedeu seu Batizado, tiveram o mesmo sonho, com um ermitão. Este afirmava que seu filho um dia seria um Santo. Porém este sonho não interferiu na educação do menino. Julião foi educado para a vida de um nobre, seus luxos e prazeres. Um destes prazeres era a caça. Julião desde jovem era violento e brigão, mas tinha um lado especial, era caridoso e sempre ajudava aos pobres que lhe procuravam. Já adolescente um sonho lhe impressiona. No sonho um grande veado negro lhe diz; "Você será o assassino de seus pais". O trauma foi tão grande que ele resolveu fugir e tornou-se soldado mercenário. Anos mais tarde casa-se com uma princesa e passou a morar num castelo. Como hábito gostava de caçar. Numa certa noite resolveu caçar e avisa a sua esposa que retornaria apenas ao amanhecer. Julião parte então para a caçada, como sempre o fizera. De surpresa seus pais, já com idade avançada, chegam a seu castelo para visitá-lo, no entanto, não o encontra, pois estava caçando, mas são muito bem recebidos pela nora. Como ainda era noite a jovem cede o seu quarto para que eles descansem. Ao amanhecer, sem nenhuma caça, Julião retorna muito irritado. Todos dormiam no castelo, então em silêncio dirigiu-se a seu quarto e quando o adentra depara com duas pessoas em sua cama, como o quarto estava escuro não consegue identificar as pessoas que ocupavam a sua cama e na mesma ora imagina que sua esposa estava o traindo. A cólera toma conta de seu corpo e em uma ação muito rápida pega seu punhal e mata o casal, seus pais. Quando ia sair deparou-se com sua esposa que adentrava o quarto acordada pelo barulho. Julião se desesperou e correu para abrir as janelas, pois não estava entendendo nada, e quando a luz adentrou o seu quarto percebe que havia matado seus pais. Muito traumatizado realiza o enterro dos pais, coloca sua esposa num mosteiro, desfaz-se de todos os seus bens doando-os aos pobres e parte para longe para penitenciar. Julião no retiro muda por completo seu comportamento, torna-se um homem calmo, humilde e pacífico, quando foi amparado por sua esposa Santa Basilissa. Nesse período tornou-se um esmoleiro e para se castigar contava a todos os fatos que envolveram a sua vida. As pessoas indignadas e assustadas se afastavam dele e faziam o Sinal da Cruz. Renegado, passa a viver afastado da civilização, mas sempre carregava em seu coração a culpa. Para compensar o incompensável fazia rigorosas penitências e orava muito. Tudo ao lado de sua esposa Basilissa (Santa). Com o tempo fica conhecido como Julião Hospitaleiro. Próximo a um rio ergue uma grande cabana e com um barco velho que encontra à beira daquele rio passou a receber leprosos e a cuidar deles, sem nada cobrar, ele cuidava dos homens e sua esposa das mulheres. A rústica cabana se tornou um hospital para tratamento de leprosos. Havia muito trabalho, mas nem toda esta agitação fazia com que esquecesse o passado. Numa noite um enfermo, já em estado terminal, é acolhido por Julião e este vem a falecer em seus braços. Faleceu martirizado em local não identificado por nós, no séc. IV. Muita gente afirma que esta passagem é apenas uma lenda.

  1. • Júlio I (300, Roma - 352, Roma) - Papa - 12/04 Nasceu em Roma, no ano 300. É eleito Papa no dia 06 de fevereiro de 337. Trabalhou muito pela unidade da Igreja que era ameaçada por heresias como o arianismo. Foi grande combatente em nome de Deus contra o arianismo. Foi também o responsável pela construção de várias Igrejas em Roma. Organizou a Igreja e as funções eclesiásticas. Valorizou a catequese de crianças, jovens e também dos adultos. Faleceu em Roma, no dia 12 de abril de 352. Foi sepultado em uma das Igrejas que fundou naquela cidade, mas mais tarde seus restos mortais foram transferidos para a Basílica de São Pedro, no Vaticano.
