Consagrar/CúriaMetrop - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Glossário > Letra C

Consagrar

  1. • Consagrar: 1. Ato realizado durante a Santa Missa, mais precisamente durante a Consagração em que o Pão e o Vinho são oferecidos a Deus e passam pela Transubstanciação, transformando-os em "Corpo e Sangue" de Jesus Cristo.
  2. • Consciência: 1. O ser humano tem a capacidade vivenciar ou experienciar, por meio do sentimento e ou conhecimento,  compreender  e entender condições do mundo interior ou âmago.
  3. • Consciência Moral: 1. Julgamento ou juízo que cada ser humano faz, em relação às suas atitudes, ações e atividades, entre a benevolência e maleficência (o Bom e o Mal).
  4. • Consciência Psicológica: 1. Capacidade e potencial que o ser humano tem para mudar a si próprio, seu comportamento e ações. 2. Autoavaliação comportamental.
  5. • Conselho Pastoral: 1. Organismo ou organização que tem como missão pesquisar, estudar, analisar e avaliar tudo que tem relação com as atividades pastorais em uma diocese e posteriormente emitir a sua opinião, sugestões e conclusões que favoreçam uma prática mais eficiente e fiel. 2. Poderá ser formado apenas por religiosos, mas na maioria das vezes também por leigos. 3. Todos esses são designados e presidido pelo Bispo diocesano.
  6. • Conselho Presbiterial: 1. Muitas vezes o Bispo precisa de ajuda para administrar e governar sua diocese, para isso é criado por ele o Concelho Presbiterial.
  7. • Conselho Evangélicos: 1. Este está associado aos votos de prática dos conselhos evangélicos. 2. O termo conselho é relacionado a aconselhar homens e mulheres, que fizeram a opção religiosa e o voto, na submissão às causas de Deus e Jesus Cristo em favor do outrem. 3. Nesse contexto deve haver a renúncia ás suas próprias vontades. 4. O Conselho é orientado e cristalizado em três votos, são eles: pobreza, castidade e obediência. 5. Os valorizam as virtudes missionárias e cristã daquele que fez e segue e assume os votos. 5. Maiores informações no site do Vaticano (http://www.vatican.va).
  8. • Consiliário: 1. Conselheiro. 2. Aconselhador. 3. Pessoa designada pelo Bispo para assessorar aqueles ou aquelas que dirigem uma associação ou entidade católica, como: a Ação Católica, Cáritas, Comunidades Eclesiais de Base, Filhas de Maria etc.
  9. • Consistório: 1. Trata-se  da reunião convocada e presidida pelo Papa com os Cardeais. 2. Vide "Consistório Ordinário" e "Consistório Extraordinário".
  10. • Consistório Extraordinário: 1. Trata-se  da reunião convocada e presidida pelo Papa com os Cardeais do mundo todo.
  11. • Consistório ordinário: 1. Trata-se  da reunião convocada e presidida pelo Papa com os Cardeais que estão presentes no Vaticano.
  12. • Consolado (a): 1. Aquele ou aquela que teve sua dor aliviada. 2. Confortado (a). 3. Reanimado. 4. Aquele que ouviu ao chamado de Deus e Jesus. 4. Aparição de Nossa Senhora para pessoas pobres ou desesperadas, ou ainda, em situação difícil com a saúde e que os reanima ou os cura proporcionando nova vida.
  13. • Consolador (a): 1. Aquele ou aquela que consola. 2. Jesus faz uso deste adjetivo para identificar e valorizar o "Espírito Santo". 3. Ações e atos de Jesus junto aos pecadores. 4. Intercessão de Nossa Senhora em favor do ser humano quando consola, por ser Mãe, seus filhos. Trabalho de Santos e Santas junto a doentes, necessitados, desvalidos, como São Francisco e Santa Clara junto aos leprosos.
  14. • Consolar: 1. Aliviar, suavizar, amenizar a aflição, dor, sofrimento, doença etc. 2. Proporcionar sensação agradável ou prazer a alguém necessitado de atenção, afeto, amor ou Fé. 3. Ação realizada por Jesus Cristo durante sua passagem pela Terra como homem. 4. Intercessão de Nossa Senhora em favor do ser humano. 5. Aquele ou aquela que ao orar recebe a graça de Deus, Jesus, Nossa Senhora, Santos ou Santas tendo seus problemas espirituais, físicos, de crença ou Fé aliviados ou amenizados.
