Definição01 - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Dogmas > Estudos

ANTERIORES


Dogmas 01

• A única Igreja criada por Jesus, e não por seres humanos, foi a Igreja Católica Romana, também a única que tem como estrutura as Sagradas Escrituras, a Tradição e o Magistério, tudo muito estudado, discutido e analisado.  Essas “três pernas” nos apresentam Verdades de Fé, da Igreja, de Nossa Senhora etc. Essas verdades recebem o nome de Dogmas.
• Este novo site do portal VivaJesusBr tem por objetivo explicar de maneira simples, mas cuidadosa os Dogmas.
• Não somos a palavra final, o pároco de sua região poderá trazer muito mais informações, indicar publicações, além da grande fonte de aprendizado que é o Sermão durante a Santa Missa.
• Uma grande oportunidade de leitura é a do Catecismo Católico, que contém toda informação necessária para entender as Sagradas Escrituras, a Tradição e o Magistério.



• Essa obra de arte da Santa Ceia nos apresenta a Verdade da Fé Cristã Católica Apostólica Romana. A arte, principalmente a pintura, escultura e desenhos são fontes de pesquisa para a Santa Igreja, inclusive para determinar os Dogmas. As pinturas encontradas nas catacumbas romanas, nos locais sagrados em Jerusalém, foram exaustivamente estudadas.
• É dessa maneira organizada que os Papas determinaram e proclamaram um Dogma. O estudo e análise são a base antes de se chegar a qualquer conclusão.


Dogma 02

• Os Papas são os sucessores de São Pedro, o escolhido de Jesus, a eles é dada a autoridade sobre a Igreja que os permitem pronunciar e declarar Dogmas. O Papa não pode fazer o que quiser no que se refere às Leis de Deus e as Sagradas Escrituras.
• Os Papas declaram um Dogma após grande período de estudo e ou quando Deus os revela um de seus Mistérios. Os dogmas declarados por um Papa não são de forma alguma uma inovação, invenção, ou uma experiência, é a aceitação da Verdade de Deus na Santíssima Trindade, todas nos reveladas a partir das Sagradas Escrituras, Antigo e Novo Testamento, pela Tradição da Igreja ou por meio dos Mistérios de Deus a nós mortais revelados.


O Credo em seu conjunto é formado por Dogmas, leia-o abaixo:

1. Creio em Deus
Pai todo-poderoso
criador do Céu e da terra.
2. E em Jesus Cristo, seu único Filho,
Nosso Senhor;
3. que foi concebido pelo poder do
Espírito Santo;
4. padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado.
5. Desceu à mansão dos Mortos,
ressuscitou ao terceiro dia;
6. subiu aos Céus,
está sentado à direita de Deus Pai;
todo-poderoso;
7. donde há de vir a julgar;
os vivos e os mortos.
8. Creio no Espírito Santo;
9. na Santa Igreja Católica;
na Comunhão dos Santos;
10. na remissão dos pecados;
11. na ressurreição da carne;
12. na vida eterna.

Amém!.


• Os filhos de Deus, ou seja, nós, estamos entendendo e descobrindo aos poucos as Leis de Deus, seus Mistérios e suas Verdades, os Dogmas.
• Estudar cada uma das partes do Credo é entender a fé e fortalecer a crença em Deus na Santíssima Trindade e na Família Sagrada.

Dogmas 03


• A Igreja Católica Apostólica Romana está estruturada em três sustentáculos, em outras palavras, em “três pernas”, portanto sustentada e estável. Esses sustentáculos são a Bíblia, a Tradição e o Magistério da Igreja. Cada um sustenta e dá suporte à fé de uma maneira diferente e não deixa, como um tripé de câmera fotográfica ou vídeo, o "equipamento" se desestabilizar, mantendo-o firme, afinal são mais de dois mil anos de existência.
• Essa estrutura garantiu e garante sua perpetuação como Corpo e seguidora das palavras de Deus Pai nas Sagradas Escrituras do Antigo Testamento e nas de Jesus, no Novo Testamento.
• Uma estrutura que não permite desvios e interpretações equivocadas e até erradas, mas está aberta para ouvir e até discutir equilibradamente.
• Essa sustentação mantém firme a posição da Igreja sobre diversos temas, enaltece a fé e o ato de crer em Deus Pai na Santíssima Trindade.

