CelebraçãoRelig/Consagrador - VivaJesusBr

A Trindade Santa e a Família Sagrada nos amam!
Estamos a 16 anos evangelizando! Obrigado! Janeiro mês do nosso aniversário!
Iniciado em: 15/01/2002
Neste endereço (domínio): 14/01/2006
Em 2018, novo visual!
Ir para o conteúdo
Glossário > Letra C

Celebração Religiosa

  1. • Celebração religiosa: 1. Realização de ofício religioso. 2. Ato religioso. 3. Missa, Batizado, Crisma, Casamento etc. 4. Cerimônias sacramentais. 5. Ato de celebrar Missas, Consagrações, Sacramentos etc. 6. Comemoração, Festejo, Cultos Religiosos etc.
  2. • Celebrante: 1. Pessoa ou Padre que celebra um ato religioso. 2. O que Celebra. 3. Popularmente na Santa Missa refere-se ao Presbítero que preside a cerimônia, na realidade ele é Presidente da Cerimônia. 4. Todos aqueles e aquelas que participam da Santa Missa. 5. Vide "Presidente da Celebração".
  3. • Celebrar: 1. Ato de realizar e/ou comandar um evento com solenidade, como: uma Missa, Batizado, Crisma, Casamento, ou seja, todos os Sacramentos, Consagrações etc. 2. Comemorar, festejar, confraternizar em atos religiosos.
  4. • Celibatário(a): 1. Aquele ou aquela que não se casou por opção religiosa. 2. Castidade. 3. O que vive e respeita o estado do Celibato.
  5. • Celibato: 1. Aquele ou aquela que se mantém solteiro ou solteira e se abstém do ato sexual. 2. Castidade. 3. Renúncia ao casamento e ao sexo feita opcionalmente por religiosos homens ou mulheres. 4. Estado ou condição de um celibatário.
  6. • Cemitério: 1. Local ou lugar para dormir do grego "koimeterion". 2. Local destinado ao sepultamento de todo ser humano. 4. Popularmente: Local de descanso final. 5. Local de respeito, Fé e caridade com os mortos ali sepultados.
  7. • Cenobismo: 1. O mesmo que Cenobitismo. 2. Modo de vida dos Cenobitas. 3. Condição ou opção do cenobita.
  8. • Cenobita: 1. Aquele que nos primeiros tempos do catolicismo que havia feito opção ou tinha a condição de viver em comunidade (monges). Estas comunidades geralmente eram isoladas.
  9. • Cenobítico: 1. Relativo ao Cenobita. 2. condição ou opção de vida do cenobita.
  10. • Cenobitismo: 1. O mesmo que Cenobismo. 2. Modo de vida dos Cenobitas. 3. Condição ou opção do cenobita.
  11. • Cesor: 1. Religiosos ou leigo nomeado pelo Bispo para a leitura e verificação de todo documento de conteúdo religioso e ou moral anterior a autorização de sua publicação.
  12. • Cesura: 1. Ato ou ação realizada pelo "Censor" após consideração do Bispo. 2. Sanção de caráter penal com finalidade reflexiva e medicinal aplicada pela Igreja a um religioso ou fiel por terem cometidos algum delito que se enquadre nessa condição, como: Excomunhão, Interdito e Suspensão.
  13. • Censurado: 1. Aquele que sofreu uma sanção por algum delito cometido, como excomunhão, interdito ou suspensão.
  14. • Centésimo: 1. Contribuição de um fiel para a Igreja da centésima parte de um ganho, bem etc.
  15. • Centurião: 1. Soldado romano, com posto de oficial, que comandava uma unidade contendo cem militares. 2. Foram eles que perseguiram Jesus, mas muitos deles se aproximaram, fizeram pedido e até se converteram ao Cristianismo quando tiveram contato com Jesus. 3. Suboficial romano.
  16. • Celestial: 1. Aquilo, Aquele ou Aquela que é do Céu. 2. Relativo ao Céu. 3. Glorificação do Céu e de quem ele "habita" Deus, Jesus, Nossa Senhora, São Lucas, Santo Antônio de Santana Galvão (Frei Galvão), entre outros Santos, Santas, Beatos e Beatas e toda pessoa comum que foi conduzida ao lado do Pai.