  15. • Consorte - Mesmo que "Cônjuge".
  16. • Constituição Apostólica: 1. Termo de origem do latim "Constitutio Apostolica". 2. Trata-se de um documento pontifício que aborda assuntos e temas de grande importância para Fé, crença e a própria Igreja. 3. Destaca-se a Constituição Dogmática que contém e orienta, de acordo com as definições dos Dogmas.
  17. • Constituição Dogmática: 1. Constituição que faz parte da Constituição Apostólica e que contém as definições para os Dogmas da Santa Igreja.
  18. • Constituição Eclesiástica dos Apóstolos: 1. Obra de grande importância que aborda os Direitos Eclesiásticos, escrita no final do século IV, provavelmente no Egito ou na Síria. 2. na época foi traduzida, por exemplo, para o árabe, Copto, etíope, grego, latim, siríaco etc. 3. O mesmo que: "Cânones Eclesiásticos dos Santos Apóstolos".
  19. • Consubstanciação: 1. A presença de Jesus Cristo na Eucaristia. 2. Momento que a hóstia é consagrada em corpo e o vinho no sangue de Jesus Cristo. 3. Todos nós católicos Apostólicos Romanos acreditamos e cremos que é o vinho no ato da consagração consubstancido no Sangue de Jesus Cristo para nos salvar.
  20. • Consubstanciar: 1. Ação divina que garante a presença de Jesus Cristo na Eucaristia. 2. Por meio do poder de Deus Jasus a hóstia no momento da consagração é consubstanciada em corpo e o vinho no sangue de Jesus Cristo.
  21. • Contemplação: 1. Ato de contemplar. 2. Meditação profunda. 3. Quando durante uma prece, oração ou conversa com Deus, Jesus, Santo ou Santa, ocorre um grande envolvimento afetivo, emotivo que envolve a alma e o espírito com muito amor, respeito, Fé, crença e sabedoria.
  22. • Contemplativo: 1. Aquele ou aquela que vive normalmente ou habitualmente em contemplação. 2. Todo religioso ou religiosa que viva em clausura está em estado de contemplação. 3. Estado daquele que está em contemplação.
  23. • Contrarreforma: 1. Reação da Santa Igreja contra a reforma protestante ocorrida no século XVI.
  24. • Contribuição à Igreja: 1. Doação feita pelo fiel à Igreja para cobrir suas despesas e necessidades. 2. Dízimo. 3. Centésimo.
  25. • Contrição: 1.  Repulsa e tristeza pelos pecados cometidos e que conduz ao arrependimento, ou seja, não mais pecar e a busca pelo amor de Deus Pai e deus Filho. 2. Contrição Perfeita. 3. Contrição Imperfeita. 4. Vide "Atrição". 5. No que se refere ao Sacramento da Penitência a contrição é o mais importante das atitudes do penitente.
  26. • Contrição Imperfeita - Vide "Atrição". 
  27. • Contrição Perfeita - Vide "Contrição".
  28. • Convento: 1. Termo originário do latim "Conventus", que significa "reunião". 2. Habitação coletiva de uma grupo ou comunidade de religiosos ou religiosas. 3. Os primeiros Conventos surgiram por volta dos séculos XII e XIII. 4. A habitação dos Monges recebem o nome de "Mosteiros".
  29. • Conventual: 1. Relativo, inerente ou pertencente ao convento. 2. Identifica a Missa que é rezada pelo presbítero aos domingos e dias santificados. 3. Aquele ou aquela, religiosos(a) ou não, que vive num convento.
  30. • Conventualidade: 1. Refere-se a moradia em um convento. 2. Adoção da vida conventual. 3. Viver em um convento.