• Das Bíblias, Antigo e Novo Testamentos, vem os ensinamentos e caminhos; da Tradição, todos os conhecimentos e informações que completam os das Sagradas Escrituras, mas também sobre Santos e Santas; e o Magistério tem o importantíssimo papel de manter os ensinamentos de Deus e Jesus interpretados de uma única maneira por toda Igreja no mundo. 

• Não podemos deixar de citar o Catecismo Católico, que não é uma Bíblia, mas um compêndio explicativo sobre:

A. as Sagradas Escrituras;
B. as Leis e Regras de Deus e da Igreja;
C. A tradição;
D. E como funciona o Magistério da Igreja.


• É na realidade um grande documento que explica e ensina. Nele podemos descobrir, conhecer, reconhecer e aprender os Mistérios de Deus na Trindade, os Dogmas de Fé, os Sacramentos e a Caridade. Desta maneira aumentarmos a nosso fé e amor à Santíssima Trindade e a Sagrada Família pelo conhecimento.
• Ser parte da única Igreja de Jesus é viver em alegria , no amor de Jesus que ampara a todos nós, cristãos ou não.

Dogmas 04


• A Igreja Católica está estruturada em três pernas ou sustentáculos, a primeira(o) é a Bíblia (Antigo e Novo Testamento), nas Tradição e no Magistério. Essa estrutura ou sustentáculo garantiu e garante à Santa Igreja de Jesus uma existência secular, mais de dois mil anos de vida, sempre falando a mesma linguagem.
• A Bíblia, a Tradição e o Magistério nos conduzem à crença, fé e à oração, tudo interligado e integrado. Os três sustentáculos unidos proporcionam um mesmo entendimento e uma mesma interpretação das Escrituras. Uma prova disso é o Catecismo Católico, um documento que explica tudo sobre essas três “pernas” que sustentam a Igreja.
• O Catecismo nos proporciona o entendimento de todos os ensinamentos de Deus na Santíssima Trindade, também sobre os Dogmas, os Sacramentos, a Liturgia etc.
• O Catecismo Católico não é nunca foi uma nova Bíblia, ele foi escrito pelo trabalho profundo e dedicado por religiosos e religiosas, estudiosos e até fiéis. Algumas pessoas de igrejas ou seitas ditas cristãs insistem em afirmar, erroneamente ou mal-intencionados, que os religiosos católicos escreveram e constituíram uma nova Bíblia. Mais uma vez é preciso deixar bem explicado que o Catecismo é um documento explicativo, educacional e pedagógico.
• O Magistério é a estrutura que garante o ensinamento e o mesmo entendimento. Foi desenvolvido e escrito pela colaboração de várias pessoas, religiosos e leigos, todos estudiosos.
• Deus em sua sabedoria, conhecimento e experiência deixou-nos grande quantidade de revelações e que aos poucos são interpretadas pelo Magistério da Igreja. 


• O Magistério da Igreja nos ensina tudo aquilo que Deus nos revelou e experimentou ao se tornar um ser humano.
• A Tradição nos proporciona conhecer toda história, fatos e acontecimentos que não estão registrados na Sagrada Escritura, também os fatos e acontecimentos posteriores às Escrituras, como a vida dos Santas e Santos que viveram após a Encarnação, morte e Ressurreição de Jesus.
• Os dogmas são verdades aceitas pela Igreja e todos os fiéis, pois todo católico é integrande da Igreja de Jesus, portanto parte do corpo da Igreja em respeito a Deus na Santíssima Trindade.

Dogma 05


• Os dogmas não surgiram ou apareceram, nem foram criados pelo ser humano, na realidade ocorreu a confirmação de tudo que Deus Pai e Deus Filho nos revelou. A confirmação veio dos concílios que foram realizados para responder às heresias que tentavam descaracterizar ou queriam interpretar as escrituras da sua maneira.Os Dogmas da Fé foram objeto de estudo, mas não de criação humana, pois são todos extraídos das Sagradas Escrituras, foram discutidos e elaboradas explicações, no decorrer desses mais de dois mil anos de existência da Santa Igreja.
• Os primeiros dogmas vieram dos primeiros concílios lá nos primórdios da Igreja de Jesus Cristo. O primeiro ocorrei no século IV, em Nicéia, no ano 325, recebendo o nome de Concílio de Nicéia, até o último, o vigésimo primeiro, denominado Vaticano II, no Vaticano, entre 1962 e 1965.
• O Credo é uma oração que contém os dogmas, ou seja, contém as verdades da Fé e que são fundamentais para a vida cristã.
• As heresias trinárias e cristológicas colocaram em dúvida algumas verdades da e para a fé. Verdades vindas dos Evangelhos escritos por inspiração do Espírito Santo pelos Apóstolos.
• Os Dogmas foram apresentados por Deus Encarnado e transmitido aos Apóstolos e aos setenta e dois discípulos sob a forma de revelações, ensinamentos, parábolas, ações e milagres.
• O bom cristão católico tem certeza absoluta sobre as verdades da e para a Fé. Ele ou ela não as questionam, pois a verdade vem de Deus, poderem discutem-nas e as analisam para melhor entendimento. Por exemplo, nunca um cristão colocou em dúvida o Credo de Deus, pois ele contém apenas verdades, cada artigo é uma verdade e o maior deles está no início, “Creio em Deus Pai,...”
• Como verdades de fé, quem crê neles crê em Deus.
• O Credo em seus doze artigos, todos dogmas da Fé, portanto verdades aceitas por todo católico e cristão, não é apenas uma oração, mas é composto de revelações. Revelações quer vem sendo nos disponibilizadas aos poucos e de macordo com a evolução humana, isso ocorre desde a criação.