  17. • Celeste: 1. Aquilo, Aquele ou Aquela que é do Céu. 2. Relativo ao Céu. 3. Glorificação do Céu e de quem ele "habita" Deus, Jesus, Nossa Senhora, São Lucas, Santo Antônio de Santana Galvão (Frei Galvão), entre outros Santos, Santas, Beatos e Beatas e toda pessoa comum que foi conduzida ao lado do Pai. 4. Celestial. 5. Que pertence ou é concernentes à Deus.
  18. • César: 1. Título oficial dado ao imperador de Roma de Augusto (63 a.C.) até Adriano (138 d.C.).
  19. • Céu: 1. Local onde é a Morada de Deus Pai, Deus Filho, Anjos, Arcanjos, Santos e todas as pessoas comuns que foram agraciadas com a salvação e que estão vivendo naquele espaço. 2. Sinônimo de altura, grandeza, eternidade por ser a habitação de Deus, felicidade eterna. 3. Reino de Deus. 4. Local para onde Jesus ascendeu após a sua ressurreição. 5. Destino dos seres humanos que se  salvam.
  20. • Chancelaria: 1. Refere-se ao escritório da diocese onde são realizados os atos e ações administrativas e burocráticas, como: a realização de registros e sua devida guarda, local de reuniões e até o atendimento ao público.
  21. • Chanceler: 1. Trata-se do secretário geral da cúria diocesana. 2. Tem como função da redação das atas da cúria, sua divulgação e o seu devido arquivamento.
  22. • Chantre: 1. Trata-se do cônego responsável pelo canto no cabido da catedral ou colegiada. 2. Nos nossos dias outras pessoas, muitas leigas, fazem esse papel, por isso passou a ser um título honorífico e de dignidade dentro do cabido.
  23. • Chave: 1. Maneira ou forma de escrita que dá o meio de entender, penetrar, explicar assunto obscuro. Sinal de poder, liderança, do saber, mas também de iluminação, abertura etc. 4. Simbolicamente elemento que permite a abertura das portas do Céu.
  24. • Cibório - 1. O mesmo que "Baldaquino", "Âmbula" e "Píxide". 2. Cobertura sustentada por uma estrutura com quatro colunas. 3. Tabernáculo.
  25. • Ciência da Fé: 1. Pesquisa e estudo envolvendo as ciências e mistérios que envolvem a Fé, Deus e Jesus. 2. Não é apenas uma forma de estudar a Fé, mas também de entender seus princípios, mesmo os históricos, culturais, artísticos e sociais.
  26. • Ciência e Fé: 1. Pesquisa e estudo envolvendo as ciências naturais, históricas, científicas e a Fé. 2. Ganhou destaque com os avanços humanos entre o final do século XIX e início do século XX. 3. Os estudos que deveriam relacionar os estudos científicos com a Fé. 4. Aconteceu que surgiram por parte de pesquisadores sérias polêmicas e, com elas, o enfrentamento e desafios, tudo porque as Sagradas Escrituras relatam dados que não são considerados como válidos pelas ciências. 5. A afirmação principal é de que não há comprovação, principalmente no que se refere aos milagres, a existência de um ser superior etc.
  27. • Cíngulo: 1. Cordão grosso utilizado sobre a alva, para que não fique solta e atrapalhe os movimentos do presbítero, colocado na região da cintura.
  28. • Cinza: 1. Resto da queima. 2. No Antigo Testamento significava simbolicamente o "pecado" e a "fraqueza" humana. 3. Em outro momento o arrependimento. 4. É utilizada como sinal de conversão, para isso é colocada sobre a cabeça ou nuca fazendo o Sinal da Cruz. 5. Sinal de luto, tristeza etc. 6. Restos daquele ou aquela que foi para o inferno.
  29. • Circum-Incessão: 1. Referente a presença das Três Pessoas da santíssima Trindade em uma só Pessoa. 2. Vide "Pericorese".