  1. • Conversão: 1. Aquele ou aquela que era ateu, ou participava de alguma seita, e recebe em seu coração a Deus Pai e Deus Filho, tornando-se um Cristão Católico. 2. Aquele ou aquela que aceita e admite que Jesus é o Messias e o Senhor, pois é o Filho de Deus, nascido do ventre de Maria, a Nossa Senhora, portanto passar a crer e ter Fé. 3. Também significa fazer "penitência", mas não pelo sofrimento ou violência física. Na realidade trata-se da mudança de atitude e, na prática abandonar a forma de vida anterior para dedicar-se a nova. 4. Deus, Jesus e Nossa Senhora, esta última em suas diversas aparições nos convidam à Conversão a todo momento de nossa curta existência. 5. Essa oportunidade está presente nas afirmações de Jesus, por exemplo: "Não é o são que precisa de médico, mas sim o doente". 6. Santa Rita consegue após vivenciar a violência de seu marido, convertê-lo. 7. Todo ser humano é pecador e para deixá-lo de ser na outra vida, deve rejeitar o passado pecaminoso e aceitar Deus, Jesus, Nossa Senhora, os exemplos dos Santos e das Santas etc.
  2. • Converter: 1. Ato ou efeito de converter. 2. Aquele que muda de uma religião para outra. 3. Ateu que se torna Católico.
  3. • Converção: 1. Aquele ou aquela que por ação, ajuda ou presenciou algum fato misterioso e aceita a verdadeira Igreja de Deus Pai e Deus Filho e todos os ensinamentos deixados por eles.
  4. • Cooficiar - O mesmo que "Concelebrar".
  5. • Coorte: 1. Cada uma das dez unidades militares romanas composta por 600 a 1000 homens que compunham uma legião (Mt 27, 27; Jo 18, 3, 12).
  6. • Coração: 1. Órgão do corpo humano e de outras espécies animais. 2. Simbolicamente representa os sentimentos, o amor, o âmago do ser, etc. 3. A origem dos bons pensamentos e comportamentos, atitudes e ações (lc 24, 25). 4. O centro físico de uma instituição onde são tomadas decisões importantes e até morais (Mt 22, 37; Mc 12,30; Lc 10, 27). 5. Por definição trata-se do local do corpo humano onde é originada a Fé. 6. Opostamente "Sem Coração" significa sem amor, Fé, caridade, compaixão etc. 7. Aquele ou aquela que faz opção por seguir Jesus, sua Santa Mãe Maria, Deus tem o seu coração purificado, pois nele está a paz permanente. 8. Todo aquele ou aquela que tem Fé e crê em Deus e Jesus tem coração bom, é caridoso, amoroso, tem compaixão etc.
  7. • Coração de Jesus: 1. O Coração de Jesus não apenas identifica o amor de Jesus Cristo ao ser humano, mas o seu envolvimento, pois também foi humano. 2. A devoção ao Coração de Jesus é viver as dores de Jesus, mas também seu amor, humildade, caridade, compaixão etc.
  8. • Coração de Maria: 1. O Coração de Maria é o coração de Mãe, Mãe de Deus, do ser humano, da compaixão, da dor, da amizade, da vida, do sofrimento, da luta, do aconchego etc. 2. Um coração que cabe mais de oitocentas denominações que identificam uma mesma mulher e Santa.
  9. • Coração de Maria •• Coração de Nossa Senhora - Vide "Coração de Maria".
  10. • Coração da Virgem Mãe - Vide "Coração de Maria". 
  11. • Corão - VIDE "ALCORÃO".
  12. • Corban: 1. Oferenda. 2. Refere-se às oferendas trazidas ao templo e a ele doadas. 3. Todas as oferendas são consideradas sagradas. 4. Todos objetos e bens oferecidos como doação ao templo não poderiam permanentemente serem usados para outros fins.
  13. • Cordeiro: 1. Simbolicamente todo aquele que é filho de Deus e o aceita.
  14. • Cordeiro de Deus: 1. Termo utilizado no N.T. para simbolizar o sacrifício de Jesus Cristo por libertar o ser humano de seus pecados. 2. Simbolicamente todo aquele que é filho de Deus e o aceita. 3. Filho de Deus. 4. No Apocalipse, quando é citado o "cordeiro degolado que retorna a vida" refere-se a Jesus Cristo, que é filho do Grande Pastor, Deus. 5. No Antigo Testamento: identificava o animal oferecido em sacrifício a Deus. 6. Animal oferecido na Páscoa a Deus e que que salvou os judeus (Êx 12). 7. Jesus em suas pregações interpretou messianicamente esta passagem. 8. Jesus, em Jo 1, 29, é apresentado como sendo o "Cordeiro de Deus" que tira os pecados do mundo. 9. Todo aquele ou aquela que faz parte do "rebanho" de Deus e Jesus. 10. Jesus é também o "Cordeiro Pascal". 