• Muitos cristãos seguidores de igrejas e seitas criadas por seres humanos, como Lutero e Calvino, não aceitam os Dogmas da Fé, pois seus líderes não seguem o Magistério da Igreja, por sinal nem mesmo o possuem, bem como não possuem a Tradição (informações e verdades expressas oralmente). Na Igreja Católica, ao contrário dessas Igrejas e seitas, tudo acontece obedecendo o magistério, não apenas as interpretações pessoais e fora de um contexto.

Dogmas 06


• As heresias, desde o princípio da Igreja, lançavam interpretações errôneas dos textos das Escrituras, sobre o Espírito Santo e sobre a divindade de Jesus, por exemplo. Para superar os erros oriundos das interpretações dos hereges, como os arianos (vindos de Ários), que defendiam a não divindade de Jesus a Igreja se uniu.
• Para resolver esses problemas foram organizadas reuniões e depois Concílios Ecumênicos, como o de Nicéia (325 d.C.), mais tarde o de Constantinopla (381) e o último Vaticano II (anos de 1960).

Quando um Papa proclama uma Profissão de Fé, está orientando, ensinando ou apaziguando o rebanho de Deus na Santíssima Trindade. A proclamação é um ato inspirado pelo Espírito Santo para solucionar as iniquidades destes irmãos que faziam parte da heresia. Vale lembrar que estes grupos existem até hoje.
• Todo ser humano por natureza busca por novidades, mudanças, verdades, descobertas e acontecimentos que possam nos orientar. Nada mais natural. O problema é que ocorre uma interpretação errada e tudo aquelo que um dia foi verdade deixa de sê-la. Isso ocorreu, por exemplo, com o filme “Código Da Vinci”, uma ficção que para muitos que o assistiram, passou a ser verdade. Esse é o trabalho de umna heresia, interpretar de outra maneira as Escrituras.
• Os Dogmas são verdades originárias dos mistérios de Deus. A De tempo em tempo eles podem ser ampliados a partir de revelações vindas de Deus na Santíssima Trindade. 

• Os fiéis precisam entender que as revelações dos mistérios divinos não são uma prática diária de Deus.
• Ele nos dá oportunidade de conhecer seus mistérios em dozes homeopáticas, ou seja, nós os conhecemos por revelação a cada etapa evolutiva de nossa vida. Diferente de uma inverdade que se alastra com tamanha rapidez e até passa ser uma verdade para alguns.

• Os mistérios de Deus na Santíssima Trindade, esse por exemplo é um dos grandes mistérios de Deus, são revelados quando há uma necessidade e quando o ser humano tem condições de entende-lo.
• Muitas inverdades são implantadas na sociedade cristã ou não para desacreditar a Igreja e sua fé, como os Dogmas são uma pedra no caminho dessas pessoas e grupos, eles precisam ser desacreditados. O cristão católico, que ama a Igreja criada por Jesus Cristo não se deixa conduzir por essas mentiras, pois ele crê na Trindade Una.


Dogmas 07

• A palavra dogma é definida nos dicionários, de maneira geral, como sendo:
— "ponto fundamental e verdadeiro de uma doutrina religiosa que é considerado certo e indiscutível". —
• O texto acima é uma junção das definições publicadas em diversos dicionários da Língua Portuguesa.
• Dogma é verdade, caminho e fé. Crer na Igreja é respeitá-los e aceitá-los.