  30. • Circuncisão: 1. Corte do prepúcio, dos homens de origem judaica e muçulmana, para fins religiosos. 2. Trata-se de um dos mandamentos mais importantes do judaísmo. Essa cirurgia sanitária e religiosa era realizada  oito dias após o nascimento, quando a criança recebia seu nome. 3. Pela tradição judaica todo aquele que se convertia ao judaísmo tinha que passar pela cerimônia. 4. Jesus foi circuncisado no oitavo dia de vida, como mandava a Lei (Lc 1, 21). 5. Com a difusão do catolicismo pelos Apóstolos de Jesus essa prática foi abolida. 6. Medida sanitária.
  31. • Círio: 1. Grande vela de cera benzida.
  32. • Círio pascal: 1. Grande vela de cera benzida e que em procissão é trazida para o interior da igreja quando do início da vigília pascal. 2. Procissão geralmente entre duas igrejas (comunidades) quando é transferida a grande vela.
  33. • Coleta: 1. Ação que durante a Missa ou outro evento religioso é recolhido donativos. 2. Trata-se da primeira das orações presidenciais da Santa Missa. Oremos...
  34. • Colheita: 1. A época da colheita sempre foi motivo de festa para o ser humano desde o início de sua existência. Não era diferente na época de Jesus. 2. Durante este período era e é comum a realização de festas e o melhor momento para agradecer a Deus. 3. Na Palestina , naquela época ela ocorria entre os meses de abril e maio. 4. Simbolicamente refere-se a vinda de  Jesus e culminará com o Dia do senhor no final dos tempos.
  35. • Colossenses: 1. Todo aquele ou aquela que é habitante de Colossos, na Ásia Menor, atual Turquia. 2. Aquele povo que foi agraciado com uma carta de São Paulo e que faz parte das Sagradas Escrituras.
  36. • Comissão Bíblica: 1. Grupo, comissão ou organismo que estuda, pesquisa e analisa tudo que é referente à Bíblia ou que nela contém.
  37. • Completas: 1. O mesmo que "Liturgia das Horas" e "Breviário".
  38. • Comungar: 1. Ato de receber o Sacramento da Eucaristia. 2. Receber a Hóstia Sagrada. 3. Momento em que se recebe o Corpo e o Sangue de Cristo. Aceitar a Deus Pai, Deus Filho Jesus suas palavras e ensinamentos.
  39. • Comunhão: 1. Momento que se recebe a comunhão. 2. Sacramento da Eucaristia. 3. Aceitar em comunhão a Deus Pai e Deus Filho. 4. Ato ou ação de receber Jesus Cristo durante a Missa ou outro culto, mais especificamente na "Eucaristia". 5. Receber o corpo de Jesus Cristo, seu amor e sua luz.
  40. • Comunhão dos Santos: 1. Trata-se de um dos artigos do Credo "Creio em Deus Pai todo-poderoso, Criador do Céu e da terra; e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado a direita de Deus Pai todo-poderoso, donde a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna.". 2. Termo que identifica a união espiritual que existe entre todos os membros do Céu e da Igreja, ou seja, entre os Anjos, Arcanjos e Querubins, Santos e Santas, as almas do purgatório e todos os seguidores seguidores da Santa Igreja, portanto fiéis. 3. União de todos em Cristo.
  41. • Comunidade Cristã: 1. Todos aqueles de uma localidade que fazem parte de uma Paróquia e que se reúnem para a Santa Missa, em qualquer dia da semana e aos Domingos 2. Comunidade, associação, grupo de seguidores de Jesus Cristo e de seu Pai Deus que unidos por uma mesma Fé oram, celebram, se ajudam ou também a outrem etc.
  42. • Comunidade Cristãs de Base: 1. Refere-se a uma comunidade seguidora de Jesus Cristo, orientados pelo Antigo e Novo Testamento, que assumem sua doutrina, em todas as circunstâncias e condições, nesse contexto buscam a Fé plena, a crença verdadeira e a evangelização. Não é um grupo fechado e seletivo, mas sim um grupo que trabalha pela amor, compaixão, caridade e respeito aos necessitados, e principalmente a valorização da família etc. 2. Existem alguns casos históricos de Comunidades onde ocorreram o radicalismos, mas a sabedoria e a inspiração divina da Santa Igreja superou todos os problemas.