  15. • Cordeiro Pascal: 1. Refere-se a Jesus, o messias, filho de Deus. 2. O mesmo que "Cordeiro de Deus". 
  16. • Cores Litúrgicas: 1. Toda mestimenta usada pelos sacerdotes durante a Missa tem cores diferentes de acordo com o calendário litúrgico. A cada período ou festa é usada uma vestimente de cor correspondente a data. São elas: A. Branco, simboliza Jesus Cristo vivo e em consequência a alegria de todo cristão; nas Missas de Natal, Páscoa... Em datas especiais poderá ser utilizado ou substituido pelo amarelo ou dourado. B. Preto, o preto vem sendo substituído pelo roxo e simboliza a morte, por esse motivo era comumente utlizado em funerais. C. Rosa, nos nossos dias o rosa é raramente utilizado, que simboliza na Quaresma, uma pausa na tristeza pela morte de Jesus, durante a preparação do Advento. D. Roxo, é utilizada nas Missas da Quaresma e do Advento, simbolizando a penitência e ou a conversão, essa só deixa de ser utilizada durante as Missas do dia de São José. E. Verde, é utilizado durante as Missas do Tempo Comum e simboliza a esperança professada por todo cristão. F. Vermelho, é usado durante as Missas de Pentecostes e de Santos e ou Santas mártires, tem como significado o fogo purificador, o sangue e o martírio de Jesus.
  17. • Coro: 1. Grupo de cantores de uma celebração litúrgica ou Sacramental. 2. Parte ou balcão em uma igreja onde fica o coral ou é tocado instrumentos durante a Missa. 3. Espaço da igreja, na área do altar-mor, reservada aos religiosos fazem suas orações ou rezas em conjunto.
  18. • Coroacao: 1. Cerimônia de coroação de uma imagem. Geralmente esta imagem é de um Santo ou Santa muito estimado(a) ou venerado(a).
  19. • Coroa de Espinhos: 1. Coroa feita de espinhos. 2. Uma das diversas torturas praticadas pelos romanos e sacerdotes a Jesus na Paixão. 3. "Coroa" que serviu para zombar e ironizar Jesus, por afirmar ser filho de Deus e Rei do Céu, ao ser colocada na sua cabeça, mas também para feri-lo por "ser mortal". 4. Simbolicamente identificam aquelas pessoas que por algum motivo passaram ou passam por um grande sofrimento, como: doença, perda de familiares, catástrofes, fome, miséria, abandono etc. 
  20. • Coroa do Advento: 1. Trata-se de uma coroa que é acompanhada de quatro velas produzida com ramos e folhas de louro ou outras plantas. 2. As velas são acesas uma a uma, em sequência, uma para cada semana, das quatro que antecedem o Advento. 3. Durante essa cerimônia são feitas orações, entoados hinos e a leitura de passagem da Bíblia. 4. Segundo estudiosos esta surge na Alemanha, mas não pudemos identificar a data.
  21. • Coroinha: 1. Meninos que auxiliam os sacerdotes durante a Missa. 2. São considerados acólitos. 3. Hoje em dia também designa meninas que fazem essa função durante as Missas.
  22. • Corpo: 1. Refere-se ao corpo físico e não espiritual. 2. Corpo emprestado por Deus a cada alma. 3. Vide: "Corpo de Cristo". 
  23. • Corpo de Cristo: 1. Pão Eucarístico que por transmutação torna-se o "Corpo de Jesus" apenas no ato da Comunhão. 2. Hóstia Sagrada. 
  24. • Corpo Místico de Jesus Cristo: 1. Termo que foi empregado pelo Papa Pio XII, em 1943, que identifica a Santa Igreja como sendo o agrupamento de todos os fiéis em torno de Nosso Senhor Jesus Cristo.
  25. • Corporal: 1. Trata-se de um lenço ou uma pequena toalha quadrada sobre a qual são colocadas o cálice, a patela e a Hóstia. 2. Esta, no final da comunhão é usada para cobrir o cálice. 3. Durante a liturgia é estendida sobre a toalha que cobra o altar ou altar-mor.