• Para a Igreja Católica Apostólica Romana os dogmas são a verdade, não podem ser mudados nem mesmo pelo Papa e o mais importante, nesses dois mil anos de existência da Igreja Católica nenhum Papa, Santo, Santa ou religiosos(as) os contestaram.
• Os dogmas são verdades indiscutíveis como definem os dicionários. A Igreja os aceita, pois vem de Jesus Cristo e das Sagradas Escrituras.
• Os Concílios os confirmaram, pois já estavam postos como verdades, mas heresias tentaram modifica-los de maneira equivocada.

• A Igreja somos nós fiéis e religiosos, portanto para cada um de nós todos os Dogmas são verdades vindas de Deus.
• Nenhuma outra Igreja cristã os tem bem definidos. Muitas vezes são até erroneamente interpretados por diversos motivos.
• Como verdade incontestável são aceitos por todos que verdadeiramente são católicos.

• A simples definição do que significa a palavra dogma não nos conduz à realidade, pois Dogma é fé, é acreditar em um Deus verdadeiro e que mantém conosco Alianças.
• Os Dogmas são a essência da doutrina cristã católica.
• Entendê-los faz a diferença, pois estaremos entendendo a nossa fé e Igreja.


Dogmas 08


• • Os Dogmas como são verdades de Deus a única maneira de ataca-los é implantando mentiras como sendo verdadeiras. Um processo que procura subjugar a opinião de uma pessoa fiel, com informações dúbias, sem sentido, misturando épocas, fatos, acontecimentos que não se relacionam e o pior, deixando o fiel em dúvida pela sua eloquência.
• O verdadeiro fiel sabe diferenciar as artimanhas que tentam descaracterizar os Dogmas de Fé Cristã da Santa Igreja Católica, porém aquele que está se formando pode ser iludido e se perder.

• A dúvida, acima destacada, surge quando, por exemplo, pessoas importantes, de renome, fazem uso dos meios de comunicação de maneira desonesta para tirar alguma vantagem, é obvio que esta vantagem não virá de maneira honesta.
• São informações direcionadas aos seus interesses pessoais ou de terceiros e com um único objetivo, destruir o único obstáculo que impede a implantação do mal eterno, a Santa Igreja fundada por Jesus Cristo, a Igreja Católica Apostólica Romana.

• Muitos filmes, como o Código Da Vinci, de Dan Brown, fazem essa confusão na cabeça daquele ou daquela que não está preparado. A má intensão é tão grande e evidente, quando se misturam épocas e fatos não relacionados para confundir o expectador. Outro aspecto importante, o filme ocorre numa dinâmica intensa, não deixa muito tempo para o expectador pensar. Mais uma ação para denegrir e evitar que o expectador descubra a verdade.
• Os Dogmas da Santa Igreja Católica não são invenções humanas, foi o próprio Deus, na Santíssima Trindade, que nos revelou. Portanto não se iluda com essas inverdades, seja crítico, acreditar no Deus único é a solução.

Dogmas 09


A Santa Igreja Católica Apostólica Romana durante esses dois mil anos de existência já passou por turbulências e enfrentou grandes opositores, sem nenhum tipo de arme letal, forças armadas, a todos eles venceu. Afinal das contas é a Igreja de Jesus Cristo e é Ele quem a protege.
• O Papa Paulo VI já falava sobre os que atentavam ou viriam atentar contra a doutrina cristã. Não porque ele eras um adivinho, profeta ou teve alguma visão, mas pelos acontecimentos e as opções de vida por parte dos governos e das próprias pessoas.
• Esses ataques são problemas, problemas perturbadores e que visam apenas a desestabilização da fé. É interessante que o Concílio Vaticano II, iniciado pelo Papa João XXIII (Santo) e terminado pelo Papa Paulo VI, veio para sanar problemas e renovar a Liturgia, porém oportunistas passaram a deturpar as decisões do Concílio com interpretações errôneas e até maliciosas.

• Desestabilizando a fé pela destruição da família, essas pessoas, orientadas pelo maligno, levam outros seres humanos a conclusões totalmente deturpadas, um bom exemplo é o filme "Código da Vinci" que misturou épocas distintas para criar um suspense e uma mentira, mas que teve êxito porque muitas pessoas acreditam serem verdadeiras as conclusões apresentadas no filme. Isso ocorre porque muitos não procuram se informar e não tem conhecimento histórico.
• Outro exemplo é o manto que cobriu Jesus Cristo após sua morte, o Santo Sudário, que nos testes de carbono XIV apontaram ser do século XI e XIII, um erro não do teste, mas da amostra que foi levada para o teste, pois esta estava contaminada com material usado para restaurar o manto.