  1. • Cirial: 1. Castiçal comprido e alto com uma lanterna em sua extremidade superior que acompanha o Santíssimo na Cruz, da Cruz ou ainda do Presidente da Celebração. 2. Tocheira de Círio. 3. Tocheira.
  2. • Círio: 1. Vela grande feita de cera ou de parafina imitando a cera. 2. Também Procissão que conduz um círio de um local para outro, como: de uma igreja para outra, de um bairro para outro, de uma cidade para outra etc. 3. Não confundir com a palavra "Sírio".
  3. • Círio de Nazaré: 1. Procissão em devoção à Nossa Senhora de Nazaré. Uma das maiores festas dedicadas à Mãe de Jesus. Também um dos maiores eventos religiosos do mundo. 2. No Brasil, em Belém do Pará é celebrado desde 1793, no segundo domingo de outubro. 3. Em Portugal, na Vila de Nazaré, é celebrada no dia 08 de setembro.
  4. • Cisma: 1. Separação, cisão ou ruptura de um ou mais componentes de uma comunidade religiosa. 2. Todo aquele ou aquela que passa a não aceitar a autoridade dada por Jesus ao Papa, primeiramente a São Pedro. 3. Dissidência de opinião, desacordo ou por antipatia. 4. Desconfiança ou suspeita. 5. Receio de origem supersticiosa. 6. Ideia fixa ou mania.
  5. • Cismatico: 1. Que, aquele ou aquela que por discordância, incredulidade ou falta de Fé se separou da comunhão da Igreja Católica Apostólica Romana, este ou esta poderá ser um leigo(a) ou religioso(a). 2. Referente à cisma.
  6. • Cister: 1. Trata-se do mosteiro onde surgiu e deu o nome à Ordem Cisterciense, no ano  de 1098, na França. 2. Seu fundador foi São Roberto. Teve como maior seguidor e popular São Bernardo (1091-1153). 3. Os estatutos dessa Ordem são baseados nos de São Bento.
  7. • Cisterciense: 1. Ordem que tem como fundador São Roberto. 2. Seu maior seguidor e popular foi São Bernardo (1091-1153). 3. Os estatutos dessa Ordem são baseados nos de São Bento.
  8. • Citações Bíblicas: 1. É comum no N.T. apresentar trechos do A.T. para completar uma explicação, estes trechos de passagem do A.T. são citações. 2. Citação feita de uma parte do A.T. ou do N.T. em qualquer documento, apresentação, palestra, em um dos Sacramentos etc.
  9. • Caustro: 1. Em um mosteiros, conventos e até em catedrais são as galerias que possuem arcadas abertas em torno de um pátio interno coberto ou não. 2. Convento, Mosteiro.
  10. • Clericalismo: 1. Poder, influência ou predomínio do clero e da Igreja. 2. Trata-se do conjunto opiniões, atitudes, ações, agir e modo de pensar daqueles ou daquelas que incondicionalmente apoiam o clero e a Igreja. 3. Oposto ao "Anticlericalismo".
  11. • Cléricgo: 1. Integrante, membro ou componente do "Clero". 2. Que faz parte do Clero.
  12. • Clero: 1. Trata-se da classe e do conjunto clerical de uma igreja, diocese, região, estado, país etc. 2. Corporação ou entidade formada por sacerdotes. 3. Aqueles que são ordenados e tem como missão servir a Deus, Jesus, Nossa Senhora, a Igreja etc. 
  13. • Coadjutor: 1. Padre ajudante do Sacerdote ou Pároco principal de uma igreja ou paróquia.
  14. • Cobiça: 1. Aquele ou aquela que tem desejo compulsório pelos bens de terceiros. 2. Também aquele ou aquela que deseja compulsoriamente a riqueza material. 3. Desejo Incontrolável por Dinheiro. 4. Vide: "Dinheiro".
  15. • Cobrador de impostos: 1. Eram judeus que tinham como profissão cobrar impostos para os romanos. 2. Geralmente se enriqueciam ilicitamente por subtrair valores arrecadados. 3. Tinham forte ligação e confiança de Roma. 4. Eram considerados pecadores e repudiados pela população em geral. 5. Publicanos.
