Entender01 - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Meditar e Orar > Guia de Orações

O que são as Orações? I - Jan./18
A Ave Maria

• A Ave Maria é uma oração que foi escrita a partir dos versículos do Evangelho de São Lucas. Uma oração que eleva a Deus as nossas súplicas, intenções, necessidades, pedidos, promessas e agradecimentos, tudo pela intercessão da Mãe de Deus, Nossa Senhora, a Santa Maria.
• Esta oração está dividida em duas partes, cada uma destaca a importância da Mãe de Jesus, a mulher que carregou em seu Sagrado Ventre o Filho de Deus. Rezar a Ave Maria é rezar a Deus, pois ela foi escolhida e como escolhida ficou livre do pecado original.
• A primeira parte da Ave Maria, durante a oração tem como finalidade nos elevar ao Céu, para santificarmos ao louvar Maria. Com fé esse momento já nos traz grande alegria, pois estamos nos entregando à Deus ao louvá-La.

• A segunda parte é o momento em que pedimos, suplicando por nossos pecados e erros que Ela, Mãe de Jesus, venha a nós e nos ampare com seus ensinamentos, conselhos e sua intercessão. Quando oramos à Santa Maria, estaremos orando diretamente a Deus Pai, pois Ela é a sua esposa, a Deus Filho, porque Ela é sua Mãe humana e o Filho não recusa o pedido da Mãe.


PARA TER FÉ?

• Abaixo disponibilizamos algumas definições rápidas sobre o que é contemplar, meditar, orar e rezar. Entender essas palavras é aprofundar nossos conhecimentos sobre a nossa religião e Igreja, a Santíssima Trindade, os Santos e Santas, além dos anjos. Também é uma maneira de aprofundar e aperfeiçoar a nossa fé em Deus pai e Filho, no espírito Santo e na Igreja.
• O que é contemplar?
Refletir analiticamente. Também meditar. Elevar-se até Deus Nosso Senhor em oração.
• O que é meditar?
É o momento de interiorização quando se estuda, pondera, considera e reflete sobre o comportamento, a fé, atitudes e ações. Nessa análise pessoal está a meditação sobre as coisas e Leis de Deus.
• O que é orar?
Fazer e suplicar em oração, rezar. Trata-se do momento em que é dirigida uma oração (reza) a Deus Pai, Deus Filho, ao Espírito Santo, Anjos, Santos e Santas com fé e amor. Na verdadeira oração é elevado o pensamento para as coisas e Leis de Deus. Também proferir oração.
• O que é rezar?
Ler folheto ou livro contendo orações. Dizer ou fazer uma oração ou suplicar humildemente a Deus. Fazer uma prece.