• Pessoas má intencionadas desprezam essa informação para afirmarem que ele é falso.
• Ainda com relação ao manto, tem pessoas que afirmam ser uma obra de Leonardo Da Vinci. Como poderia ele ser deste grande artista uma vez que o tecido foi confeccionado com tramas da época de Jesus Cristo, comum no Egito da época e esse tipo de fio não era mais fabricado na época de Da Vinci.
• O Credo de Deus é a Profissão de fé de todo cristão. Ele nos indica o caminho por ser constituído pelos Dogmas. Essa fé que não pode ser abalada por mentiras. A mais recente foi a de que Jesus foi uma invenção dos romanos.
• Todo aquele e aquela que creem não se abalam com esses ataques do encardido e seguem na fé em Deus Pai, Deus Filho e no Espírito Santo, também na Sagrada Família, nos Santos e Santas e todos os bem-aventurados.

Dogmas 10
• Os Dogmas são Verdades, portanto, são a solução e o caminho para a vida eterna.
• Todos nós cristãos queremos a salvação, esse é o principal motivo de acreditar, crer e ter fé.
• Para seguir a verdade é preciso fazer o bem, fugir do mal e ter fé, acreditar, crer...
• Entender que Jesus Cristo é a Verdade (Jo 14,6), portanto o caminho para a liberdade e a salvação, esse é um dever de todo cristão, não apenas uma possibilidade.
• Entender é conhecer e aquele ou aquela que conhece acredita, crê e tem fé na Verdade.
• Essa Verdade vem de Deus, o Criador, Pai e Senhor, portanto não há como duvidar ou questionar. Não se iluda com palavras de pessoas que não creem ou tem interesses mesquinhos, geralmente para aparecer e ou financeiro.
• Os Dogmas não foram inventados, estão presentes nas Sagradas Escrituras, vem de Jesus quando encarnado.
• O Credo de Deus, uma oração popular na Santa Igreja Católica, que foi extraída das Sagradas Escrituras.
• Não confundir o valor religioso dos Dogmas com as Escrituras, eles são extraídos delas, mas é possível ouvir dos inimigos da Igreja que são apenas palavras e não tem nenhum vínculo com as Escrituras.
• As Verdades consideradas Dogmas pela Igreja Católica Apostólica Romana não foram inventadas por bispos, cardeais e papas. Vieram de Jesus Cristo em vida, ou melhor, Ele está vivo, portanto quando encarnado.
• Rezar o Credo é acreditar, mesmo quando não se consegue decorá-lo.

Dogmas 11
Ago./14

• Orar ou rezar o Credo do Povo de Deus é estar com Ele, pois este é todo pura verdade. Uma verdade incontestável.
• Nele estão todos os Dogmas de Fé.
• A doutrina católica conduz o fiel e o mantém no caminho indicado por Nosso Senhor Jesus Cristo, sem no entanto desprezar o Velho Testamento, pois Ele sempre se referiu ou deu exemplos deste.
• O Credo do Povo de Deus é uma das orações utilizadas para esse fim. Todo baseado nas Sagradas Escrituras.

• Aquele ou aquela que segue a Palavra, na Santa Igreja Católica, precisa conhecer o Credo de Deus.
• Não importa se decorado ou não, o importante é conhece-lo e fazer uso na prática de seus artigos.
• De Deus recebemos o seu amos e o Credo representa todo seu amor.

• Crer em Deus é conhecer suas Palavras, ter fé e saber rezar ou orar.
• O mais importante é seguir as Leis do Nosso Deus e Senhor, o Todo-Poderoso Criador.

Dogmas 12
Ago./14

• Até hoje a Santa Igreja realizou vinte e um Concílios num espaço de tempo que passa de dois mil anos, ou seja, dois milênios, ou ainda, vinte séculos.
• Durante os Concílios é que a Igreja entendeu o que são os Dogmas e os oficializaram.
• Os Dogmas da Fé foram também instituídos para impedir que as heresias fizessem uso indevido das Escrituras.
• O uso indevido vem das interpretações equivocadas e até pessoais das Sagradas Escrituras.