  16. • Colegiada: 1. Referente à igreja que não é uma catedral e que tem um cabido que diariamente Celebra a "Liturgia das Horas".
  17. • Colegialidade: 1. A Santa Igreja é regida pelo Papa, mas também pelos Bispos do mundo inteiro, pois estes tem autonomia em sua diocese, ou seja, são corresponsáveis pela administração da Igreja como um todo, uma vez que o Papa é o Bispo de Roma. 2. O Consílio Vaticano II explicou esse princípio para que houvesse unificação entre todos os bispados quanto suas ações, deveres e autoridade. Também rege  e equilibra as ações e atos com os do primado do Bispo de Roma. 3. O Papa em razão do primado e sucessor de São Pedro, tem autoridade sobre toda a Igreja. 4. Todos os Bispos tem a missão evangelizadora e eclesial. Essas duas condições não são restritas à sua diocese, mas também sobre todo o corpo da Igreja.
  18. • Colégio de Cardeais: 1. O Código do Direito Canônico estabelece que os Cardeais da Igreja Católica Apostólica Romana constituem um Colégio que, na falta do Sumo-Pontífice, são os responsáveis pela eleição do novo Pontífice de Roma. 2. Também são auxiliares do Papa e podem ser convocados, por ele, individualmente ou coletivamente, de acordo com as necessidades.
  19. • Colégio Episcopal: 1. Trata-se do conjunto ou corpo, encabeçado pelo Papa, de todos os Bispos da Igreja Católica Apostólica Romana.
  20. • Colera: 1. Ira. 2. Impulso de descontrole emocional. 3. Raiva. 4. Impulso descontrolado e violento contra uma pessoa que nos ofende ou agride. 5. Fúria. 6. Zanga.

  1. • Comunidade Eclesiais de Base - Vide "Comunidade Cristãs de Base
  2. • Concelebração: 1. Trata-se da celebração litúrgica ecumênica ou não presidida por dois ou mais Presbíteros (Sacerdotes) que terão a missão de presidi-la, mas apenas um deles será presidente principal.
  3. • Concelebrantes: 1. Aquele(s) presbítero(s) que presidem uma cerimônia eucarística em conjunto com outro(s) presbítero(s).
  4. • Concelebrar: 1. Ato ou ação de celebrar litúrgica ecumênica ou não presidida por dois ou mais Presbíteros (Sacerdotes) que terão a missão de presidi-la, mas apenas um deles será presidente principal. 2. "Cooficiar".
  5. • Conceber: 1. Momento da concepção (vide).
  6. • Concebido: 1. Aquele que foi gerado, fecundado. 2. Momento em que o Espírito Santo agracia Nossa Senhora e Jesus se faz homem.
  7. • Concepção: 1. Momento agraciado quando um óvulo é fecundado e iniciado a vida. 2. A vida não começa quando a criança nasce para o mundo exterior, mas sim no interior do útero da mãe. 3. Nossa Senhora concebeu pelo Espírito Santo e não pelo denominado pecado original cometidos por Adão e Eva, ou seja, pelo ato sexual.
  8. • Conciliarismo: 1. Doutrina condenada pela Santa Igreja, no V Concílio de Latrão, séc. XVI, que entende  e coloca o concílio ecumênico como instância acima do Papa. Surge logo após o Cisma do Ocidente, no final do século XIV e início do XV.
  9. • Concílio: 1. Reunião, assembleia ou concelho de Bispos. 2. Quando convocado pelo Papa passa a se chamar "Concílio Ecumênico" e envolvem todos os Bispos do planeta. 3. Em todos os casos tem a função e missão de deliberar sobre questões que envolvem a crença, a Fé, doutrina, fatos e acontecimentos religiosos ou não, mas que exigem uma ação da Santa Igreja, costumes, disciplina eclesiástica etc. 4. Também serve para denominar o conjunto total dos documentos, como: das atas, cânones e deliberações de um Concílio.
  10. • Concílio Ecumênico: 1. Concílio convocado pelo Papa e que envolvem todos os Bispos do planeta, mesmo em reuniões setorizadas ou nacionais. 2. Vide "Concílio".