  26. • Côvado: 1. Unidade de medida linear que equivale a 45 cm, mas poderá chegar a 52 cm. 2. Aparece no Antigo Testamento, bem como no Novo. 3, Um côvado tinha o comprimento equivalente ao espaço entre o cotovelo e a ponta do dedo médio esticado de uma pessoa adulta. 
  27. • Côxo: 1. Aleijado. 2. Por causa da "Lei", na época de Jesus, todo coxo era proibido e impedido de participar das funções religiosas e do sacerdócio do templo. 3. Mal muito comum que foi curado por Jesus e que aparece em várias passagens da Bíblia, no Novo Testamento, por exemplo: Mt 15, 30; 21, 14; Lc 14, 13... 4. Durante sua pregação Jesus afirmava que para entrar no "Reino de Deus" que era melhor ser coxo seguidor das Leis de Deus, do que não sê-lo e ser condenado ao inferno. 
  28. • Credência: 1. Trata-se de uma pequena mesa, geralmente de madeira, que é colocada, na maioria das vezes, no lado direito do altar-mor. 2. Sobre ela é colocado o vinho, água e objetos utilizados durante a Missa ou outro evento religioso. 
  29. • Credo: 1. Oração que santifica a Deus por meio de Sua Igreja. 2. Que crê. 3. Creio. 4. Oração católica que é iniciada com a palavra latina "credo", que significa creio, que destaca vários aspectos da Fé Católica. 5. Parte da Missa quando é rezada, recitada ou cantada essa oração. 6. Profissão de Fé. 7. Crença na Santa Igreja e em Deus. 8. Também pode exprimir espanto ou aversão; cruz-credo; cruzes. 
  30. • Credo dos Apóstolos: 1. Tratam-se de doze documentos ou artigos anteriores ao século VI. 2. A crença popular afirma que foram escritos pelos Apóstolos, mas não a provas. Não se sabe se ele foi baseado em outro documento, este sim produzido pelos Ápóstolos.

  1. • Criação: 1. Momento em que Deus criou o universo. 2. Tudo aquilo que foi Criado por Deus. 3. Criação da vida animal e humana por Deus.
  2. • Criador: 1. Deus.

  3. • Cripta: 1. Galeria ou dependência subterrânea, geralmente sob uma capela ou igreja, que se destinava ao sepultamento de religiosos e mais raramente o sepultamento de personalidades e autoridades leigas. 2. Capela ou igreja antiga deu lugar a uma nova capela ou igreja, mas teve suas estruturas mantidas.
  4. • Crisma: 1. Sacramento da Confirmação que acontece após o Batizado com a unção do óleo da crisma sobre a testa. 2. É o momento em que o crismado confirma a sua Fé e crença ao receber o Espírito Santo. 3. Este é o segundo Sacramento da Iniciação Cristã. 4. Também identifica o azeite com bálsamo consagrado na Quinta-feira Santa, pela manhã, e que será utilizado durante o ano para o Batizado, Confirmação, Unções etc. 5. Vide "Óleo Consagrado". 6. Crisma.
  5. • Crismado(a): 1. Aquele ou aquela que recebeu o Espírito Santo durante o Sacramento da Confirmação.
  6. • Crismar: 1. Sacerdote, Padre, Bispo ou até o Papa que realiza o ato Sacramental de Confirmação.
  7. • Crismeira: 1. Vaso ou embalagens de vidro onde são armazenados os Óleos (Azeites) Consagrados.
  8. • Cristandade: 1. Característica, qualidade e atitude daquele ou aquela que é cristão ou cristã. 2. Referente a todas as comunidades cristãs do planeta Terra. São inclusos países, comunidades, povos, grupos e tribos que são consideradas seguidoras do cristianismo e a ele respeitam, mesmo que o país não o seja.
  9. • Cristang: 1. Cristo. 2. O mesmo que Kristang.
  10. • Cristão: 1. Aquele ou aquela que é seguidor(a) de Jesus Cristo. 2. Quem aceita a Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo. 3. Do latim Christianu. 4. Aquele ou aquela que professa o Cristianismo. 5. Aquele ou aquela que segue a única Igreja criada por Jesus Cristo, a católica Apostólica Romana.