• A Igreja Católica Apostólica Romana se orienta em três "pernas", são elas: as Sagradas Escrituras, a Tradição e o Magistério.
• As Sagradas Escrituras são os documentos físicos da Palavra de Deus e escritas por inspiração do Espírito Santo.
• A Tradição vem dos fiéis, religiosos e ou religiosas, estudiosos – leigos ou religiosos – inclusive de informações obtidas nos documentos denominados apócrifos, ou seja, não sagrados ou inspirados.

• O Magistério da Igreja é o unificador, o professor e o sustentáculo da fé, dentre os quais estão os ensinamentos sobre os Dogmas da Fé.
• Como unificador o Magistério padronizam as definições e interpretações, ação que impedem as interpretações erradas ou equivocadas, portanto, ninguém pode fazer uma interpretação pessoal e que atenda a seus interesses.
• É por essa razão que existem os seminários, unidades de formação religiosa e para o desenvolvimento cognitivo, mas também cultural e social.
• Outras Igrejas quem a cria dá a sua interpretação pessoal das Escrituras para atender às suas necessidades pessoais e não aquelas que foram transmitidas por Jesus Cristo.

Dogmas 13
Ago./14

• É incrível como é atacada a Santa Igreja, desde os seus primórdios até os nossos dias, em pleno século XXI, seja no Brasil ou em outros países do mundo, principalmente do oriente.
• São muitas ações contra a Igreja, não apenas por radicais religiosos, mas também por pessoas que desejam ficar ricas, famosas e desfrutar das "riquezas" do poder.
• São muitos que atentam contra as Verdades de Deus, seja pela difamação, calúnia, mentira, injúria, por má fé ou interesse pessoal e mesquinho.
• Pessoas materialistas, criminosas, traficantes, "poderosos", governantes etc.

• É com a ação do Espírito Santo, os Espírito de Deus Pai e Filho, que sempre a Santa Igreja consegue "vencer" essas barreiras.
• Até alguns dentro e fora da Santa Igreja se corrompem e colocam em cheque a fé e o amor de Deus.
• O Espírito Santo sempre está guiando os integrantes da Igreja de Jesus Cristo.

• Por mais de dois mil anos a Igreja de Jesus se demonstrou forte e o fará sob o olhar do Espírito Santo.
• O Papa e hoje Santo João Paulo II demonstrou em toda sua ação evangelizadora e caridosa que o Espírito de Deus é quem comandava suas ações, inclusive as voltadas ao ecumenismo.
• Respeitar os Dogmas é respeitar a Deus Pai, a Deus Filho e ao Espírito Santo, ou seja, à Santíssima Trindade.
• Espírito Santo olhai por nós e socorrei-nos! Amém!

Dogmas 14
Ago./14

• Quem é Deus? Será que o ser humano consegue explica-Lo? Quem realmente O conhece?
• Deus é um dos maiores mistérios para nós mortais, mas alguns seres humanos agraciados puderam e podem entende-Lo melhor, são os santos e santas.
• Porém, em diversos momentos Ele, Nosso Senhor, nos revelou e revela algum novo Mistério.
• Algum mistério importante e não supérfluo, condição que permite-nos aproximar de sua luz, amor e da salvação eterna.

• Deus é único, ninguém O criou, já existia antes da criação, sua existência vem de Si mesmo, é absoluto, ou seja, é Incriado e Incontingente, eterno e imortal. É Onipotente e Onipresente.
• Deus é formado por três Pessoas, um único Deus, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Não tem corpo físico, pois em seu mundo, o Céu, vivem espíritos, em outras palavras, não é formado por matéria.
• Muitos de nós, pequenos mortais, não O entendemos, porque é muito complicado e não é possível, nem nos é permitido, vê-Lo ou tocá-Lo.

• Deus está em nosso coração, alma e é parte de nosso espírito.
• Existe, portanto, um único Deus, absoluto, eterno e cheio de amor por sua criação.
• Nosso maior defensor contra aquele que faz apenas o mal, aquele que dá com uma mão e toma com outra para o resto da vida. O maligno apresenta a felicidade, geralmente física, e presenteia aquele ou aquela que o segue com a infelicidade eterna.
• Deus constrói, gera a vida, dá amor, é caridoso e bondoso.
• Deus, como Pai e Criador, nos ouve com muita atenção.
• Santíssima Trindade guiai-nós e, principalmente, socorrei-nos! Amém!

Dogmas 15
Ago./14

• A prova da existência de Deus não está nas Ciências Naturais, mas em argumentos que convergem para uma certeza, pois Deus nos revela sua existência.
• Diante desta condição, os argumentos que nos conduzem à verdade são convincentes e concretos.
• Deus existe mesmo sem que O tenhamos visto e a nossa certeza vem das revelações, das Alianças e da chegada do Encarnado.