  2. • Julio (?, ? - ?, ?) - Mártir juntamente com Santo Aarão - 03/07
  3. • Júlio (?, Espanha - 303/304?, Espanha) - Mártir juntamente com a Santa Engrácia e mais 17 companheiros, são eles: Fausto, Januário, Apodêmio, Cassiano, Luperco, Marcial, Urbano, Ciciliano, Evêncio, Primitivo, Maturino, Félix, Quintiliano, Públio, Frontón, Obtato e Sucesso - 16/04 Nasceu na Espanha e em data não identificados por nós. Julio foi uma das vítimas da perseguição aos Cristãos por Diocleciano, quando acompanhava Engrácia (Santa), mais 17 cavaleiros, todos foram presos, torturados e condenados à morte. Em conjunto os seus companheiros seguem os passos de Engrácia e renegam os deuses pagãos de Diocleciano e confirmam a Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo. Faleceu em Saragossa, na Espanha, martirizado, em 303 ou 304.
  4. • Julio (III, Itália? - IV, Bulgária) - Mártir juntamente com Companheiros - 27/05 Nasceu provavelmente na Itália, no séc. III. Era um soldado romano em serviço na Silistra, na Bulgária, por volta de 311 d.C. Cristão convicto se recusou prestar culto aos deuses pagãos colocando incenso a seus pés. Como foi preso e condenado à morte, mas ele continuou a seguir as Leis de Deus. Faleceu martirizado por decapitação, em Silistra, na Bulgária, no séc. IV.
  5. • Júlio (?, ? - ?, ?) - 19/08
  6. • Júlio Alvarez Mendoza (?, ? - ?, ?) - Mártir do México - 21/05
  7. • Justino (103, Samária - 165?, Roma) - Mártir - 01/06 Nasceu em Flávia Neapolis, atual Nablus (Neápolis), na Palestina. Seus pais eram pagãos. Ainda criança seus pais providenciaram que o jovem tivesse boa formação. Estudou em Éfeso, Ásia Menor e Alexandria, Egito. Durante o curso de filosofia converteu-se ao Cristianismo. Produziu vários tratados sobre a fé cristã. Mudou-se para Roma no ano 150, provavelmente. Foi perseguido, preso e condenado à morte. Foi torturado para renegar a sua Fé em Jesus, mas sempre a confirmou. Faleceu em Roma, martirizado, no séc. II.
  8. • Justiniano (?, ? - ?, ?) - Eremita - 23/08
  9. • Justino (?, ? - ?, ?) - Bispo - 01/01
  10. • Justino (?, ? - ?, ?) - Mártir - 14/04
  11. • Justino Jacobis (?, ? - ?, ?) - 31/07
  12. • Justino Orega Madrigal (?, ? - ?, ?) - Mártir mexicano - 21/05
  13. • Justo (?, ? - ?, ?) - 28/02
  14. • Justo (?, ? - ?, ?) - 14/07
  15. • Justo (?, ? - ?, ?) - 26/08
  16. • Justo (séc. III, Espanha - 304, Espanha) - Mártir juntamente com seu irmão São Pastor - 06/08 Nasceu em Complutum, Alcalá, na Espanha, no séc. III. Eram crianças, um com sete anos de idade e seu irmão Pastor nove anos de idade. Os irmãos foram presos durante a grande perseguição de Diocleciano, quando foram instigados sob ameaças a renegar sua Fé em Jesus Cristo. Condenados são transferido para fora da cidade. Faleceu em Complutum, Alcalá, na Espanha, martirizado, por decapitação, no ano 304.
  17. • Justo da Cantuária (?, ? - ?, ?) - Bispo - 10/11
  18. • Justo de Beauvais (?, ? - ?, ?) - Mártir - 18/10
  19. • Justo de Lion (Lião) (Séc. IV, ? - ?390, Egito) - Bispo , juntamente com são Viator Nasceu em local não identificado por nós, no início do séc. IV. Sabe-se que tornou-se bispo de Lion no ano 374, depois, por não ter conseguido proteger um deficiente mental da morte (linchamento) foge para o Egito abandonando o cargo, mas não só, seu amigo Viator, também santo, No Egito passaram a viver no isolamento como penitência pela morte daquele ser humano. Faleceu no Egito, por volta do ano 390. A população de Lion descobriu seu paradeiro e o motivo da fuga e trouxeram de volta os seus restos mortais.
  20. • Justo de Urgel (?, ? - ?, ?) - Bispo - 28/05
  21. • Juvenal (?, ? - ?, ?) - Bispo - 03 ou 07/05
  22. • Juvêncio (?, ? - ?, ?) - 08/02
  23. • Juventino (?, ? - ?, ?) - Mártir - 25/01

Voltar para o conteúdo