  11. • Concílio de Jerusalém: 1. Ocorre no ano 50 ou 51, convocado por São Pedro, São Tiago e São João, presidido por São Tiago, ainda contou com a participação de São Paulo e São Barnabé. 2. É reconhecido por três Igrejas Cristãs: Católica, Ortodoxa e Protestante. 3. Teve como tema principal a circuncisão e as velhas tradições judáicas.
  12. • Concílio Vaticano I: 1. Teve início na data de 08 de dezembro de 1869 e término no dia 18 de dezembro de 1870. 2. Regido pelo Papa Pio IX. 3. Temas principais; Infalibilidade do Pontífice, Liberalismo, Materialismo, entre outros temas.
  13. • Concílio Vaticano II: 1. Teve início na data de 11 de outubro de 1962 e terminou no dia 08 de dezembro de 1965. 2. Presidido inicialmente pelo Papa João XXIII e com seu falecimento, concluído pelo Papa Paulo VI 3. Nele foi discutido: o "aggiornamento" e a ação da Igreja nos tempos atuais (anos da década de 1960).
  14. • Conclave: 1. Palavra de origem do Latim com = com e clavis = chave, ou seja, com chave. 2. Trata-se da reunião dos Cardeais para a eleição de um novo Papa. 3. O local no Vaticano onde acontece a reunião é fechado e os Cardeais ficam isolados até a eleição de um novo Papa. 4. Por sinal essa condição é que gerou o nome deste evento, pois o recinto é fechado, por fora, à chave.
  15. • Concordata: 1. Identificam os convênios, tratados e acordos entre o Estado do Vaticano e um ou mais governos.
  16. • Condenação: 1. Punição para aquele ou aquela que cometeu pecado mortal. 2. Não é Deus que condena, pois Ele é amor e amizade, mas o próprio ser humano que não o houve.
  17. • Condenado: 1. Punição para aquele ou aquela que cometeu pecado mortal. 2. Não é Deus que condena, pois Ele é amor e amizade, mas o próprio ser humano que não o houve.
  18. • Cônego: 1. Padre secular pertencente a um cabido, a uma determinada colegiada, ou ainda, a certas basílicas e Sé, que seguem regras e que geralmente tem benefícios eclesiásticos. 2. Religioso que faz parte de um colegiado de uma igreja, catedral ou Sé e que trabalha na sua administração.
  19. • Cônego Regrante: 1. Aquele que está sujeito à regra monástica.
  20. • Conezia: 1. Canonicato. 2. Cargo e dignidade de Cônego. 3. Aquilo que pertence a Cônego. 4. O que diz respeito a Cônego.

  1. • Conferência Episcopal: 1. Reunião, colégio ou assembleia entre Bispos de uma região, estado, país ou continente para organizar, definir e ação conjunta Pastoral e de Evangelização.
  2. • Confessar: 1. Ato de admitir os nossos erros e pecados perante Deus e Jesus, na presença ou não de um religioso. 2. Em caso de calamidade ou acidente qualquer pessoa poderá ouvir uma confissão, desde que não tenha a possibilidade de se ter a presença de um religioso. 3. Proclamar publicamente a Fé de maneira a reconhecer diante de Deus e Jesus, além dos pecados, a insignificância de o ser humano.
  3. • Confessor: 1. Aquele que ouve uma confissão. 2. Padre, Bispo, Papa ou um leigo em caso de calamidade pública ou acidente e que não haja a possibilidade da presença de um religioso, mas com a condição de guardar segredo para o resto da vida.
  4. • Confessionário: 1. Local onde se realizam as confissões no interior de uma igreja e muitas vezes em uma cabine ou móvel onde o Padre ou outro religioso permanece em seu interior para ouvir as pessoas que estão se confessando, uma de cada vez. 2. Vide "Capela Penitencial".
  5. • Confirmação - O mesmo que "Crisma".
  6. • Confissão: 1. Ato de assumir seus pecados, culpas e arrepender-se perante a Deus, na presença de um Padre e na falta deste diretamente com Deus. 2. Sacramento da Penitência. 3. Penitência. 4. Reconciliação.
  7. • Confissão de Fé: 1. Ato de assumir ou proclamar-se publicamente a Fé e crença em Deus Pai e Deus Filho.