• A criação já nos fornecem elementos reais, ou seja, revelações, pois o ser humano não surgiu ao acaso, do nada, mas sim pela interferência divina, quando Ele revelou condições para a vida de Adão e Eva no Paraíso.
• O ser humano tem inteligência superior aos demais seres vivos, porém todos os seres vivos tem vontade própria, memória, liberdade, o que eles não tem é a capacidade para a criação e modificação do meio.

• A consciência é outro diferencial, condição que nos leva ao amor, choro, sofrer por um ente querido, ter fé, crer em um único Deus na Santíssima Trindade, além de diferenciar, comparar e refletir.
• O maior diferencial está na razão e na moral.
• Então como tem seres humanos que duvidam da existência de Deus?
• A vida é muito complexa para ter surgido por influência do acaso, com toda certeza foi criada por uma inteligência superior e está é a de Deus.

• Santíssima Trindade orientai-nós e, principalmente, auxiliai-nos! Amém!

Dogmas 16
Ago./14

• "Deus é o início e o fim de todas as coisas".
• É importante destacar que alguns seres humanos fecham os olhos para essa realidade e verdade.
• A vida neste nosso universo não pode ter surgida ao acaso.

• Tudo nela está ligado, unido e tudo funciona em uma harmonia que o acaso não pode ser o responsável pela criação.
• Tudo funciona em função de um todo e esse todo é formado por "peças" diferentes e com função própria, mas atrelada a todos.
• Como está atrelada ao todo, cada uma dessas "peças" é necessária ao todo.

• O acaso não poderia construir esse universo tão imenso e complexo.
• Não poderia ter criado a vida, tão sofisticada e completa.
• Para nós cristãos católicos só Deus foi o criador e organizador de tudo.
• O criador das leis da física, química e da biologia. O único responsável pela vida.
• Ele criou o nosso mundo e nada foi criado sem uma função.
• Santíssima Trindade preservai e salvai todas as famílias! Amém!

Dogmas 17
Ago./14

• O homem e a mulher, seres humanos inteligentes.
• A inteligência humana permite-nos imaginar, supor e deduzir sobre situações, fatos e acontecimentos, analisar e entender diversas situações e buscar soluções.
• Por essa razão, muitos de nós humanos aceitamos a Deus, mesmo não o vendo.

• A imaginação e a suposição são substituídas pela certeza e a confirmação vinda das Escrituras, da Tradição e do Magistério da Igreja.
• Aceitamos a Deus, pois Dele só vem a verdade, o amor e o respeito.
• As ciências humanas exigem comprovação material, nada que vem do espiritual é aceito por alguns cientistas.

• O mundo espiritual de Deus não é matéria física e lá vivem todos os espíritos de humanos, santos ou nãos, mas todos santificados, a Anjos.
• Os Dogmas são a Verdade de Deus Pai, Deus Filho e do Espírito Santo.
• Para nós Católicos Apostólicos Romanos os Dogmas são a estrutura da fé, todos vieram de Jesus e Deus Pai, pois Jesus é Deus, não apenas o Filho.
• Jesus se materializou como Encarnado, Filho único de Deus, deixou uma grande quantidade de revelações e ensinamentos, mesmo assim tem seres humanos que não mudam de opinião, pois desejam provas físicas, ou ainda, querem destruir a Santa Igreja para benefício próprio com alegação que a Igreja emperra a evolução humana.
• Na realidade, a Igreja com seus Dogmas, traz a verdade e o amor da Santíssima Trindade. Desta maneira nos levam à evolução, ao crescimento intelectual, do conhecimento e da sabedoria.
• Santíssima Trindade preservai as famílias da traição, infidelidade conjugal e da mentira! Amém!

Dogmas 18
Dez./14

• Deus não é a criação, pois Ele transcende a toda criatura.
• Como Deus poderia ser a criatura (criação) sendo o Criador? Esta pergunta já é a resposta e que dá entendimento de quem Ele é.
• A criatura é pequena, ou seja, ínfima, diante de Deus, pois é matéria física e não espiritual.

• Deus nos deu uma alma, no entanto nem mesmo ela se assemelha a Deus.
• A alma humana está integrada ao corpo que a abriga até que este termine sua função vital.
• São Tomás de Aquino afirmava que o homem ao se afastar de Deus estava se aproximando do nada.