PARA TER FÉ? II
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mar./15

• Para que orar? Por que orar só? Quando orar coletivamente? Com quem orar?
• As respostas às perguntas acima são de certa maneira simples, mas também complexas e todas interessantes, pois nos levam a Deus, a Santíssima Trindade e à Sagrada Família.
Para que orar? Para que possamos ser verdadeiramente humanos, caridosos, solidários, fiéis a fé em Deus Pai, Deus Filho e o Espírito Santo. Para que possamos crer na Sagrada Família, São José, Santa Maria e em Nosso Senhor Jesus Cristo, o último na família, porém o primeiro no céu. Oramos para o nosso bem interior espiritual, mas também físico, mental e para fortalecer a fé. Orar para seguir os passos de Nosso Senhor Jesus Cristo, bem como seus ensinamentos.
Por que orar só? Muito simples, é o momento em que podemos nos entregar inteiros à Deus e de maneira a refletir nosso dia a dia, nossas ações e atos. Orar para avivar nossa fé e refletir se estamos seguindo os caminhos do amor e para a Santíssima Trindade. Porque é o momento em que nos é possível pedir o perdão de nossos pecados e elevar nossos pensamentos em devoção a Deus. Solitário podemos refletir sobre os Mistérios de Deus e seus efeitos na vida pessoal de cada um de nós. Ver os erros, sempre se propondo a corrigi-los, e os acertos, na busca de um número maior de acertos. É, portanto, o seu momento com Deus, com seu Santo ou Santa de devoção, com seu Anjo da Guarda, é o momento de sem libertar de suas mágoas, tristezas, frustrações, medos, falta de fé, falta de amor e de se amar. Orar só é cuidar desta casca, nosso corpo, emprestado por Deus. Por fim, mas não o fim, é o seu momento com Deus, não importa aonde, no seu quarto, na sala, na cozinha, durante o banho, no quintal de sua casa, na varanda de seu apartamento, no trabalho, na hora do almoço, no trânsito, durante uma viagem, durante uma caminhada, ou seja, quando estiver só.
Quando orar coletivamente? Na e durante a Santa Missa, ou seja, durante um dos Sacramentos de Deus. No seu lar ou no de um vizinho, amigo, na igreja, durante uma procissão, novena, Terço (Rosário), num velório, durante uma festa de aniversário, matrimônio, no hospital, mais precisamente ao lado de um enfermo e quando possível com ele orando. No trabalho, antes do início e no final dele. Durante uma excursão, seja ela para fins religiosos, de trabalho, lazer, estudo. Também antes e depois das aulas, da brincadeira, do lazer, da caminhada, da academia... Para orar coletivamente é preciso estar preparado para o amor ao próximo, entregar-se a ele de corpo e alma quando necessitado, enfermo, desencaminhado, mas também na saúde, para sermos um pouquinho mais semelhantes a Nosso Senhor Jesus Cristo.
Com quem orar? Orar coletivamente significa que além de você há mais uma pessoa a seu lado, mas também muito distante de ti. Tem pessoas orando coletivamente via online, ou seja, por meio de um dos sistemas de comunicação que nos levam a qualquer parte do nosso mundinho e até do espaço. Portanto não só oramos com nossos amigos, mas também com os inimigos, sempre pedindo a Deus que eles passem a ser nossos amigos. Oramos concretamente com qualquer pessoa, seja rico ou pobre, esteja dentro ou fora de uma igreja, durante a Missa ou de um dos Sacramentos. Oramos com nossos irmãos e demais familiares, sempre pedindo a união, amor a Deus e fé. A presença de um religioso ou de uma religiosa é muito importante em muitas situações, mas quando não é possível, que seja em grupo, com alguém guiando, como acontece no Terço.
• Boa oração e fé!
PARA TER FÉ? III
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Fev./17
• Só Deus é o Pai, mas não podemos nos esquecer que o nosso e verdadeiro Deus é formado por três Pessoas independentes, mas um só Deus. Ao rezar, fazer uma prece a um dos anjos, santos, santas, beatos ou beatas, incluindo São José e a Santa Maria, solicitando que interceda por nós junto ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, ou seja, a nosso único Deus. Não pense que estamos apenas dialogando com o santo, santa, anjo, a Virgem Maria ou São José, Deus também está nos ouvindo. Parece complicado, mas não é, pois como nos ensina a Santa Igreja, Deus está presente em todo lugar, nos ouve sem distinção e sabe de tudo antes da nossa ação, pedido ou pergunta.
• Você deve estar se perguntando, por que então invocar um santo, santa? Simples, nós estamos aqui na terra, somos ouvidos sim por Deus, mas o nosso pedido, diálogo, agradecimento, chaga mais forte quando um ser espiritual intercede por nós. Ele(s) ou ela(s) estão bem mais próximos de Deus, foram especiais quando entre nós e por essa razão podem interceder mais facilmente.
• No caso de São José e a Santa Maria a situação é bem diferente, pois foram aqui na terra pais de Deus, Jesus Cristo, por essa razão tem mais força quando intercedem, todo filho ouve e atende a seus pais. Um pedido deste privilegiado casal e agraciado por Deus é como uma ordem, apesar de no Céu serem filhos de Deus.
• Amém!
Voltar para o conteúdo