  11. • Cristianismo: 1. A religião de Cristo. 2. A Igreja criada por Nosso Senhor Jesus Cristo. 3. Todo conjunto das confissões religiosas orientadas nos ensinamentos de Jesus Cristo. 4. Doutrina revelada e deixada por Jesus Cristo e que foram descritas na Sagrada Escritura, Novo Testamento.
  12. • Cristo: 1. Aquele que foi ungido e abençoado por Deus. 2. Do latim Christu: o que foi ungido. 3. Do grego Khristós (Christós): ungido. 3. Filho de Deus, Jesus Cristo. 4. Vem do latim Chistus ou Christos e significa "Aquele que foi ungido pelo Senhor" ou "Ungido por Deus". 5. Semelhante à palavra Messias do hebraico.
  13. • Cristocêntrico: 1. Aquilo, aquele ou aquela que está centrado teologicamente em Jesus Cristo. 2. Que tem Cristo como centro e valor.
  14. • Cristocentrismo: 1. Que tem teologicamente Cristo como centro de Fé, amor e crença. 2. Jesus Cristo é o Centro, pois é o Filho de Deus e Deus.
  15. • Cristologia: 1. Estudo ou tratado sobre a vida, personalidade, história, doutrina e obra de Jesus Cristo.
  16. • Crônicas: 1. Referente aos dois últimos livros do A.T. que descreve a história de Israel.
  17. • Cronologia: 1. Ciência que estuda e fixa datas que tenham importância históricas em razão dos fatos acontecidos, períodos históricos conhecidos, descobertas arqueológicas, paleontológicas etc. 2. Estudo ou tratado sobre a vida, personalidade, história, doutrina e obra de Jesus Cristo em função de datas e acontecimentos.
  18. • Cronologia Cristã: 1. Estudo cronológico da vida de Jesus Cristo. 2. Os textos Bíblicos, do Novo Testamento, não tem uma organização cronológica adequada, mesmo porque não era essa a intenção de Deus, o inspirador dos escritores.
  19. • Cronologia do Antigo Testamento: 1. Estudo cronológico dos textos do Antigo Testamento nos revela que não é preciso e difícil de ser identificado, pois vai depender da unidade cronológica adotada pelo monarca da época de cada texto.
  20. • Cronologia do Novo Testamento - Vide "Cronologia Cristã".
  21. • Crucificação: 1. Ato ou ação de crucificar. 2. Condenação à morte, provavelmente surgido na Fenícia, em época bem antes de Cristo. 3. Maneira e o momento em que Jesus e os dois ladrões foram fixados à cruz até a morte. 4. Crucifixão. 5. Segundo estudos o condenado tinha as suas mãos e pés amarrados a uma das extremidades da cruz. Este permanecia nesta posição até a morte por asfixia. 6. Em estudos levantou-se a hipótese de que os romanos é que passaram a pregar os braços e pés do condenado na cruz para aumentar a dor e o sofrimento.
  22. • Crucificado: 1. Jesus Cristo 2. Aqueles que foram mortos na cruz ao lado de Jesus Cristo.
  23. • Crucifixão: 1. O mesmo que: "Crucificação" (vide).
  24. • Crucifixo - Vide "Cruz".
  25. • Cruz: 1. Símbolo da ressurreição de Jesus Cristo e por extensão a de todo Cristão. 2. Duas traves de madeira cruzadas (perpendiculares) e fixadas com amarração ou pregadas. 3. Instrumento punitivo onde foi morto Jesus Cristo por perseguição dos sacerdotes. 4. Instrumento de martírio e suplício empregado pelos romanos aos considerados criminosos ou opositores do império, no qual Jesus foi morto. 5. Os egípcios, antes de Cristo, já utilizavam a cruz como forma de punição. 6. No início ou primórdios do cristianismo o símbolo religioso utilizado era o peixe. A cruz foi adotada como símbolo do cristianismo em data entre os séculos IV e V. 7. O crucifixo colocado sobre o altar ou ao fundo tem a função de lembrar que o Seu sacrifício em favor do ser humano está presente na Santa Ceia.
  26. • Cruz Peitoral: 1. No ocidente é a corrente levada pelos bispos sobre o peito e que sustenta uma cruz. 2. No oriente, trata-se de uma medalha pendurada da mesma maneira.