• A vida está fortemente ligada a Deus, pois é o criador.
• Entender Deus é entender a vida e o modo de vida proposto por Ele. A família é a mais importante maneira de viver. Homens e mulheres, ao se unirem em Matrimônio formarão uma família e esta precisa ser guiada pelas Palavras e Leis divinas.
• O caminho é Deus e não a riqueza material.
• Santíssima Trindade preservai as famílias da traição, infidelidade conjugal e da mentira! Amém!

Dogmas 19
Fev./15

 
• Para entender os Dogmas é preciso entender os Mistérios nos revelados por Deus.
• Deus é infinito, portanto todas as suas faculdades também o são.
• Deus é pleno, pois é completo e íntegro.

• Deus é amor, amizade, carinho e respeito, nós humanos é que não sabemos respeitá-Lo.
• Ele criou tudo do nosso planeta ao universo.
• Deus nos enviou, como nosso irmão seu único Filho, o Redentor e Salvador.

• Muitos dos seus mistérios ainda não nos foi revelado, mas aqueles que já foram, mesmo os mais complexos, são estudados e explicados pela Santa Igreja, o Corpo de Jesus Cristo em nosso meio.
• Um mistério que ainda hoje não nos foi revelado é o da Encarnação de seu Filho no ventre de Maria. A única informação que temos é a ação direta do Espírito Santo, como consta nas Sagradas Escrituras.
• Santíssima Trindade, nosso único Deus, fazei com que nós seres humanos saibamos entender e respeitar Vossos Mistérios, mesmo quando não os entendemos. Amém!

Dogmas 20
Mai./15

• Na condição de infinito, Deus também é único.
• Como na sua estrutura a Igreja de Jesus, tem três “pernas”, a Bíblia, a Tradição e o Magistério, que pode confirmar os desígnios e os Mistérios já revelados.
• A Santa Igreja segue o que está escrito nas Escrituras, pois são a palavra do Verbo e o Verbo é Deus.
• Grandes Santos e Santas Doutores da Igreja confirmam essas condições, ser infinito, único e o criador de tudo.

• Um destes é São Tomás de Aquino.
• Como é bonito ser cristão, cristão Católico Apostólico Romano, a verdadeira e única Igreja fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo, uma Igreja que tem dois testamentos, o Antigo e o Novo, ou seja, a Bíblia, muito mais que um documento, pois é a palavra de Deus, portanto verdadeiras e confiáveis.
• Depois, a Tradição que nos confirmam as verdades, pois ela vem daqueles que conviveram com Jesus ou seus Apóstolos.

• Por fim, o Magistério, este nos garante uma única definição e interpretação das Sagradas Escrituras. Cada cristão, leigo ou religioso, segue sempre o determinado pelo Magistério da Igreja, um documento que apresenta o representa de maneira completa é o Catecismo Católico, confundido por irmãos que frequentam Igrejas cristãs fundadas por seres humanos, pois estes afirmam que o Catecismo é uma nova Bíblia.
• O Catecismo é na verdade um documento que explica com detalhes todas as passagens das Sagradas Escrituras e as leis da Igreja, portanto as Leis de Deus.
• Amém!

Dogmas 21
Set./15

 
 
 
 
• A primeira ação direta de Jesus para a construção de sua Igreja foi determinar que Pedro seria a pedra fundamental.
 • Na época, com Cristo ainda vivo, a Igreja era apenas um projeto de Deus, Jesus seguia a Igreja judaica, por essa razão, coube aos Doze, juntamente com os demais discípulos, o aprendizado dos ensinamentos do Encarnado, para depois leva-los ao mundo, como Jesus os orientou.

• Jesus mostrou aos Apóstolos e aos setenta e dois discípulos o caminho para a construção de sua Santa Igreja, ou seja, seu Corpo.
• Nela cada um tem um papel, a maioria deles foram enviados como mensageiros, no entanto a Pedro coube ir a sede do império romano e abrir caminho para a pedra fundamental da nova Igreja, a de Jesus, local onde Paulo também se dirigiu anteriormente a Pedro para anunciar a Boa Nova e preparar a chegada de Pedro. Foi como João Batista fez quando anunciou a chegada de Jesus, o Salvador.

• Paulo, nos seus depoimentos, descrevia aos cristãos as passagens da vida de jesus, suas palavras e ensinamentos, mas ele não foi uma testemunha direta, por esse motivo chama Pedro, a rocha, para a sede do império Romano, para testemunhar, ou seja, evangelizar.
• Amém!

Voltar para o conteúdo