  8. • Confissões Religiosas: 1. Forma de identificar diferentes a união entre comunidades que tem a mesma crença. 2. Também diferentes Igrejas que aceitam e seguem a mesma crença, como acontece com a Igreja Católica Apostólica Romana, Igreja Protestante (Evangélica) e a Igreja Ortodoxa. 3. Isso não quer dizer que todas reconhecem a verdadeira função do Papa determinado por Jesus Cristo.
  9. • Congregação: 1. Reunião, assembleia, organização ou grupo de pessoas leigas ou religiosas que tem um objetivo em comum. 2. Comissão de Cardeais  e ainda de todos os funcionários da Santa Sé que são responsáveis pela administração da Igreja. 3. Também poderá identificar um grupo de religiosos ou leigos que proferem os votos na busca da Fé e da Salvação. Estas congregações poderão ou não serem reconhecidas pela Santa Igreja.
  10. • Congregação rOMANA: 1. Órgãos ou organismos do Vaticano que tem a função de proporcionar e garantir as decisões papais e administrativas. 2. Cúria.
  11. • Congregado: 1. Aquele ou aquela, religioso(a) ou leigo(a), que fazem parte de uma congregação.
  12. • Conhecer: 1. Ter noção, conhecimento, informação. 2. Ficar sabendo. 3. Ter ou manter relações sexuais com. 4. Tomar ou ter consciência de. 5. Na Bíblia tem significado mais amplo e completo. 6. É em dado momento o ato de apreciar, o saber e até identificar o ato sexual (Mt 1, 25; Lc 1, 34). 7. Aquele ou aquela que conhece a sabedoria e o poder de Deus passando a acreditar na sua existência, obedecer às suas Leis, pois veio as conhecer, o papel do ser humano na Terra e admitir a criação e o criador. 8. É entender os mistérios de Deus nos revelados. Outros mistérios não nos foram revelados, como: Quem criou Deus?, uma pergunta típica do ateu. Esse é um mistério que não nos foi dado por Deus a conhecê-lo, ou seja, não nos foi revelado. Em muitos momentos Deus permitiu que O conhecêssemos, bem como a seu Filho Jesus. Jesus, Filho de Deus, nos revelou muitos mistérios. Nos conduziu ao conhecimento, ao saber, e assim entender a Família Celestial.
  13. • Cônjuge: 1. Consorte. 2. Esposo e esposa. 3. Cada um dos membros que se uniram pelo Matrimônio entre um homem ou mulher. 4. Para Deus e consequentemente para a Santa Igreja a reunião do mesmo sexo não forma um casal, portanto não são cônjuges.
  14. • Conjurar: 1. Unir ou associar-se a outro(s) por interesses comuns, após juramento, para determinado fim. 2. Reunir-se para tramar ou conspirar contra alguém, instituição ou a sociedade. 3. Exorcizar ou realizar exorcismo. 4. Afastar o mal.
  15. • Conopeu: 1. Véu que, no altar, cobre a âmbula, quando esta é guardada no Sacrário contendo Hóstias consagradas.
  16. • Conselho de Anciãos: 1. Refere-se ao Sinédrio (vide). 2. Corpo consultivo de anciãos. 3. Assembleia ou reunião de anciãos.
  17. • Consagração: 1. Ato, ação, dedicação ou efeito de consagrar(-se). 2. Aquilo, aquele ou aquela que foram consagrados. 3. Ato durante a Missa de transubstanciação do Pão (Hóstia) na "Corpo" e do Vinho no "Sangue" de Jesus Cristo.
  18. • Consagrado: 1. Aquilo, aquele ou aquela que foram consagrados. 2. O Pão e o Vinho após a Consagração e a Transubstanciação.
  19. • Consagrante: 1. Aquele ou aquela que Consagra, exemplo: Padre, Sacerdote, Bispo, Cardeal ou o Papa.
  20. • Consagrador: 1. Aquele ou aquela que Consagra, exemplo: Padre, Sacerdote, Bispo, Cardeal ou o Papa. 2. Consagrador.
  21. • Custódia: 1. Local do ostensório onde é colocada a Hóstia Consagrada para exibição pública (para a assembleia).

Voltar para o conteúdo