  27. • Culpa: 1. Estado, momento ou condição da mente, consciência ou espírito daquele ou daquela que errou, pecou ou prejudicou uma vida ou algo, mesmo material. 2. Sentimento de tristeza, agonia, mágoa por ter errado ou pecado.
  28. • Culpa Espiritual: 1. Culpa Interior, no âmago, por ter cometido um pecado, seja ele de pequeno ou de grande porte. 2. Não realização de um ideal ou meta religiosa. 3. Não tem nenhuma ligação com o espiritismo.
  29. • Culto: 1. Rito que tem como finalidade homenagear, glorificar, cultuar a Deus Pai, Deus Filho, sua Mãe terrena Santa Maria, um Santo ou Santa. 3. A Santa Missa, o Batizado, a Crisma, Casamento, por exemplo, são cultos verdadeiros da Igreja Católica. 4. Qualquer religião que obedece e segue em seus ritos os princípios de sua fé, Dogmas, Testamentos, como o faz a Igreja Católica Apostólica Romana 5. Vide "Adoração". 6. O culto também poderá não ser religioso, mas voltado para o mal, como os cultos satânicos. 7. Hoje em dia identifica os ritos protestantes e evangélicos.
  30. • Cultos Católicos: 1. São todos os rituais, cerimônias, Sacramentos realizados pela Igreja Católica Apostólica Romana ou Ortodoxa.
  31. • Cultos Cristaos: 1. São todos os rituais, cerimônias, Sacramentos realizados pela Igreja Católica Apostólica Romana ou Ortodoxa voltados a devoção e glorificação de Jesus Cristo e sua Mãe Maria.

  1. • Cumprir: 1. Conduzir alguma coisa, algo ou meta até o fim ou conclusão. 2. Consumação. 3. As profecias do Antigo Testamento, referentes a vinda do Messias, ou seja, de Jesus Cristo, foram consumadas com o seu nascimento, morte e ressurreição para salvação da humanidade. 
  2. • Cura (1): 1. Sanado. 2. Recuperação de uma enfermidade. 3. Milagre proporcionada por Deus, Jesus Cristo, por intercessão de Nossa Senhora, dos Santos, Santas, Beatos, Beatas etc. 
  3. • Cura (2): 1. Presbítero que administra uma paróquia. 2. Poderá ser um Pároco ou outro que tem a sua responsabilidade uma paróquia. 
  4. • Curado: 1. Aquele ou aquela que teve sua saúde reestabelecida. 2. Aquele ou aquela que se converteu ao cristianismo e a Igreja Católica. 3. Aquele ou aquela que teve seus pecados perdoados. 
  5. • Cura Ecônomo: 1. Trata-se do Sacerdote que não é Pároco e em um dado momento é designado pelo Bispo para realizar as funções de pároco.
  6. • Curar: 1. Recuperar a saúde após um dano físico ou enfermidade. 2. Aquele ou aquela que recupera a Fé e a crença em Deus, Jesus, Nossa Senhora, Espírito Santo, São José etc. 
  7. • Curas: 1. Ato misericordioso de Deus e Jesus, ou pela intercessão de Nossa Senhora, Anjo da Guarda, Santos, Santas etc., que proporciona a cura de um enfermo. 2. Poder de Deus e Jesus para sanar um mal. 3. Salvação proporcionada por Jesus Cristo para os males espirituais. 4. Perdão dos pecados. 
  8. • Cúria: 1. Trata-se de um setor ou organismo que tem a responsabilidade administrativa de uma diocese ou do Vaticano e da Igreja. 2. Todos atuam em nome do Bispo ou do Papa e seguem as suas determinações. 3. Vide "Cúria Diocesana", "Cúria Metropolitana" e "Cúria Pontifícia".
  9. • Cúria Diocesana: 1. Trata-se de um setor ou organismo de uma diocese que tem a responsabilidade administrativa e seguem as determinações do Bispo Diocesano. 2. Vide "Cúria", "Cúria Metropolitana" e "Cúria Pontifícia".
  10. • Cúria Metropolitana: 1. Trata-se de um setor ou organismo de uma arquidiocese, em uma metrôpoli, que tem a responsabilidade administrativa e seguem as determinações do Bispo Metropolitano. 2. Vide "Cúria", "Cúria Diocesana" e "Cúria Pontifícia".

Voltar para o conteúdo